Powered by Rock Convert

Em um momento de crise, a alta do desemprego e o acúmulo de dívidas, alguns indivíduos recorrem ao empréstimo, seja o pessoal, consignado ou rotativo. Porém, além desta opção, o refinanciamento de veículo pode ser bastante útil em casos de emergência.

Mas o que é o refinanciamento de veículo?

É uma espécie de empréstimo o qual o veículo da pessoa será dado como garantia para pagamento das prestações. O banco no qual foi feito o acordo emite um documento que bloqueia a venda do veículo (chamado de “alienado”), mas a pessoa ainda possui a posse do mesmo.

Caso o dono do veículo não pague as parcelas do empréstimo feito com o banco, a instituição tem direito de tomar o bem e colocar à venda. Importante ressaltar que este empréstimo não é feito apenas para quitar financiamento de veículos, mas também para outras necessidades financeiras de qualquer categoria.

Se o veiculo já foi quitado ou não, não muda o fato que ele pode ser usado para refinanciamento, se você comprar ele financiado e não terminou de pagar, você pode refinancia-lo para quitar o próprio financiamento, mas parte do valor tem que ser utilizado para quitar o financiamento já feito antes, e também é necessário que não o numero de parcelas em abertas não seja muito alto, é preferível que seja para pagar apenas as parcelas finais do primeiro financiamento. Caso de duvida entre em contato com a instituição na qual foi feita o financiamento.

Documentos necessários para fazer o refinanciamento

Algumas instituições realizam o processo via internet.

Serão necessários os seguintes documentos:

  • RG
  • CPF
  • CNH
  • Comprovante de Renda
  • Comprovante de Residência
  • Certificado de registro de veículo (CRV)
  • Certificado Registro e Licenciamento de veículo (CRLV)

A “idade” do veículo também é algo importante, pois não é permitido fazer refinanciamento com veículo com mais de 10 anos de fabricação. E também é necessário que ele esteja no nome da pessoa que está fazendo o pedido de empréstimo.

O valor do empréstimo tem que ser referente a pelo menos 80% do valor do veículo que será utilizado para o refinanciamento, e poderá ser parcelado em 48 vezes, a taxa de juros é menor do que os outros modos de empréstimo.

Vale a pena refinanciar um veículo?

Vantagens

A taxa de juros é menor que a das outras modalidades de empréstimo, pelo fato de que se a parcelas não forem pagas o banco ou instituição poderá tomar o carro da pessoa que pediu empréstimo.

O número de parcelas é vantajoso, pois é permitido parcelar em até 60 vezes, além de poder ser utilizado para qualquer tipo dívida, não para uma única específica.

Desvantagens

O carro não pode ter mais de 10 anos de fabricação. O estado do carro (conservação) também pode afetar o valor do empréstimo.

Uma outra desvantagem é que a pessoa pode perder o veículo. O banco tem o direito de vender o veículo para quitar dívidas de parcelas não pagas.

Antes de tudo, analise sua atual situação financeira, veja se você está em condições de pedir empréstimo e pagar todas as parcelas. Não deixe que o empréstimo se torne mais uma dívida e não corra o risco de perder seu veículo. 

Powered by Rock Convert

Escrever comentário

Shares