Aplicativo que tinha premissa de fazer o download de vídeos da internet nos smartphones acaba por  infectar cerca de 1 milhão de aparelhos, segundo especialista Guy Krief, do laboratório de segurança britânico Upstream. O vírus é proveniente do software chinês VidMate, afetou os aparelhos Androids, o mesmo tomava conta do celular fazendo o aparelho clicar em vários serviços sozinho.

O aplicativo era disponível em sites comuns de rede, e não na Play Store como deveria ser. O software trazia serviços de download de vídeos e músicas de sites como Youtube, Vimeo e DailyMotion, mas ao concluir a instalação o celular dava inicio à malwares que coletavam dados pessoais e criavam falsos anúncios. Sem consciência do usuário esses malwares do smartphone passam a clicar nesses banners e anúncios, comprando serviços digitais o que agregava prejuízos na conta bancária da pessoa em questão.

O vírus utiliza a conta das operadoras Vivo, Tim, Claro ou Oi para cobrar pelos serviços, mesmo o celular estando em desuso. Segundo o especialista, é fácil identificar quando o aplicativo está fazendo operações pois a bateria se encerra rapidamente, o aparelho está sempre quente, aparecem cobranças por serviços premium e o pacote de dados se esgota sem explicações.

Interface do aplicativo

A UpStream bloqueou 21 milhões de transações oriundas e suspeitas de cerca de 1 milhão de smartphones infectados provenientes do Brasil. Cada usuário perdia em média US$ 100 por ano com pacotes de 3G em dados extras devido a infecção.

O problema é presente em até 15 países, com 4,8 milhões de aparelhos afetados. Além do Brasil, o aplicativo está em uso em países como a África do Sul, Egito, Qatar, Nigéria, Etiópia, Kuwait, Malásia, Mianmar.

Para evitar cair nas fraudes do aplicativo basta desinstala-lo indo até a aba de Configurações do seu celular, abrir o ícone Aplicativos e clicar para desinstalar. Krief diz que o aplicativo tem muitos meios de se esconder, sendo assim, muitas vezes os antivírus não são capazes de identifica-los.

Author

Estudante de Comunicação Social - RTVi, apaixonada pelo mundo do entretenimento, audiovisual e literatura. Acredito que para alcançar a estabilidade que precisamos, a educação financeira é o primeiro passo.

Escrever comentário