Powered by Rock Convert

O Chile tem encantado muitos brasileiros que desejam mudar definitivamente do país. Ele conta com belas paisagens naturais,onde é possível encontrar tanto o deserto do Atacama quanto geleiras.

O país tem se destacado pelos índices de qualidade de vida: ele está na 44° posição no ranking de do Índice de Desenvolvimento Humano, enquanto o Brasil está na 79ª. Santiago, capital do Chile, por exemplo, ficou entre as melhores cidades para se viver na América do Sul.

Além disso, graças à proximidade com o Brasil, existe a facilidade de visitar familiares e amigos, sem que eles precisem tirar visto ou passaporte.Se você ficou interessado, saiba mais sobre quanto custa morar definitivamente no Chile!

Custo de vida

Viver no Chile não é barato. Santiago, capital do país, é considerada a cidade com o custo de vida mais alto da América do Sul.Contudo, a qualidade de vida e a segurança podem compensar os gastos.

O salário mínimo no Chile é de 288 mil pesos chilenos, cerca de 1.665,08 reais. Cabe ressaltar que o valor do salário mínimo é reduzido se o indivíduo for menor de 18 ou maior de 65 anos. Contudo, a maioria da população recebe menos que o mínimo legal.

Além disso, alguns benefícios trabalhistas brasileiros não existem no Chile, como o 13° salário e férias de 30 dias (lá elas são apenas 15 dias).

Moradia

Os custos com moradia podem variar de acordo com a localidade. Conforme mencionamos anteriormente, Santiago é a capital mais cara para se viver na América do Sul. Contudo, existem outras opções, como Rancagua, uma das cidades mais baratas para se viver naquele país.

O aluguel de um apartamento de um quarto pode custar 314.554,53 a 258.153,97 pesos chilenos, a depender da localidade, isto é, entre 1.786,42 e 1.466,11 reais, de acordo com informações do site Numbeo.

As despesas domésticas, como eletricidade, água, aquecimento e taxa de recolhimento de lixo podem chegar a 79.136,14 pesos chilenos ou 449,43 reais.

Powered by Rock Convert

Alimentação

A alimentação é um dos elementos mais caros no Chile.Lá não existem restaurantes a quilo, dessa maneira, uma refeição para duas pessoas, com três pratos em um restaurante mediano pode custar 26.000,00 pesos chilenos ou 147,66 reais.

Já uma lista de compras para três pessoas, com itens básicos, pode custar cerca de 91 mil pesos chilenos.

Saúde

Os serviços de saúde no Chile também estão entre os considerados mais caros mundialmente.Pessoas que trabalham formalmente tem 7% do seu salário destinado à saúde.

Há uma entidade estatal chamada Fondo Nacional de Salud (FONASA) e atende diferentes categorias e proporciona atendimentos totalmente ou apenas parcialmente gratuitos.

Aqueles que são atendidos gratuitamente pelo FONASA são trabalhadores informais, mulheres grávidas, crianças de até seis anos e outras pessoas em situação de vulnerabilidade.

Ademais, no Chile não há planos de saúde que cuja cobertura seja de 100%, dessa maneira, mesmo pagando um valor mensalmente, será necessário gastar com consultas, procedimentos ou internações.

Transporte

O transporte no Chile é de boa qualidade e há integração entre o ônibus e o metrô, o que torna os preços mais acessíveis. Uma passagem pode custar 700 pesos chilenos ou 3,98 reais.

Um detalhe interessante é que o preço das passagens é modificado conforme o horário, assim, o valor do transporte em horários de pico é maior do que nas horas de baixa movimentação.

Se você gostou desse conteúdo, acompanhe nossa série de postagens sobre morar no exterior!

Powered by Rock Convert

Comentários

Shares