Fazer compras no atacado pode ser mais barato do que no varejo. Essa tem sido a estratégia adotada por muitas famílias nessa época de crise econômica. No atacado, em razão da grande quantidade adquirida, o valor unitário dos produtos sai mais barato.

Para famílias grandes, onde os gastos com compras mensais tendem a ser maiores, comprar no atacado pode reduzir consideravelmente os custos. Mesmo famílias com menos de quatro pessoas podem combinar de fazer compras com amigos, a fim de obterem desconto.

Contudo, se você mora sozinho ou não tem onde armazenar adequadamente muitos produtos, fazer compras no atacado pode ser uma armadilha financeira.

Comprar no varejo não é uma solução mágica: exige disciplina, organização e planejamento, para que a economia seja real.Saiba quando vale a pena fazer compras no atacado!

O barato pode sair caro

Se você mora sozinho ou se não tem a oportunidade de fazer compras em grupo, essa pode não ser uma boa opção. Isso porque produtos comprados em grande quantidade podem ultrapassar a data de vencimento e serem desperdiçados. Não se deixe levar apenas pelo preço.

Mesmo famílias grandes devem se atentar para a frequência de consumo de determinados produtos, sua data de validade e a capacidade de armazenamento, para evitar exageros. De nada adiantaria comprar uma grande quantidade de carne, por exemplo, sendo que ela não cabe dentro do congelador.

Também deve ser levada em consideração a distância até o local de vendas no atacado. A depender dos gastos com o descolamento, pode não ser vantajoso fazer compras nessa modalidade.

Planejamento é fundamental

Existem dicas que valem tanto para compras no atacado quanto para compras em geral. Uma delas é fazer a boa e velha lista de compras, colocando os itens por ordem de prioridade.

Feito isso, pesquise valores e marcas de produtos. Considere não somente os descontos, mas também a real necessidade daquele item. Um desconto inferior a 15% não é vantajoso a ponto de motivar fazer compras no atacado.

No ato das compras, use a calculadora. Visualizar quanto se irá desembolsar pode ajudar a controlar os gastos.

Além do mais, não faça compras quando estiver com fome! Isso mesmo: especialistas dizem que quando vamos ao mercado com fome, queremos levar tudo o que vemos nas prateleiras!

Uma última dica é não parcelar as compras mensais, ainda que o desconto seja vantajoso, pois o parcelamento é a porta de entrada para mais dívidas.

O que comprar no atacado?

Se você está com receio de fazer compras no atacado e desperdiçar produtos em razão da grande quantidade, data de vencimento ou da falta de um local adequado para armazená-los, saiba que existem itens que podem ser estocados sem maiores problemas.

Pode-se citar como exemplo produtos que possuem longa data de validade, como os destinados à limpeza e à higiene pessoal. Mantimentos não perecíveis também podem ser estocados, desde que adequadamente.

Já frutas e verduras estão entre os itens que perecem com facilidade, por isso, não é recomendável comprá-los no atacado.

Gostou das dicas? Você pode encontrar mais conteúdo sobre educação financeira em nosso blog!

Escrever comentário

Shares