O banco faz testes em uma nova funcionalidade da sua conta digital, a NuConta. A nova ferramenta permite que clientes guardem dinheiro de maneira separada da conta corrente. A intenção é que o usuário possa separar os gastos diários das contas fixas, ou reservas de emergência.

O dinheiro reservado no aplicativo terá o mesmo rendimento dos valores deixados na conta corrente, 100% do CDI (Certificado de Depósito Interbancário) – são títulos emitidos pelos bancos como forma de captação ou aplicação de recursos excedentes. O rendimento é maior que o de poupanças.

Como resgatar?

No site oficial, o Nubank informa que o dinheiro fica livre, caso o cliente queira recorrer a ele, mas é preciso mover a quantia desejada para a conta corrente. Não existe nenhum custo ou imposto para essa movimentação.

O cliente pode separar uma quantia inicial e adicionar a ela mais valores, quantas vezes quiser. Na hora de resgatar o dinheiro para uso, basta acessar o app e passar o valor guardado para o saldo disponível. Simples, sem custos ou burocracias, comenta o Nubank.

A nova função do Nubank é oferecida apenas para alguns clientes que têm aparelhos com sistema Android, mas em breve a empresa dará início a testes em aparelhos iOS, sistema operacional dos produtos Apple. 

O Nubank começou a testar a nova função de guardar dinheiro na NuConta hoje. Vamos ajustar alguns detalhes para, em breve, liberá-la a todos os nossos clientes, explicou o banco na terça-feira, 16.

Mais informações sobre a função “guardar dinheiro” podem ser encontradas no blog da empresa.

Confira abaixo o visual da nova aplicação: 

Função "guardar dinheiro'' da NuConta - Nubank/Reprodução
Função “guardar dinheiro” da NuConta – Nubank/Reprodução

Veja mais conteúdos como este:

Nubank chega a 100% dos municípios do Brasil

Nubank cancela cartões de crédito e Nucontas de clientes em todo o país

Nubank lança rede social NuCommunity

 

Author

Brasileiro, natural de São Paulo. Estudante de jornalismo nas Faculdade Integradas Alcântara Machado. Interessado em economia, política e cultura pop. Movido a belas músicas e bons cafés.

Escrever comentário