O levantamento realizado pelo índice de Confiança (ICC), da Fundação Getulio Vargas (FGV), teve uma queda de 1,5 de março para abril. Com essa porcentagem, o indicador passa a ter um recuo de 89,5 pontos, em uma escala de 0 a 200, sendo considerada a menor estimativa desde outubro do ano passado, o equivalente a 85,4 pontos.

Essa queda foi provocada comparada aos meses seguintes, que são medidas pelo Índice de Expectativas, que teve um recuo de 2,7 pontos, para 98,7. A perspectiva otimista em relação à economia caiu 2,9 pontos.

Author

Julia Araujo, é estudante de Jornalismo, e está sempre antenada com as notícias do mercado financeiro. Ela acredita que através da informação transparente e íntegra, é possível mudar a vida financeira das pessoas.

Escrever comentário