De acordo com o levantamento da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas e do Serviço de Proteção ao Crédito, o número de consumidores que pretendem fazer compras neste Dia das Mães aumentou 4 pontos percentuais, alcançando 78%.

O volume e o valor de compras também tendem a crescer, já que, segundo pesquisa realizada pelo Google, os consumidores pretendem gastar um valor maior ou igual em relação ao ano passado.

Apesar do cenário fraco e lento da economia nacional, a alta nas vendas deve contribuir com o número de contratações temporárias. A CNC (Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo) projeta a contratação de 22,1 mil trabalhadores temporários no varejo em todo o Brasil.

E-commerce presente

Segundo a pesquisa do Google, 8 em cada 10 brasileiros estão procurando o presente de Dia das Mães pela internet e vem crescendo o formato “compre e retire”, em que o consumidor compra online, mas retira-o na loja. Esta escolha possibilita o presente ser entregue na data e gera a economia por não precisar de frete.

A explicação para especialistas em varejo é que a data do Dia das Mães é uma data muito emocional, o que faz muita gente querer homenagear a mãe e acabar gastando mais.

Author

Estudante de Jornalismo, apaixonada por política e cultura, seu maior objetivo é viajar pelos quatro cantos do mundo. Ela acredita que todos nós somos únicos e que é possível mudar a vida das pessoas através da educação financeira.

Escrever comentário