Powered by Rock Convert

O cheque especial é um valor que o banco pré-aprova para que o cliente possa usar se houver a necessidade de mais dinheiro do que o atual saldo na conta corrente. Ele também é popularmente conhecido como o limite da conta corrente, e quando o dinheiro da conta é usado além do limite o cheque especial é acionado.

Confira a seguir tudo que você precisa saber sobre o cheque especial.

De uma maneira mais simples, esse saldo funciona como um empréstimo que o banco disponibiliza de maneira mais fácil para seus clientes. Além de já ser pré-aprovado, ele pode ser usado imediatamente oferecendo maior comodidade para os usuários. Evidentemente que nem todo mundo tem esse saldo oferecido tão facilmente pelos bancos, mas usar esse saldo nem sempre é a melhor opção.

Ele é um saldo bastante prático podendo ser usado a qualquer momento, sem haver uma necessidade de processos burocráticos e assinaturas. No entanto, essa comodidade toda oferece certos perigos e necessita de alguns cuidados importantes. Por ter o acionamento automático, esse saldo muitas vezes é utilizado sem que o usuário saiba. Mas é preciso lembrar que como todo empréstimo, esse tipo de cheque também cobra juros.

Saldo real não é a mesma coisa que limite de cheque especial

É imprescindível que o usuário não confunda essas duas coisas, pois essa confusão pode trazer grandes problemas. O saldo real da conta corrente é aquele montante que foi depositado pelo próprio usuário da conta. Já o limite oferecido pelo banco só é acionado se o usuário exceder o valor do saldo real.

Outra coisa muito importante é que o usuário saiba sempre o quanto possui em saldo real, pois alguns bancos costumam somar o saldo com o cheque, criando uma falsa impressão de dinheiro. Se os dois saldos estiverem somados no extrato da conta, o usuário precisa ficar atento para que o cheque não seja acionado automaticamente sem que ele precise.

O banco também ganha com esse cheque

Diferente dos empréstimos convencionais, esse limite especial não precisa de uma análise de crédito, ele já é pré-aprovado. Mas nem por isso ele está livre de taxas de juros embutidas nas parcelas. Nesse tipo de empréstimo, o banco não possui uma análise se o cliente irá realmente pagar pelo crédito oferecido, portanto é cobrado uma taxa de juros que pode equilibrar as contas para o banco caso o cliente demore a pagar.

Além disso, banco nenhum irá emprestar dinheiro para seus clientes sem que ele tenha uma rentabilidade em cima disso. Sendo assim, naturalmente qualquer empréstimo feito por bancos possui o acréscimo de juros e tarifas por operações de crédito. Por isso os bancos disponibilizam esse cheque para seus clientes.

Quando esse cheque deve ser usado?

Embora ele tenha juros, o cheque especial também pode ser a solução mais rápida para diversos problemas. Ele deve ser visto como um empréstimo qualquer, mas com a facilidade de ser rápido e fácil sem precisar de análise de crédito. Por isso, nos momentos de emergência ele pode ser uma ótima alternativa.

Só é preciso lembrar que como todo empréstimo ele deve ser quitado o quanto antes. Por ele ser pré-aprovado, dependendo do banco os juros podem ser ainda maiores que os empréstimos convencionais. Então a dica é usá-lo somente quando não houver outra opção de crédito mais barata e houver a real necessidade de dinheiro.

Taxa de juros cobrada

Quem estipula a taxa de juros para esse limite de crédito é a própria instituição financeira. Por isso o valor pode variar bastante entre os bancos, permitindo que uma opção seja melhor que a outra. No site do Banco Central do Brasil, é possível encontrar uma tabela com os valores cobrados pelos principais bancos. A taxa de juros mensal pode variar de 0,63% ao mês a 16,64% ao mês.

Aprenda a usá-lo da maneira correta para não se endividar.

Cuidados que o usuário precisa ter

O maior cuidado é usá-lo sem nenhum planejamento ou sem que o usuário saiba. O Imposto Sobre Operações Financeiras (IOF), é cobrado toda vez que o usuário aciona esse tipo de serviço financeiro, além dos juros cobrados pelo banco. Usar esse limite especial pode causar problemas, como a inadimplência por não conseguir pagar o empréstimo.

Na hora de usá-lo é importante lembrar que esse tipo de empréstimo possui juros altíssimos que devem ser levados em consideração. Então é importante se planejar bem para que a conta não fique maior do que esperada.

Como usá-lo da maneira correta

Para usar qualquer linha de crédito é preciso primeiramente muito planejamento. Se a intenção é contar com uma reserva de emergência, há algumas opções de bancos que possuem essa linha de crédito com juros zero por alguns dias. Esses dias extras sem juros são muito bem-vindos para que o usuário se planeje melhor para quitar a dívida.

Outra recomendação importante é deixar o mínimo possível de limite para que seja usado em casos de necessidade. Um valor muito grande pode fazer com que o usuário gaste mais do que o necessário, sendo assim os juros serão ainda mais caros. Já o valor mínimo pode evitar que o usuário fique ainda mais enroscado com essa linha de crédito. Por isso, quem quer usar essa ferramenta a seu favor deve se planejar e ter responsabilidade em assumir a dívida.

Condições de contratação e de cancelamento do cheque especial

Para possuir esse cheque disponível o usuário deve ter, primeiramente, uma conta corrente. Hoje em dia esse saldo é ofertado por diversos bancos, então há muitas opções no mercado. A dica para quem quer usar esse saldo no futuro é escolher uma opção com juros menores ou algum diferencial que possibilite pagar menos taxas. Além disso, o cliente deve possuir limite de crédito para ter esse saldo em caixa.

O cancelamento pode ser feito a qualquer momento quando o cliente não está satisfeito ou não tem interesse pelo produto. Nesse momento, é recomendado que o usuário exija do banco um documento protocolado do cancelamento. Isso pode evitar futuros problemas, caso algum dinheiro for debitado automaticamente da conta do usuário sem que ele saiba o porquê.

Powered by Rock Convert

Escrever comentário

Shares