Powered by Rock Convert

A fachada de uma loja tem o poder de convidar ou repelir potenciais clientes. Diante de tantas opções e estratégias consolidadas, como fazer as melhores escolhas para ter resultados? Veja nosso artigo com 10 dicas para montar uma fachada de loja.

Em meio a tantas lojas e tantos meios de divulgação, como chamar a atenção dos clientes? Um dos melhores investimentos que se pode fazer numa loja é em seu visual. Mesmo que tenha ótimos produtos com condições atraentes de pagamento, mesmo que ofereça atendimento de qualidade e um ambiente agradável, o público não conseguirá perceber isso do lado de fora, na correria, vendo a loja apenas como mais uma.

Separamos algumas dicas práticas para guiar a construção ou manutenção de uma fachada mais convidativa. Tenha em mente que é impossível agradar a todos, então o sucesso vai depender muito mais do empreendedor e do público-alvo do que apenas da aparência da loja.

1) Conheça a legislação

Antes de começar a investir, é importante saber quais são os limites impostos pelas regras da cidade nas questões relativas à paisagem urbana e áreas comerciais. Além de prevenir contra multas, essas diretrizes podem ajudar a elaborar uma fachada que não destoe de maneira negativa das vizinhas e concorrentes, evitando assim manchar a reputação da loja pelo uso de estratégias muito chamativas ou que mostrem falta de bom senso.

2) Conheça os arredores

Estude a movimentação do local onde a loja está ou será montada. Estude também o comportamento do público-alvo – como eles observam, o que procuram, do que gostam, o que dá resultados.

Pense em modos de favorecer a perspectiva dos consumidores. As pessoas buscando o seu tipo de produto ou serviço conseguirão reconhecer a loja? Ela chama atenção de longe ou passa despercebida? Fatores como a iluminação e organização do ambiente externo colaboram ou atrapalham a sua fachada?

Reunir informações e usá-las de modo inteligente pode abrir uma grande vantagem frente à concorrência.

3) Aproveite o que já existe

Sem dúvidas, as muitas opções de fachadas bonitas e criativas vão servir de inspiração ao planejar a construção ou reforma. Porém, deve-se escolher quais ideias são realmente adequadas ao tipo de loja, ao potencial financeiro e às instalações físicas.

Ao invés de simplesmente buscar por belas fotos aleatórias que não condizem com a realidade do negócio ou do ambiente, tente aproveitar e valorizar as características do espaço. Nem sempre é necessário fazer mudanças radicais na estrutura, pelo contrário – às vezes dá para destacar características já existentes e ter ótimos resultados.

Você pode buscar ajuda profissional para fazer boas escolhas, conciliando beleza e sensatez. Assim, conseguirá economizar e elaborar algo original, se destacando pelos motivos corretos.

4) Aproveite as tendências

Ao criar a identidade visual da loja, é interessante aprender de alguns aspectos já estabelecidos no mercado. Não estamos falando de copiar, mas sim de usar os parâmetros definidos para criar algo original, mas bem recebido pelo mercado.

Essa é uma boa ideia pois, ao mesmo tempo em que não roubará a ideia de outra pessoa, não precisará ficar quebrando a cabeça para “reinventar a roda”. Ter um olhar atento sobre as tendências e certa medida de potencial criativo permitirá criar uma fachada interessante, eficiente e adequada.

5) Use a criatividade

Se você está por dentro dos objetivos e propósitos da loja, sua opinião fará muita diferença na hora de pensar no que combina com a mensagem a ser passada. Tanto se pretende aproveitar as características do ambiente quanto se deseja personalizar ao máximo, lembre-se de preservar a essência do negócio.

Planeje a mudança da fachada como um todo e procure harmonizar cores, materiais, iluminação e itens de decoração. Há muitas opções disponíveis, mas elaborar algo com um foco em mente influenciará escolhas com um toque mais pessoal e menos artificial, voltado para um resultado específico.

Powered by Rock Convert
Uma fachada harmoniosa e simples é muito mais agradável de se olhar.

6) Tenha equilíbrio

Assim como no e-commerce, nas lojas físicas também há quem use técnicas exageradas para chamar atenção ou personalize de modo excessivo, demonstrando desrespeito aos bons padrões.

Se deseja aumentar as vendas por meio de mudanças na fachada, resista ao pensamento de que as suas ideias e gostos são os melhores e que apenas estar bonito aos seus olhos é suficiente.

Como já foi dito anteriormente, a melhor estratégia é adicionar personalidade às tendências do mercado. Indo por esse caminho, é mais provável elaborar uma solução que agrade tanto aos consumidores quanto aos empreendedores.

7) Seja seletivo

Ao decorar a fachada da loja, siga um planejamento. Se tiver um objetivo claro em mente, isso vai ser evidenciado pelo modo como escolhe e organiza os produtos. Mas se apenas juntar vários itens e várias informações, isso só irá prejudicar os clientes, tanto se eles estiverem apenas olhando quanto se estiverem realmente interessados em comprar algo.

Manter um padrão de organização é bom para clientes e empreendedores. É melhor atrair poucos clientes interessados por meio de alguns produtos e promoções expostos do que receber vários clientes confusos que só vão tirar dúvidas e acabam não comprando nada.

8) Não iluda

Seja por falta de atenção ou falta de planejamento, o lojista pode acabar mantendo exposto por longos períodos produtos indisponíveis ou informações desatualizadas. Isso só gera frustração para os clientes, que perdem tempo, e para os empreendedores, que perdem oportunidades.

Portanto, se certifique de que a fachada da sua loja reflita o interior dela e sirva de publicidade positiva. Use-a para atrair e conquistar clientes por meio das melhores práticas.

9) Não faça propaganda enganosa

Diferentemente do descuido, a prática da propaganda enganosa na fachada da loja visa propositalmente enganar os consumidores por meio de anúncios falsos e omissões. Tenha cuidado ao tentar chamar atenção – seja criativo, mas fiel à realidade.

Essa prática criminosa (e de mau gosto) afeta a reputação e as vendas, visto que

os consumidores atuais não costumam tolerar. Recomenda-se passar bem longe disso, pois muito provavelmente os prejuízos superarão os ganhos.

10) Faça alterações regulares

Uma fachada de loja inalterada durante muito tempo dá a impressão de desinteresse por falta dos lojistas, além de parecer que nunca há novidades.

Alterações regulares na decoração com base em datas comemorativas, tendências do mercado e estratégias de venda estimulam a curiosidade e atraem os consumidores.

Planejar essas alterações permite personalizar ainda mais e se destacar da concorrência. Mesmo quando outras lojas também alteram a fachada em alguns períodos do ano, a criatividade pode render maior popularidade entre o público e dar ótimos resultados.

Montar uma boa fachada de loja que cumpra seu objetivo não é a tarefa mais simples do lojista, nem a mais complexa. Envolve custos financeiros e pesquisas de mercado, além de existirem muitas opções e opiniões a considerar. Porém, também é uma oportunidade de demonstrar personalidade e bom gosto, conhecer e conquistar os consumidores por meio de escolhas sensatas e ter um comércio que é de fato a sua cara, não um modelo padronizado.

Achou o artigo útil? Tem alguma dica para montar fachada de loja? Fale para nós na seção de comentários!

Powered by Rock Convert

Comentários

Shares