Powered by Rock Convert

Diversas empresas podem enfrentar períodos que exijam altas quantias de dinheiro com urgência. Para situações como essa, alguns bancos e instituições financeiras trabalham com uma operação chamada Hot Money.

Aqui você vai saber tudo sobre o Hot Money

O que é o Hot Money

Trata-se de um crédito de curtíssimo prazo que bancos e instituições financeiras emprestam, principalmente, para empresas. O termo hot money – dinheiro quente, em Português – é usado exatamente pela facilidade que se tem em conseguir o empréstimo, que costuma envolver altas quantias de capital.

Os recursos obtidos por meio desse tipo de empréstimo podem ser empregados da forma que o cliente desejar. O credor não pede comprovação de como será investido o dinheiro.

Situações de urgência

Muitas empresas recorrem a essa transação financeira quando necessitam de dinheiro com urgência. O crédito é usado, normalmente, para pagar contas urgentes, ajustar fluxo de caixa ou para adquirir capital de giro, fazendo a empresa funcionar com mais eficiência.

Hot Money deve ser pago em curto prazo

Outra característica do Hot Money é que o prazo para pagamento vai de 1 a 29 dias, geralmente. O valor a ser devolvido é debitado da conta corrente da empresa que recebeu o crédito.

Hot Money libera rapidamente altas quantias de capital.

Hot Money: juros altos

Vale ressaltar também outra característica deste tipo de transação financeira, que são os juros. As taxas que incidem sobre o Hot Money costumam ser bem mais altas do que as praticadas nos empréstimos comuns, como: crédito consignado, empréstimo pessoal, CDC, entre outros.

A taxa de juros do Hot Money é baseada na taxa do CDI (Certificado de Depósito Interbancário) do dia da operação adicionada ao valor do PIS e da Cofins sobre o faturamento da transação.

Facilidade em obter o empréstimo

Para facilitar a transação, o procedimento para liberação do crédito é agilizado pelos bancos e instituições. Muitos clientes já possuem essa linha de crédito pré-aprovada no banco onde são correntistas.

Powered by Rock Convert

Os contratos também costumam ter regras pré-fixadas. Assim, os clientes podem ter a liberação de altas quantias em apenas um dia.

Credor pode exigir garantia

Como trata-se de uma operação de curto, os bancos e instituições financeiras podem estipular que o cliente apresente algum tipo de garantia para a liberação do crédito. As garantias solicitadas, além do próprio contrato assinado, podem ser:

– Nota promissória com o aval de todos os sócios da pessoa jurídica;

– Cédula de Crédito Bancário (CCB);

– Hipoteca de algum bem de um dos sócios ou da empresa;

– Cessão de direitos creditórios (o cliente transfere ao banco crédito caução de terceiros)

– Penhor do bem de algum dos sócios ou da empresa.

Atenção ao solicitar o Hot Money

Agora que você já sabe sobre o Hot Money, também está ciente de que a transação pode ser considerada de risco.

Assim, não hesite em pedir informações e comparar o Hot Money com outras transações bancárias. Isso evita possíveis complicações financeiras na hora de devolver “dinheiro quente”.

Powered by Rock Convert

Escrever comentário