compare cartoes de creditoPowered by Rock Convert
Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert

Segundo dados levantados pelo SEBRAE, os serviços relacionados à área da alimentação é a que mais cresce no Brasil. Este segmento faturou em média R$ 60 bilhões no ano de 2015 e deve crescer em torno de 7% neste ano.  Informações do Instituto Foodservice Brasil (IFB), apontam que a paixão do brasileiro pela culinária faz com que muitos a abrir um negócio próprio nesse segmento.

Segundo Juliana Berbert, consultora do SEBRAE-SP, a área da culinária é muito lucrativa, no entanto antes de abrir um negócio relacionado a este segmento, o empreendedor deve levar em consideração vários critérios para que o seu negócio seja bem sucedido. Além disso, o orçamento do empreendimento precisa ser controlado na ponta do lápis para evitar transtornos.

Vale ressaltar que cozinhar bem não é o suficiente para você ter um restaurante de renome. Com o propósito de ajudar os empreendedores a ter sucesso neste segmento. Preparamos uma lista com algumas dicas valiosas. Confira!

Saiba o que vem pela frente

O primeiro fator que deve ser levado em conta é se você tem o perfil para empreender no ramo da alimentação, ou seja, muitas pessoas gostam de cozinhar e muitos gostariam de poder abrir um restaurante, mas a falta de investimentos acaba impossibilitando o negócio.

Além do mais, a paixão pela cozinha não é o suficiente, o empreendedor também precisa ter noções de administração para administrar bem o seu negócio. Também se deve levar em consideração, que nessa área você não tem direito a férias, feriados e muitos menos folga nos finais de semana. Então antes de montar o seu negócio, você precisa de um planejamento bem detalhado para depois colocar o seu plano em prática.

Esteja preparado para a burocracia

Com um plano de negócio em mente, o próximo passo é se regularizar, ou seja, você precisa registrar a sua empresa na junta comercial da Prefeitura de sua cidade e aguardar pelo alvará de licença. Além disso, os empreendimentos comerciais como restaurantes e bares precisam seguir a risca uma série de medidas sanitárias que são regulamentadas pela ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

Powered by Rock Convert

No entanto, dependendo da região onde você mora, algumas regras impostas pela ANVISA acabam variando.  Nesses casos, você deve consultar uma agência da Vigilância Sanitária em seu município e solicitar informações sobre, que medidas devem ser tomadas antes de você abrir o seu restaurante.

Conheça a sua região

Geralmente, uma das primeiras coisas que os empreendedores iniciantes fazem é pesquisar qual seria o melhor ponto na hora de colocar o seu negócio em prática. Na maioria das vezes, a ideia vem após você saber que em determinado local existe um imóvel com potencial para receber um investimento na área gastronômica. Nesses casos, você deve pesquisar se o local fica situado no centro da cidade, se está situado dentro de uma região de movimento. Se a área não está situada dentro de uma região violenta e assim por diante.

Pesquise os seus concorrentes

Antes de investir em um restaurante, você deve fazer uma pesquisa com informações detalhadas sobre os seus concorrentes. Na sua área de atuação pode haver restaurantes que oferecem os serviços de por quilo, à La carte, ou especializados em um determinado prato.  O ideal é que você ofereça um serviço que se diferencie dos demais. Desse modo, fica mais em conta você chamar a atenção do cliente.

Tenha um plano de marketing

De acordo com especialistas do SEBRAE, a promoção do seu negócio é fundamental para você impulsionar o seu investimento. Nos casos de restaurantes e bares, o empreendedor precisa caprichar na apresentação dos cardápios, elaborar um cartão de fidelidade também é importante, além de marcar presença pelas redes sociais, como facebook, twitter, instagram, entre outros.

Contrate funcionários com experiência na área gastronômica

Geralmente, muitos restaurantes cometem o erro de contratar apenas bons cozinheiros e não atribuem a mesma exigência na hora de preencher as demais vagas.  De acordo com os especialistas do SEBRAE, o ideal é que todas as funções desde o garçom, até ajudante de cozinheiro sejam preenchidas com certo grau de experiência na área. Também vale ressaltar que pequenos erros, como má qualidade no atendimento podem acabar com a reputação do seu estabelecimento.

Na maioria das vezes, alguns restaurantes acabam fechando as portas sem ao menos completarem um ano de funcionamento. Em alguns casos empreender em restaurantes pode ser um investimento empolgante e lucrativo, mas você deve ter conhecimento na área e boa administração para manter o seu estabelecimento funcionando. Espero que a leitura deste artigo lhe ajude quem pretende, ou vai investir em um restaurante.

Powered by Rock Convert

Comentários