Nesta quarta-feira (27), a Associação Brasil das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs) anunciou uma nova modalidade para os cartões: o crediário.

Com a vantagem de conseguir simular a transação diretamente da máquina de cartão, antes mesmo de contratar, o consumidor terá direito a parcelamentos mais longos (até 36 vezes), enquanto o repasse do valor para o lojista levará apenas cinco dias e de uma só vez, como se a venda tivesse sido a vista.

De acordo com o presidente da Abecs, Pedro Coutinho, o limite disponível para cada cliente, assim como a taxa de juros praticada, serão definidos pelas próprias instituições.

É necessário ficar atento, pois os bancos podem usar desta nova modalidade para aplicar juros mais altos de forma mascarada. Especialistas indicam ter um cuidado redobrado na hora de escolher a forma de pagamento, para não acabar pagando juros sobre juros.

As parcelas devem ter um valor mínimo de R$10 e ainda é necessário colocar a senha do cartão. Alguns bancos já estão oferecendo o novo serviço:

  • No Itaú, as parcelas chegam até 24 vezes, mas ainda não há informações sobre as taxas de juros.
  • Para os clientes do Bradesco, as taxas variam entre 0,99% a 3,99% ao mês, e os prazos vão de 2 a 24 meses.
  • O Santander contará com taxas a partir de 1,99% ao mês e os prazos chegam até 36 vezes.
  • Sem divulgar as taxas de juros, o Banco do Brasil contará com prazos de até 24 meses.
Author

Estudante de Jornalismo, apaixonada por política e cultura, seu maior objetivo é viajar pelos quatro cantos do mundo. Ela acredita que todos nós somos únicos e que é possível mudar a vida das pessoas através da educação financeira.

Escrever comentário