Um cheque é um documento escrito instruindo um banco a debitar um dinheiro da sua conta para pagar alguém. Normalmente, os cheques são usados para pagar contas, comerciantes ou para pagar alguém pessoalmente. E, embora atualmente muitos optem pela realização de pagamentos eletrônicos, os bancos ainda processam um grande número de cheques por ano, principalmente quando os clientes precisam manter um registro formal de suas operações de pagamento.

Existem diferentes tipos de cheque: ao portador, endossado, nominal, cruzado, etc. Hoje, vamos falar mais sobre o cheque cruzado.

Confira as vantagens de usar o cheque cruzado.

O que é Cheque Cruzado?

Um cheque cruzado é um tipo de cheque que não pode ser sacado, o que significa que, para receber o valor indicado, é preciso realizar um depósito em conta. A não possibilidade de saque é colocada como imposição para garantir a segurança do emissor do cheque.

Quais são as vantagens de usar o Cheque Cruzado?

A principal vantagem desse tipo de cheque é a segurança que garante ao emissor. Já que o depósito é obrigatório, o dono do talão tem mais tempo para sustar o cheque se necessário (em caso de perda e roubo, por exemplo). Por outro lado, isso também significa que esse tipo de cheque pode ser desvantajoso para quem o recebe, pois, os cheques cruzados não podem ser sacados na boca do caixa e é preciso aguardar o prazo de compensação da conta corrente ou poupança na qual o cheque será depositado.

Quais são as desvantagens de usar o Cheque Cruzado?

Em muitos casos a desvantagem é para o beneficiário e não para o emitente, afinal, quem recebe o cheque é que terá de ir em uma agência bancária para conseguir ter a quantia em sua conta. Porém atualmente com a modernidade em que vivemos, ir à agências, enfrentar filas soa um tanto quanto perda de tempo, já que ultimamente é mais eficiente e comum efetuar trâmites financeiros pela internet.

Como cruzar um Cheque?

Para realizar o cruzamento de um cheque você precisa preencher a folha corretamente, informações como data, assinatura e o valor do cheque são indispensáveis. O cruzamento do cheque em si se dá quando colocamos dois riscos paralelos, na diagonal, na frente do papel. Normalmente, os clientes fazem tais riscos em um dos cantos superiores do cheque, como na imagem a seguir.

Exemplo de cheque cruzado.

Quais são os tipos de Cheque Cruzado?

Existem dois tipos de cruzamento: o cheque cruzado geral e o cheque cruzado especial. Saiba mais sobre cada um deles:

Cruzamento geral

Nesse tipo de cruzamento o cheque é cruzado em branco. Dessa forma, basta o cliente desenhar as duas linhas sem indicação de qualquer texto ou banco entre os traços. Assim, o cheque pode ser depositado em qualquer banco. Esse é o tipo mais comum de cruzamento.

Cruzamento especial

Nesse tipo, o cheque é cruzado em preto, o que significa dizer que o cliente vai indicar o nome de um banco entre as duas linhas paralelas que devem ser passadas no cheque. Nessas situações, o portador só pode realizar o depósito através do banco especificado.

Cheque Cruzado e Nominal

Além de cruzado, o cheque pode ser nominal ou não. Em caso de cheques cruzado não nominais, qualquer pessoa pode fazer o depósito em conta. Já os cheques nominais só podem ser depositados na conta da pessoa indicada no documento. Uma forma de permitir que o depósito na sua conta seja realizado por terceiros é assinar o verso do cheque autorizando essa transação.

Comentários