Powered by Rock Convert

O Registrato pode ser um bom caminho para aqueles que buscam um melhor controle de suas finanças e também cultivar um bom relacionamento com as instituições financeiras. Neste post, vamos abordar como funciona esse sistema de Registrato.

O Registrato foi criado pelo Banco Central para facilitar a vida dos cidadãos.

Entenda o que é o Registrato

Registrato significa “Extrato de Registro de Informações no Banco Central”. Criado em 2014, é um sistema desenvolvido e administrado pelo Banco Central, onde o cliente pode conferir online e de maneira gratuita, seu histórico de relacionamento com instituições financeiras, como por exemplo contas abertas em bancos ou qualquer outro tipo de vínculo.

Assim, o cliente fica mais protegido de eventuais endividamentos, já que fica mais fácil controlar as taxas cobradas por serviços que, as vezes, nem são usados.

Nele também constam registros de transações de crédito, como empréstimos ou eventuais dívidas do cliente junto a instituições financeiras. Com isso, é possível verificar o seu histórico de crédito e utilizá-lo como comprovante de bom pagador.

Com isso, o cidadão pode fazer consultas e gerar relatórios que antes só estavam disponíveis de maneira presencial em uma das centrais de atendimento públicas do Banco Central ou pelos Correios, após o envio de documentação autenticada.

   O cliente pode ter acesso a relatórios com seu histórico bancário. Entenda melhor!

Quais são os Relatórios Disponíveis no Registrato?

   O sistema disponibiliza dois tipos de relatório para consulta. São eles:

Cadastro de Clientes no Sistema Financeiro – CCS:

Banco de dados em que consta uma lista de instituições na qual o cidadão tem ou já teve algum tipo de relacionamento. Dessa maneira, fica mais fácil identificar se há alguma conta aberta que pessoa já não se lembrava, por exemplo.

Sistema de Informações de Crédito – SRC:

No SRC é possível verificar especificamente informações sobre operações de crédito, como empréstimos e financiamentos, além de outras opções. Nesse relatório estão todas as operações com valores de no mínimo R$200, além da instituição em que o crédito foi realizado.

É importante notar que, embora os relatórios do Registrato sejam produzidos pelo Banco Central, os dados apresentados são de inteira responsabilidade das instituições financeiras.

Veja como funciona o acesso ao Registrato

O Registrato facilita a gestão de suas contas.

   Antes de mais nada, para poder utilizar as facilidades desse sistema, é preciso ter acesso ao Internet Banking da sua conta. Assim, o Banco Central pode verificar suas informações junto ao banco.

   Para iniciar o processo de consulta no Registrato é necessário acessar o site do Banco Central e fazer o cadastro, que pode ser realizado tanto para pessoa física quanto para pessoa jurídica.

   

Página de cadastro no site do Banco Central.

Na página seguinte, é preciso escolher a opção “Obter frase de segurança”. Com isso, o usuário fica seguro de qualquer ameaça a seus dados, que ficam registrados confidencialmente.

Nesta tela, selecione “Obter frase de segurança”.

Powered by Rock Convert

   No passo seguinte, é necessário preencher todos os dados do usuário, como CPF, data de nascimento e nome da mãe. Além disso, é preciso inserir o nome da instituição financeira, ou seja, o banco em que a pessoa possui conta no momento.

É importante que todas as informações sejam preenchidas corretamente. Caso contrário, não será possível ter acesso ao sistema.

Fique atento para preencher os dados sem erros, para garantir que o processo seja bem sucedido.

…   Abaixo da linha de instituição financeira, será preciso preencher um código de imagem, para que o sistema reconheça que o acesso está sendo feito por um usuário comum, e não uma máquina. Vale notar que o código difere letras maiúsculas e minúsculas.

   Ao terminar o cadastro, o usuário receberá uma palavra de segurança, que deverá ser validada no acesso ao Internet Banking.

   No Internet Banking, é preciso procurar pelo validador do Banco Central. É possível encontrá-lo no campo de busca, ao digitar “Registrato”. Depois, basta inserir a frase de segurança e selecionar a opção “Validar”.

Esta é a etapa em que será utilizada a palavra de segurança, obtida anteriormente.

   Fique atento, pois a frase de segurança é válida somente durante 48 horas. Após esse tempo, será necessário realizar todo o processo novamente para gerar uma nova frase.

Após a validação da frase de segurança, é preciso voltar ao menu de login (o mesmo em que o usuário seleciona pessoa física ou jurídica) e, dessa vez, escolher a opção “Cadastrar”, a partir da qual o cliente será direcionado à página de autocredenciamento, onde deverão ser preenchidos mais alguns dados.

Página de autocredenciamento no site do Banco Central.

Após o autocredenciamento, o usuário receberá uma senha provisória para realizar o seu primeiro acesso no Registrato. Para fazer o login, basta inserir o número de CPF sem o dígito, além da senha provisória.

Importante: Trata-se de uma senha provisória. Por isso, recomenda-se que ela seja alterada logo no primeiro acesso.

Tela de login no Registrato.

Em suma, o sistema do Registrato é uma boa opção para quem quer economizar tempo, sem sair de casa e evitando horas e horas de fila e burocracia em cartórios para autenticação dos documentos. Além disso, é um sistema bastante seguro, já que as informações do cliente só podem ser fornecidas a ele mesmo ou a alguém autorizado por ele.

Após entender como funciona o Registrato, vale a pena fazer o cadastro e consultar seu histórico. Os relatórios são disponibilizados de maneira simples e rápida, justamente para que qualquer um possa fazer sua consulta. O processo mais longo é o cadastro.

Além do processo detalhado acima, o Banco Central lançou, também em 2014, um aplicativo chamado Sistema Registrato, com as mesmas funções disponíveis no portal. Essa é mais uma opção para quem deseja consultar as informações a qualquer hora do dia, em qualquer local. Além disso, o aplicativo conta com as mesmas ferramentas de segurança do site, então é possível utilizá-lo sem medo.

Esperamos que tenha gostado do conteúdo! Fique a vontade para contar suas experiências ou apenas deixar um comentário. Aproveite para tirar dúvidas e sugerir novas pautas e não deixe de conferir os outros artigos do blog com dicas para organização financeira.

Powered by Rock Convert

Escrever comentário