Nesta quinta-feira (25), o dólar chegou a R$4 e horas depois sofreu uma queda de 0,15%. O Banco Central pode intervir de forma mais eficiente no câmbio, pois detém instrumentos de proteção cambial que não impactam a liquidez do sistema bancário.

Bruno Serra, diretor de Política Monetária do Banco Central, informou que o BC atua no mercado local de câmbio caso ocorra alguma anomalia em seu funcionamento.

O diretor também informou sobre o estoque de US$380 bilhões em reservas internacionais, que avaliado ao lado dos US$70 bilhões vendidos em trocas de taxa cambial por taxa de juros pós-fixados, tem se mostrado um seguro adequado.

A partir do dia 2 de maio, o Banco Central dará início à rolagem total dos contratos de troca cambial, com vencimento em 1° de julho de 2019 e mais de 200 mil contratos.

Author

Estudante de Jornalismo, apaixonada por política e cultura, seu maior objetivo é viajar pelos quatro cantos do mundo. Ela acredita que todos nós somos únicos e que é possível mudar a vida das pessoas através da educação financeira.

Escrever comentário