Powered by Rock Convert

A faculdade é um dos momentos mais importantes na vida de um estudante. É quando o futuro profissional começa a ser construído.

Porém, com a atual crise econômica do país, muitos estudantes acabaram por se endividarem na faculdade. Com isso, muitos chegaram até a ter que trancar a matrícula.

Ficar inadimplente com a faculdade não acarreta em sanções, como a inclusão do nome e do CPF nos Órgãos de Proteção ao Crédito – já que o CDC (Código de Defesa do Consumidor) não permite a negativação de dívidas relacionadas a educação.

No entanto, o resultado de ficar devendo na faculdade pode ser pior. O aluno pode ser impedido de fazer a sua matrícula, permanecendo, assim, sem estudar.

Se você está passando por uma situação desconfortável como essa. Veja as dicas que daremos e Renegocie sua dívida com a faculdade.

Abra mão dos gastos supérfluos para ficar em dia com a faculdade.

Saiba o valor da dívida

Levante as informações sobre os valores que você está devendo. Muitos estudantes devem vários meses de mensalidade.

Faça as contas de suas despesas pessoais

Elabore uma lista com as despesas essenciais, como alimentação, transporte, aluguel e saúde. Essa conta deve te mostrar os gastos fixos que você tem todos os meses e que não tem como não serem pagos.

Powered by Rock Convert

Veja o que sobra de dinheiro

Tendo em mãos a valor dos seus gastos fixos e essenciais, verifique se sobrou alguma quantia. Se sobrou, ótimo! Esse valor pode ser usado na renegociação com a faculdade.

Procure a faculdade

Todas as faculdades dispõem de um setor financeiro ou de cobrança. Veja com um dos atendentes como você pode parcelar o que está em aberto.

A boa notícia é que a maioria das universidades aceita fazer acordo de mensalidades em aberto.

Veja em quantas vezes a faculdade pode parcelar a dívida e feche o acordo.

Assim que você fizer o pagamento da primeira parcela do acordo, você poderá reabrir a sua matrícula e voltar a estudar.

Mas lembre-se de que você terá, nos próximos meses, de arcar com o parcelamento e as mensalidades vigentes. Corte os gastos que for preciso para conseguir honrar a negociação e não se prejudicar na faculdade.

Quando o dinheiro não sobra

Se a sua situação financeira está realmente complicada, uma saída é recorrer a um empréstimo pessoal. Essa operação incide em juros, porém, nada se compara a importância de continuar o curso da faculdade – é dele que depende seu futuro profissional.

Caso haja essa possibilidade, pegue o empréstimo em um valor que dê para cobrir as dívidas e pagar mais alguns meses de faculdade. Além de pagar o valor do empréstimo, vá guardando o que sobra para as mensalidades subsequentes.

Tente uma bolsa de estudos

Muitas faculdades oferecem programas de bolsas de estudo. Nesse caso, você pode renegociar a dívida através das opções mostradas acima e ainda pedir uma bolsa – assim, com mensalidades mais baratas terá mais chance de pagar as mensalidades vigentes, além do acordo.

Mesmo conseguindo um parcelamento, um empréstimo pessoal ou uma bolsa de estudos, não deixe de rever a sua situação financeira e seus gastos. Refinancie sua dívida com a faculdade, mas abra mão de algum gasto supérfluo com o qual pode estar arcando. Tenha em mente que tudo vale a pena quando o assunto é a sua formação profissional!

Powered by Rock Convert

Comentários

Shares