Powered by Rock Convert

As plataformas de empréstimo são úteis e vantajosas para consumidores em comparação aos bancos tradicionais.

Plataformas de empréstimo tem taxas de juros menores e menos burocracia para aprovação.

Com o crescimento e popularização da internet, surgiram as plataformas de empréstimo. Esse meios são uma opção para as pessoas que não querem recorrer ao banco na hora de um empréstimo pagando taxas altíssimas de juros.

Porém, grande parte da população ainda não conhece e não sabe como funciona essa tecnologia e ter uma noção dos seus benefícios.

Como as plataformas de empréstimo funcionam?

Resumindo, essas plataformas usam a internet para se conectar com clientes quem estão buscando recursos para crescer ou começar um negócio. Esse modelo é chamado de P2P (peer-to-peer, nome referente a um sistema de compartilhamento de arquivos. Nesse estilo, as plataformas conectam um usuário ao outro, firmando empréstimos.

As plataformas de empréstimo surgiram em 2004 na Inglaterra para disponíveis empréstimos online. O modelo demorou mais de dez anos para chegar ao Brasil, a primeira solução do gênero que surgiu em nosso país foi chamada de Biva e surgiu em abril de 2015.

Os empreendedores podem cadastrar suas empresas nas plataformas, especificando valores que precisam e onde estes serão investidos em seus negócios. Com a solicitação feita, o pedido de empréstimo será analisado de acordo com as regras da plataforma utilizada.

Na Biva, por exemplo, apenas 7% das solicitações de crédito costumam ser aprovadas, por conta dos altos riscos da operação. Após a aprovação, os usuários demoram em média 15 dias para receber o valor pedido.

Os investidores também devem fazer o cadastro na plataforma e escolher os projetos que desejam investir. Cada plataforma costuma ter um valor mínimo de investimento.

Quais as vantagens das plataformas de empréstimo?

As vantagens das plataformas de empréstimo são as menores taxas de juros e a diminuição da burocracia. Isso facilita a vida dos empreendedores que precisam facilitar sua entrada no mercado.

Os investidores também se beneficiam por ter uma maior rentabilidade, comparando com investimentos em renda fixa, por exemplo.

E para os consumidores que precisam de um empréstimo pessoal, esse serviço serve?

Além de ajudar empreendedores, já existem plataformas de empréstimo para usuários comuns. Assim como para empresas, as plataformas permitem aos consumidores fazerem uma comparação antes de contratar o serviço, comparando as ofertas com instituições financeiras.

Essas plataformas funcionam como facilitadores de crédito, possuindo taxas de juros mais atrativas e ainda permitem que o processo seja totalmente online, de qualquer tipo de dispositivo móvel ou fixo.

As iniciativas do gênero tem ajudado principalmente as pequenas empresas. Segundo dados, apenas 30% de novos empreendedores recorrem aos bancos para conseguir dinheiro. Entre as plataformas mais conhecidas estão a Biva, já citada acima, a Nexoos, o GuiaBolso (focada em empréstimos pessoais para usuários comuns), a Creditas, a Monkey Exchange, a Geru e a F (x).

O que de fato muda de plataforma para plataforma são as regras básicas para a aprovação do empréstimo, assim como os valores oferecidos e prazos para pagamento da dívida.

Powered by Rock Convert

Escrever comentário

Shares