Se você tem um terreno e pretende construir sua casa em 2019, saiba que o mercado estará propício. Após alguns anos de crise, especialistas preveem maior estabilidade econômica no país para os próximos anos. Por isso, se você está pensando em tirar do papel o sonho da casa própria, acompanhe a leitura deste artigo e conheça mais sobre empréstimo para construção na Caixa Econômica Federal, o principal banco para financiamento habitacional do país.

Alguns pré-requisitos para financiar a construção pela Caixa

Para quem planeja construir, um dos pontos indispensáveis para ser aprovado em um empréstimo para construção da Caixa é que toda a documentação do terreno esteja regular. Além disso, a obra deve conter um projeto aprovado por algum arquiteto ou engenheiro, pois este documento também faz parte dos pré-requisitos para o financiamento.

Outros pontos importantes são ter maioridade, não possuir restrições no nome (SPC/SERASA) e comprovar renda.

Construção em terreno próprio

Esta opção de empréstimo para construir da Caixa faz parte do Sistema Financeiro de Habitação (SFH), o que possibilita ao cliente parcelamentos mais longos, de valores mais altos e uso do FGTS.

Nesta modalidade, a Caixa oferece até 35 anos para pagamento do empréstimo. Para aprovação, algumas das condições são ter o nome limpo, não ser proprietário de outro imóvel no mesmo município da obra ou de ocupação do proponente. Não é elegível também o cliente que já possuir outro financiamento dentro do SFH.

O valor da parcela não pode ultrapassar 30% da renda mensal. É possível fazer uma simulação no site da Caixa para o empréstimo habitacional. É possível escolher entre financiamento de pessoa física ou jurídica, residencial ou comercial. Em seguida, o cliente seleciona a opção “construção” e coloca o valor aproximado do imóvel.

Em seguida, é necessário preencher o estado e cidade do imóvel. Depois, alguns dados pessoais são solicitados, como CPF, data de nascimento e renda mensal familiar. O simulador pergunta ainda sobre se o cliente é beneficiário do FGTS ou se há mais de um comprador.

Para imóveis de até R$ 1,5 milhão, a taxa de juros ao ano fica a partir de 8,7% ao ano, mais a taxa referencial. Vale destacar que há ainda outros encargos no total do financiamento, como o IOF (imposto sobre operações financeiras) e CET (custo efetivo total). O valor máximo financiado para seu projeto de construção é de 80% do total do imóvel.

Para uso do FGTS, o proponente deve atender a alguns critérios. Por exemplo, o imóvel a ser construído deve ser usado para sua moradia, e o fundo não pode ter sido previamente usado para financiamento de outra moradia.

Construcard Caixa – crédito para materiais de construção

Este é outro produto da Caixa para quem precisa de empréstimo para construir. Esta linha de crédito permite ao cliente a aquisição dos materiais de construção na rede credenciada, dentro do prazo de até seis meses após a contratação do empréstimo.

Esta linha de crédito permite ao cliente a aquisição dos materiais de construção na rede credenciada

Com este recurso, é possível ainda adquirir outros materiais, além daqueles tradicionais de construção, como, por exemplo, armários embutidos, piscinas, elevadores, caixas d’água, aquecedores solares, etc.

Os juros para esta linha de crédito são a partir de 2,5% a.m. Se o cliente solicitar um valor e não usá-lo totalmente, não tem problema: os juros serão cobrados apenas sobre o total utilizado dentro do prazo estipulado. Só após o prazo definido para as compras é que a amortização é iniciada, com prazo de até 20 anos para quitação.

O sistema de amortização utilizado para esta linha de crédito é a Tabela Price, ou seja, as parcelas começam mais baixas e aumentam de valor conforme se aproximam da quitação.

O pagamento das parcelas é feito via débito automático em conta da Caixa, e pessoas que recebem o salário pela Caixa têm condições especiais.

Para contratar este empréstimo, é preciso se direcionar a uma agência da Caixa com os documentos e passar por análise cadastral.

Empréstimo para construção na Caixa Econômica Federal

Aqui, você conheceu duas linhas de empréstimo para construção na Caixa Econômica Federal. Uma alternativa também é recorrer ao crédito pessoal ou ao empréstimo com garantia, mas os valores emprestados costumam ser mais baixos, assim como o prazo para quitação, além das taxas de juros serem mais altas. Na dúvida, faça simulações, reúna os documentos necessários e procure a agência da Caixa mais próxima.

E aí, o que você achou das condições do empréstimo para construção da Caixa Econômica Federal? Se você gostou do conteúdo, compartilhe-o. Para mais conteúdos como este, continue nos acompanhando. Caso tenha ficado com alguma dúvida ou quiser compartilhar sua opinião, basta escrever aqui embaixo nos comentários.

Comentários