É a segunda queda consecutiva no ano

O IBGE divulgou os dados da Pesquisa Mensal de Serviços e o setor registrou um recuo de 0,4% na comparação com janeiro. Com isso, o crescimento de 0,8% registrado no final de 2018 foi anulado, já que o mês de janeiro também registrou queda de 0,4%.

Dos cinco segmentos analisados, que compõem a pesquisa, apenas dois não registraram queda. Os serviços de informação e comunicação registraram alta de 0,8% e os serviços de profissionais autônomos, administrativos e complementares ficou estável.

Nos demais segmentos, o de outros serviços (atividade imobiliária, serviços financeiros) teve queda de 3,8%, no de transportes, serviços auxiliares e correios a queda foi de 2,6% e os serviços prestados às famílias registrou 1,1% de queda.

“Não conseguimos observar nenhum tipo de recuperação mais consistente para o setor de serviços”, declarou Rodrigo Lobo, gerente da pesquisa, em entrevista para a revista Veja.

No entanto, quando comparado com fevereiro de 2018, houve um crescimento de 3,8%, com todos os segmentos apresentado alta simultaneamente. Isto não era observado desde dezembro de 2012.

Para muitos economistas, isto é uma demonstração de que a recuperação da economia continua, mas em um ritmo lento e aquém do necessário para diminuir o índice de desemprego.

Author

MBA em Gestão Estratégica de Negócios e Graduado em Ciências Econômicas

Escrever comentário