O conselho administrativo do Banco do Brasil informou nesta quinta-feira, 24, a venda de sua participação na Neoenergia, atualmente controlada pelo grupo espanhol Iberdrola. A venda será feita por meio de uma IPO (sigla em inglês para oferta pública inicial) ainda neste semestre . 

A Neoenergia obteve aumento de 69,5% no lucro líquido no primeiro trimestre do ano, comparado ao mesmo período de 2018. O lucro total foi de R$ 509,7 milhões, conforme balanço divulgado nesta terça-feira, 23. O Banco do Brasil possuía 9,35% do capital da empresa.

A participação da estatal era detida por sua controladora, BB Banco de investimentos, mas por novas diretrizes que visam a diminuição de investimentos, o banco optou pela venda das ações.

“Já está acertado com os sócios da Neoenergia. O IPO será no primeiro semestre se Deus quiser”, destacou o presidente do banco, Rubensm Novaes, durante a sexta edição do Bradesco BBI BrazilInvestmentForum.

Author

Brasileiro, natural de São Paulo. Estudante de jornalismo nas Faculdade Integradas Alcântara Machado. Interessado em economia, política e cultura pop. Movido a belas músicas e bons cafés.

Escrever comentário