Powered by Rock Convert

Atualmente existem infinitas possibilidades de investimentos para nos ajudar com uma renda extra, planejar a aposentadoria e até mesmo facilitar a possibilidade de viver somente de renda. O mercado de investimentos não para de crescer e a novidade mais recente são as moedas virtuais, sendo consideradas o dinheiro do futuro.

A primeira moeda, o Bitcoin foi criado pelo misterioso Sature Nakamoto no ano de 2009, e desde então faz sucesso no mundo todo. Mas, faz pouco tempo que essas moedas têm se tornado realmente famosas e, por isso, chegou a hora de saber o que são moedas virtuais.

Acompanhe esse artigo e fique atento para a maior novidade em dinheiro virtual e entre para essa onda de investimentos.

Afinal, o que são moedas virtuais? Entenda agora!

As moedas virtuais também conhecidas como criptomoedas ou moeda digital são uma espécie de dinheiro virtual que é movimentado através da internet e gerado em algoritmos, sendo dividido entre membros ou comunidades de grupos virtuais. É controlado e distribuído pelos seus desenvolvedores, e são usadas para comprar e também vender, movimentando o seu valor.

Também são utilizadas e aceitas entre negócios e, mesmo ainda não regulamentadas, elas representam a nova maneira de poder realizar transações virtualmente. Sua forma de investir é bem parecida com as compras de ações e investimentos de longo prazo. Hoje o valor de uma criptomoeda como a Bitcoin é de cerca de R$ 1.000, mas pode ser investida uma fração de valor da moeda a partir de R$ 50,00.

A moeda em si nada mais é do que um código virtual, sendo que somente foram produzidas 21 milhões de moedas para investir e dessas, já foram mineradas 16 milhões.

Moedas virtuais são um tipo de investimento que está em alta

Apesar de ser um novo conceito de investir e ganhar dinheiro, o governo e os bancos não têm nenhum controle sobre essas moedas e, por isso, rendem mais do que o dólar, o real e a inflação, mas ao contrário do dinheiro convencional as moedas são limitadas.

Powered by Rock Convert

Como investir em moedas virtuais

Para investir nas moedas virtuais, é necessário contratar uma plataforma de negociação que trabalhe com esse serviço. Uma corretora online irá te direcionar para escolher o valor a ser investido, e depois precisará escolher uma forma de pagamento.

Porém, esse dinheiro não poderá ser utilizado para pagamento virtual, exceto no Japão que é o único país que aceita, sendo assim fazer a transferência para o banco é a única opção. É importante entender bem como todo trâmite funciona, caso queira realizar as transações sem ajuda de um corretor.

Veja os passos para comprar e revender a moeda virtual:

  • Abra uma conta em uma corretora online;
  • Crie uma carteira (wallet), de Bitcoins ou outra criptomoeda;
  • É necessário vincular a carteira à sua conta do banco;
  • Compre moeda com o dinheiro da conta do banco ou compre de revendedor usando a sua moeda;
  • Venda a moeda para outro usuário ou venda a moeda em site de troca.

Você pode realizar curso online, participar de grupos de usuários e comunidades e baixar plataformas gratuitas através dos aplicativos, para aprender mais sobre o mundo das moedas virtuais. Para não errar e perder dinheiro é necessário estudar e se capacitar, e finalmente entender bem o que são moedas virtuais.

Quem pode investir em moedas virtuais

Todas as pessoas podem investir em moedas virtuais, basta ter uma conta em banco e acesso à internet. As transações podem ser realizadas pelo computador, notebook e também pelo smartphone.

Qual a diferença de moedas virtuais e moedas eletrônicas

É normal a confusão sobre a diferença entre esses dois tipos de moedas. Mas agora que você já sabe o que são moedas virtuais, entenda também sobre as moedas eletrônicas. As moedas virtuais são uma representação digital, sem regulamentação e podem ser compradas e vendidas através de uma plataforma. Também não podem ser vistas e tocadas como uma nota de cem reais, e o seu valor é alto e rentável.

A moeda eletrônica tem regulamentação e possui valores de moeda corrente. Os créditos no cartão pré-pago são um exemplo dessa moeda, podendo ser creditados, debitados ou utilizados para pagamentos ou transferências, além de convertidos em papel-moeda, caso haja a necessidade de sacar. O dinheiro eletrônico é um facilitador e permite que um profissional no Japão seja pago por um contratante no Brasil, por exemplo.

Escolhendo uma opção de moeda virtual

Agora que já sabe o que são moedas virtuais e como investir, basta escolher uma plataforma e começar a lucrar! Mas lembre-se de estudar e se informar bastante antes de começar, pois, todo investimento oferece riscos e a intenção aqui é lucrar, certo?! Assim como em outros investimentos, a paciência e perseverança são necessárias para alcançar o objetivo. Compartilhe esse artigo e, caso haja alguma dúvida ou sugestão, deixe seu comentário aqui!

Powered by Rock Convert

Escrever comentário