Powered by Rock Convert

Já ouviu falar na opção de saque no cartão de crédito? Disponível na boca do caixa eletrônico, ela pode ser a solução para um empréstimo emergencial.

Mas atenção: este saque é sim considerado um empréstimo, e por isso tem taxas e juros bem altas associadas. Isso porque, diferentemente do saque comum, o consumidor não está dispondo de um dinheiro que já possui. Em vez disso, está utilizando parte do limite do seu cartão.

Por este motivo, aliás, só pode ser sacado valor que esteja dentro do limite daquele mês. Ou seja, caso seu cartão tenha limite de R$ 2 mil, e você já o utilizou em compras de R$ 1.500, só poderá sacar R$ 500. Neste caso, não será mais possível utilizar o cartão até a quitação da fatura, pois o limite terá chegado ao fim.

É importante dizer que os valores anteriores foram citados apenas como exemplo. Geralmente, o valor disponível para saque é menor do que o total do limite. Esse saldo pode ser visualizado no caixa eletrônico, no momento da retirada de montantes.

Quanto custa o saque no cartão de crédito?

Ao sacar dinheiro com o cartão, o consumidor se compromete a pagar três valores. Primeiro, o do montante retirado do caixa. Depois, vem a taxa cobrada pelo saque, que tem custos entre R$ 10 e R$ 24,20 nos principais bancos brasileiros. O custo para retirada no exterior é maior.

Finalmente, há a taxa de juros cobrada pelo empréstimo. Ela é a mesma da cobrada no crédito rotativo, um dos encargos mais caros que um consumidor pode pagar ao banco. As porcentagens de juros variam de acordo com o banco, mas costumam girar em torno de 16% ao mês.

Powered by Rock Convert

Consideremos, então, um exemplo: um saque de R$ 200, com taxa de retirada de R$ 10 e tarifa de juros de 16%. Na fatura mensal do cartão, o consumidor terá um custo de R$ 242 – ou seja, R$ 42 a mais do que o obtido emprestado. A alternativa é bastante cara.

Após a obtenção do empréstimo, inclua-o na previsão dos gastos do mês. Isso vai evitar que você acumule a dívida e pague juros.

“Mas então, quando devo usar a opção?”. A resposta é: quase nunca. O saque no cartão de crédito existe para uma completa emergência, com a necessidade imediata de dinheiro em mãos. Caso haja outra possibilidade, ela provavelmente será mais vantajosa.

Outras opções de valores

Você pode, por exemplo, obter um empréstimo. Especialmente o empréstimo consignado, que tem condições e taxas de juros bastante interessantes. Afinal, os valores para pagamento do consignado são descontados diretamente da folha de pagamento do indivíduo, o que dá maior segurança ao banco.

O próprio pagamento com o cartão de crédito pode ser mais interessante. Isso uma vez que, mesmo a compra com juros pode sair por um valor final menor do que o saque.

Por isso, lembre-se de considerar as diversas opções de empréstimo que você possui, principalmente para pequenos valores – que é o que o saque no cartão oferece. Se for o caso, converse com um amigo ou familiar e obtenha os montantes necessários. O custo deste empréstimo será menor do que o obtido com opção tão cara.

Powered by Rock Convert

Comentários