Foi divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), nesta terça-feira (9), o indicativo que revela que o mês de fevereiro foi estável para o comércio varejista. 

O principal fator que contribui para essa estabilidade, foi o carnaval. Houve alta nos setores de Tecidos, vestuário e calçados (4,4%), seguido por outros artigos de uso pessoal e doméstico (1,0%). Houve um crescimento menor nos setores de Livros, jornais, revistas e papelaria (0,2%) e Artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos (0,1%).

Os resultados negativos vieram de Hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (-0,7%) e Combustíveis e lubrificantes (-0,9%), Móveis e eletrodomésticos (-0,3%) e Equipamentos e material para escritório, informática e comunicação (-3,0%).

No comércio varejista ampliado em fevereiro comparando com janeiro 2019, o volume de vendas recuou 0,8% na série com ajuste sazonal, Veículos, motos, partes e peças (-0,9%) e Material de construção (-0,3%), após as altas em janeiro.

Author

Franciane Paiva Pires, formação em Comunicação Social com habilitação em Publicidade e Propaganda pela Faculdade Integradas de Bauru - FIB.Com 10 anos de experiência na área de atendimento ao cliente e neste momento como Redatora Freelancer na Juros Baixos na produção de conteúdo para web tenho interesse pela área do consumidor e mercado.

Escrever comentário