Powered by Rock Convert

Ficar desempregado abala muitas pessoas, principalmente aquelas que não esperavam por essa situação. Independente se foi você quem pediu demissão ou se você perdeu o emprego de forma inesperada, esse momento costuma gerar muita insegurança e diversas dúvidas. Por isso, manter a mente ocupada e focada em algo está entre as principais recomendações.

Além do estado mental, é preciso cuidar de vários aspectos da vida enquanto o desempregado está a procura de um novo emprego ou mesmo de se tornar empreendedor. Por isso, reunimos várias dicas e um guia com 10 coisas que você não deve fazer se perdeu o emprego. Confira esse guia com todas as dicas a seguir.

Não faça isso se você perdeu o emprego

Cuidar da mente e do corpo são os aspectos da vida mais lembrados por quem está sem emprego. Mas esses não são os únicos cuidados que você deve se preocupar. Para saber quais cuidados são importantes você deverá conhecer quais ações você não deve cometer em nenhum momento, caso esteja desempregado.

1. Não sinta vergonha

Após a demissão é comum que o indivíduo se sinta envergonhado, principalmente se foi demitido por justa causa. Se a sua demissão foi causada por você, reflita sobre esse motivo e use ele como exemplo para melhorar o seu lado profissional e pessoal. Afinal, quando cometemos um erro o mais importante é reconhecer esse fato e aprender o máximo que puder com ele.

Mas ainda assim isso não é motivo de vergonha, isso porque qualquer pessoa está sujeita a demissão. Nos momentos de crise econômica esse fato se torna ainda mais comum, o que gera muitos medos para os trabalhadores. Sendo assim, não tenha vergonha de dizer que você foi demitido, assuma esse fardo e vá em busca de novas oportunidades.

2. Não seja impulsivo

Se você não está esperando por uma demissão e de repente se depara com essa situação, é comum que pensamentos raivosos passem pela sua cabeça. Neste momento você poderá sentir vontade de brigar com seu chefe ou colegas de trabalho, disparar e-mails para sua equipe de trabalho mostrando sua fúria e até mesmo criar inimizades por não gerar situações de conflito durante sua demissão.

Nenhuma dessas atitudes permitirá que você tenha seu emprego de volta ou que consiga um novo emprego mais rápido. Sendo assim, não aja impulsivamente. Se você está furioso por ter sido demitido, diga o mínimo do possível e pense com calma sobre o assunto em sua casa. Nesse momento também é importante conter a vontade de sair pelas redes sociais ofendendo a empresa ou o chefe por causa da demissão.

3. Não compre coisas desnecessárias

Dependendo do tipo de demissão, você poderá pegar uma boa quantia de FGTS e de outros direitos trabalhistas. Nestas situações é comum que os trabalhadores gastem esses valores com coisas supérfluas, como o tênis da moda, uma TV mais moderna, eletrodomésticos, eletroeletrônicos, entre outros itens que não eram necessários, mas que agora parecem importantes.

Não há nenhum problema em comprar um item de consumo que você verdadeiramente precisa e deseja. O problema está em comprar coisas apenas para aliviar aquela sensação de vazio que o desemprego proporciona. Esse alívio é bastante passageiro e depois de comprar algo caro, você terá que lidar com o fato de ter gastado parte ou todo o dinheiro que você irá precisar enquanto estiver desempregado.

4. Não tire dinheiro da sua aposentadoria

Para quem guarda dinheiro para a aposentadoria, é preciso conter a vontade de movimentar esses valores durante essa fase de desemprego. Não importa se a sua condição financeira está ruim, você deve tentar todos os recursos que puder para se reerguer sem mexer nesses valores. Todo valor investido independente da sua finalidade, deve ser utilizado apenas como último recurso.

Sendo assim, encare os três passos que você terá a seguir: cortar gastos, conseguir um emprego temporário ou uma fonte de renda que mantenha suas despesas e mudar-se para um bairro, cidade, casa ou apartamento mais barato, onde você possa dividir o aluguel. Esta última dica vale para quem não é casado e está pagando aluguel.

Se você perdeu o emprego, é preciso manter-se focado para encontrar uma nova oportunidade de trabalho.

5. Não se isole

O isolamento é uma estratégia natural das pessoas quando há um problema que elas não querem conversar ou mesmo se lembrar. No entanto, situações como essa são mais facilmente contornadas com a ajuda de outras pessoas, pois como todo desafio de vida o desemprego se torna um desafio menor se houver troca de experiências.

Se você está se sentindo sozinho, procure por amigos e familiares que possam te amparar neste momento. Caso você prefira, há diversos grupos nas redes sociais exclusivos para as pessoas que estão desempregadas. Além de conferir vagas de emprego em sua região, você poderá fazer amizades e superar esse momento ruim.

6. Não tome nenhuma decisão radical

Perder o emprego ou pedir demissão já é algo que muda radicalmente a vida de qualquer pessoa. Sendo assim, você precisa equilibrar a balança nesse momento, mesmo que a sua demissão tenha sido planejada por você. O ideal é que você não tome nenhuma decisão que mudará sua vida radicalmente enquanto estiver procurando outro emprego ou outra oportunidade de gerar renda.

Decisões como comprar um bem valioso, se divorciar, mudar-se para outro país ou ter um bebê são muito radicais para serem tomadas durante este momento. Se elas forem realmente necessárias, pense com bastante calma antes de colocá-las em prática.

7. Não deixe a preguiça te dominar

Não ter que acordar cedo para trabalhar até que tem suas vantagens, como dormir até tarde, não ter que se deslocar e enfrentar o trânsito matinal, entre muitas outras. No entanto, isso não significa que você deve deixar a preguiça te dominar. Muito pelo contrário, você deve agir como se ainda estivesse trabalhando, ou seja, acordando cedo e se mantendo ativo.

Em vez de ir para o trabalho, você deverá acordar cedo para procurar um novo emprego. Não importa se você fez isso ontem e não encontrou nada. Todo dia é uma nova oportunidade de alcançar o que você deseja.

8. Não tenha vergonha de pedir ajuda

Se a sua situação está realmente mal, não tenha vergonha de pedir ajuda. Os problemas financeiros podem afetar toda a sua vida, por isso, é muito importante que você consiga se livrar deles o quanto antes. Mas nem sempre isso é possível e contar com ajuda é sempre bom. Seja para te indicar um novo emprego ou mesmo para te emprestar dinheiro, peça ajuda.

9. Não deixe o plano de saúde de lado

Para quem já tem um plano de saúde é preciso mantê-lo após a demissão. Não importa se você precisa cortar gastos, esse item está entre os mais fundamentais para os brasileiros, considerando que a gestão de saúde pública do nosso país não é tão boa quanto deveria ser.

10. Não descuide do seu corpo

Outro item que não deve ser economizado são os cuidados com o seu corpo. Nesse caso, estamos nos referindo aos cuidados de saúde e bem-estar, tais como, se exercitar, comer comidas saudáveis, entre outros. Se você acha que a academia está pesado para o seu orçamento nesta fase de desemprego, troque esta atividade por uma caminhada ou corrida.

Por fim, aceite o fato de que o desemprego é algo comum e pode acontecer com qualquer pessoa. O mais importante é não deixar isso te abalar. Se você perdeu o emprego e quer mais dicas sobre o mercado de trabalho confira outros posts como esse em nosso site.

Powered by Rock Convert

Escrever comentário

Shares