Powered by Rock Convert

Muitos especialistas de mercado, sites e blogs têm opinado sobre as fintechs e bancos digitais. Isso porque com o advento tecnológico das transações bancárias as empresas financeiras deram um passo a frente e estão se modernizando. As mudanças ocorridas neste cenário são profundas e diversas instituições tradicionais estão tendo que se adaptar para não ficar para trás.

Uma das grandes consequências desta evolução é o fato de um banco digital ter menos custos operacionais em comparação com um banco tradicional, e por isso, ele não cobra taxas dos usuários. Imagine utilizar um cartão de crédito internacional que não cobra anuidade ou uma conta corrente que não cobra DOC e TED, nem quaisquer outras taxas cobradas pelos bancos tradicionais.

Saiba que isso já existe e vamos abordar neste post as principais características das fintechs e bancos digitais. Continue lendo este post até o final e saiba porque você só tem a ganhar com esses bancos e fintechs. Mas afinal, o que é uma fintech e um banco digital?

Fintech e banco digital

As fintechs e os bancos digitais já não são mais novidades, porém, a grande maioria dos brasileiros ainda desconhecem essas empresas e a diferença entre elas. Um dos motivos desta falta de conhecimento é a péssima educação financeira do brasileiro que vem desde os tempos de escola. Supondo que você ainda não saiba o que é uma fintech ou um banco digital, o simples fato de estar lendo este artigo demonstra que você está entre o percentual pequeno da população brasileira que busca conhecimento sobre o mercado financeiro.

Fintech

Falando das fintechs, elas são empresas que de certa forma conseguiram redesenhar o cenário do mercado financeiro trazendo um desenvolvimento tecnológico de ponta. A palavra fintech tem origem no inglês e faz uma junção das palavras financial e technology, financeiro e tecnologia, respectivamente. Neste caso, é possível logo observar que a promessa desta nova metodologia de mercado é baseada em tecnologia voltada para o mercado financeiro.

Mas, é importante deixarmos claro logo no início que as fintechs é uma coisa e os bancos digitais são outra. Mesmo tendo o mesmo patamar tecnológico e as vezes estando sob a responsabilidade do mesmo nome, os serviços oferecidos por uma fintech e por um banco digital podem ser diferentes.

As fintechs são empresas voltadas para uma área em específico, como, por exemplo, as fintechs de pagamentos, que vieram para trazer mais facilidade e praticidade quando estamos falando de compra e venda de produtos e serviços.

Essas empresas podem oferecer cartões de crédito ou sistemas de pagamentos com o uso de maquininhas. A fintech pioneira a fazer isso é a Nubank, que foi lançada no mercado como uma empresa de cartão de crédito que não cobra taxa de anuidade de seu cartão de crédito.

Desde então, surgiram diversas modalidades de fintechs, como as fintechs de crédito e empréstimo, as fintechs crowdfunding, fintechs de Bitcoins, fintechs de controle financeiro e fintechs de investimento, sendo cada uma delas possui aplicações específicas no que diz respeito a sua categoria. De um modo geral, esses são serviços financeiros e negócios realizados de forma digital, com tecnologia de transmissão de dados criptografados e instantâneo em muitos casos.

Banco digital

Com o poder da descentralização dos bancos digitais e fintechs você só tem a ganhar.

Já os bancos digitais, são as instituições financeiras que oferecem uma grande demanda de produtos financeiros e a maior parte deste produtos são digitais. Como o próprio nome já deixa claro, banco digital é uma instituição financeira que oferece serviços financeiros digitais.

Neste tipo de instituição os clientes podem ter acesso a todos os serviços e recursos por meio da internet, basta somente um computador, tablet ou smartphone conectado a internet para acessar a área de cliente e fazer transferências, pagamentos, depósitos, investimentos, tudo rápido e fácil.

O que diferencia um banco digital de uma fintech é a regulamentação de instituição financeira registrada junto ao BC (Banco Central) como um banco e a gama de serviços oferecidos. As fintechs não são bancos, não possuem registro de banco, apesar de serem confiáveis e regulamentadas no Brasil e no mundo.

Um exemplo claro da diferença de fintech e de banco é a Nubank, uma empresa que nasceu como uma das fintechs mais populares do Brasil e hoje é um banco reconhecido pelo BC. A Nubank tornou-se a primeira fintech financeira a virar um banco digital no Brasil.

Desta mesma forma, diversos bancos tradicionais estão transitando para os serviços digitais e aos poucos estão mudando seus status. Neste ritmo de transformação, as fintechs possuem grande vantagem por investirem pesado em tecnologia de ponta desde quando entram no mercado. Mas no final, tanto com as fintechs quanto com os bancos digitais você só tem a ganhar com tecnologia, rapidez, praticidade, economia de dinheiro e segurança.

Fintechs e bancos digitais: você só tem a ganhar com as vantagens

Os bancos digitais e fintechs são vantajosos primeiramente pela proposta tecnológica de desburocratizar e agilizar os produtos financeiros em geral. O fato destes serviços serem por meio da internet é algo muito bom, pois o cliente pode resolver diversas questões financeiras de forma descentralizada. Devido a isso, veja quais são as vantagens de aderir a esse serviços oferecidos:

  • Mais rapidez nas transações financeiras;
  • Mais segurança devido um patamar de criptografia de ponta;
  • Você pode resolver diversas questões financeiras do dia a dia descentralizado, podendo fazer isso de qualquer lugar do país ou até mesmo em outros país;
  • Taxas bancárias reduzidas, ou em muitos casos isentas;
  • Menos burocracia desde a abertura da conta;
  • Interface de controle de gastos moderna e intuitiva;
  • Cartão de crédito sem anuidade;
  • Transferência sem cobrança de DOC ou TED;
  • Investimentos em renda fixa e variável;
  • Baixo custo operacional para essas instituições financeiras, o que reflete diretamente na redução de valores repassados ou até mesmo na isenção de taxas para os clientes;
  • Você não sofre com greve bancária já que não há agências com diversos funcionários para protestar.

Sabendo que você só tem a ganhar com as fintechs e bancos digitais, continue no site e veja mais artigos sobre essa recente modalidade de serviço e quais são as melhores empresas financeiras envolvidas neste setor.

Powered by Rock Convert

Escrever comentário

Shares