Visto como um dos métodos mais relevantes para uma análise de viabilidade econômica dos investimentos a serem realizados, o VPL (Valor Presente Líquido) é um dos métodos mais utilizados. Para você entender como é estabelecido esse tipo de cálculo vamos lhe mostrar o conceito, a fórmula do valor presente líquido para a realização do cálculo e um exemplo detalhado de como calcular o VPL.

VPL: Método de análise relativo ao tempo e as variáveis que influenciam no fluxo de caixa devido ao projeto ou investimento.

O que é Valor Presente Líquido (VPL)?

O Valor Presente Líquido, VPL, é uma fórmula de orçamento de capital que calcula a diferença entre o valor presente das entradas e saídas de caixa de um projeto ou investimento em potencial. Em outras palavras, ele é usado para analisar a quantidade exata de dinheiro que um investimento irá gerar em comparação com o custo do investimento ao longo do tempo.

Este é um conceito importante porque demonstra que um determinado ativo (moeda, ações, commodities, dentre outros) tende a valorizar ou desvalorizar. A razão para isso acontecer são os juros contidos na operação e o custos de oportunidade empregado em um determinado investimento. Resumindo, custa dinheiro gerar mais dinheiro e você deve saber o quanto um investimento custará entendendo como calcular o VPL.

Desta forma, a taxa de juros desvaloriza o caixa futuro em um projeto ou investimento. Os custos de oportunidades não podem ser vistos como despesas tangíveis, porém, eles afetam a forma como o dinheiro é investido.

A maioria dos investidores sofisticados e a administração da empresa usam uma análise de valor presente. Isso faz sentido, porque eles querem ver o resultado real de suas escolhas quando as despesas de juros e outros fatores de tempo são levados em conta.

Fórmula do VPL

O VPL é calculado mediante a uma fórmula, de certa forma um pouco complicada. Isso porque adiciona todos os fluxos de caixa futuros de um investimento, considerando a taxa de desconto e o investimento inicial. Logo abaixo você pode observar como calcular o VPL por meio da fórmula:

VPL=FC0+FC1 / (1+TMA)1+FC2 / (1+TMA)2+⋯+FCn / (1+TMA).

n=0N =FCₙ(1+TMA)ⁿ

  • TMA – Taxa Mínima de Atratividade
  • FC₀ – Representa o fluxo de caixa no início da operação (período zero).

Análise do método de cálculo

Como mencionamos anteriormente, esse é um cálculo de investimento usado por todos os tipos de investidores, não apenas pelos investidores tradicionais das principais bolsas de valores do mundo. A administração da empresa calcula o valor presente líquido de potenciais projetos, expansões ou novos equipamentos para avaliar qual opção terá melhor desempenho e decidir qual caminho a empresa deve tomar no futuro.

Considere uma empresa do setor de Construção Civil, por exemplo. A administração está procurando expandir os horizontes desta empresa para trabalhos maiores, mas não tem maquinário e mão de obra para isso. Nesse caso, a administração usaria o cálculo VPL para avaliar se a compra do maquinário específico somado a contratação de mais mão de obra é um bom investimento, comparando a quantidade de entrada de caixa que os novos custos irão gerar e o custo inicial do maquinário e mais contratações.

A gerência pode dizer instantaneamente se vale a pena considerar um projeto de expansão desta magnitude devido ao fato de que o cálculo do VPL pode ser positivo ou negativo. Um número positivo significa que os fluxos de caixa futuros do projeto são maiores que o custo inicial. Em outras palavras, a empresa vai ganhar dinheiro com o investimento. Se o número for negativo, no entanto, a empresa gastará mais dinheiro com a compra do maquinário, com a mão de obra específica para conduzi-lo e não terá o lucro considerável a longo prazo.

Obviamente, quanto maior o número positivo do VPL, mais retorno a empresa receberá. Assim, o cálculo do valor presente líquido não só pode ser usado para julgar um bom investimento de um mau, mas também pode ser usado para comparar dois bons investimentos para ver qual deles é melhor. Logo abaixo segue um exemplo de como é utilizado o VPL:

Exemplo de como calcular o VPL

Uma empresa de grande porte constrói pequenos prédios comerciais, mas quer expandir suas operações para prédios maiores. Para isso, a empresa precisa comprar um guindaste maior que custa R$ 100 mil. As estimativas desta empresa são de que ela ganhará pelo menos R$ 20 mil por ano com o guindaste pelos próximos dez anos.

Então, a empresa resolve fazer um investimento de R$ 100 mil e recebe um total de R$ 200 mil nos próximos dez anos. Isso soa como um bom investimento, certo? Mas lembre-se de que os R$ 200 mil estão sujeitos a variáveis que irão afetar o retorno do investimento durante todo o período.

Se assumirmos uma taxa de juros de 10%, os fluxos de caixa descontados da empresa ao longo de todo o período em que o guindaste estiver em operação serão equivalentes a R$ 122.891,34. Veja como calcular o valor presente líquido para o investimento desta empresa:

R$ 22.891,34 = R$ 122.891,34 – R$ 100.000,00

Como você pode notar, ao consideramos o valor do dinheiro devido ao tempo, a empresa do nosso exemplo na verdade não lucra R$ 100 mil (R$ 200 mil – R$ 100 mil). Ela só irá lucrar R$ 22.891,34 durante todo o período. Este ainda é um bom investimento porque gera fluxos de caixa positivos, mas está abaixo das expectativas de lucro que a empresa almeja. Neste caso, a empresa deve comparar esse investimento com outras opções e ver se existe algo com uma margem de lucro maior.

Ponto negativo do VPL

Imagem ilustrativa do cálculo do valor presente líquido sendo realizado.

Embora esta seja uma ótima ferramenta para usar na tomada de decisões de investimento, este cálculo nem sempre é preciso. No exemplo acima consideramos um cálculo fácil com somente uma variável. Mas, como a equação depende de mais estimativas e suposições, é difícil ser completamente exata.

Voltando ao nosso exemplo, a empresa não faz ideia de que a taxa de juros ficará em 10% nos próximos 10 anos. Ela também não sabe ao certo que será capaz de gerar ao menos R$ 20 mil com a utilização do guindaste ano após ano. Estas são apenas estimativas. A única coisa que a empresa realmente sabe é o preço que ela pagaria pela máquina caso a compra fosse efetuada hoje.

É por isso que essa medida deve ser vista como um bom indicador e não necessariamente um avaliador testado e comprovado.

Agora que você já sabe como calcular o VPL, continue no site e veja mais artigos relacionados com esse assunto.

Comentários