Simule agora o seu Empréstimo para MEI e contrate online


12 parcelas
1 60


R$ 10.000
R$0 R$100.000

Simule o seu Empréstimo para MEI e consiga um crédito com taxas mais baixas. Confira ao lado as melhores opções de bancos, simule e contrate agora.
Confira o resultado da simulação abaixo.

Empréstimo Para MEI Em Valparaíso De Goiás - GO - Confira as melhores opções!


Online ?

Nesses bancos você pode pedir o empréstimo online! Rápido e fácil, não é mesmo? Além disso, o processo online tende a ser mais barato que os tradicionais, por ser mais intensivo em tecnologia.

BizCapital

BizCapital

R$ 999,23 /mês

2,91 % ao mês (41,09 % ao ano)

Empréstimo online agora!
BizCapital

BizCapital

R$ 999,23 /mês

2,91 % ao mês (41,09 % ao ano)

Empréstimo online agora!

Bancos tradicionais ?

Os bancos desse grupo são as grande instituições financeiras tradicionais do Brasil. De um modo geral, esses bancos não possuem taxas muito baratas, mas caso você seja correntista de algum deles, e possua um bom histórico, pode vale a pena pegar o empréstimo nesse banco. Caso contrário, a taxa pode ser bem alta!

Bradesco

Bradesco

R$ 877,86 /mês

0,81 % ao mês (10,16 % ao ano)

Não tá online ainda =(
Bradesco

Bradesco

R$ 877,86 /mês

0,81 % ao mês (10,16 % ao ano)

Não tá online ainda =(
Citi

Citi

R$ 885,68 /mês

0,95 % ao mês (12,01 % ao ano)

Não tá online ainda =(
BB

BB

R$ 894,11 /mês

1,10 % ao mês (14,03 % ao ano)

Não tá online ainda =(
Citi

Citi

R$ 894,11 /mês

1,10 % ao mês (14,03 % ao ano)

Não tá online ainda =(
Itau

Itau

R$ 898,06 /mês

1,17 % ao mês (14,98 % ao ano)

Não tá online ainda =(
Santander

Santander

R$ 899,75 /mês

1,20 % ao mês (15,39 % ao ano)

Não tá online ainda =(
BB

BB

R$ 901,45 /mês

1,23 % ao mês (15,80 % ao ano)

Não tá online ainda =(
Banrisul

Banrisul

R$ 920,23 /mês

1,56 % ao mês (20,41 % ao ano)

Não tá online ainda =(
Banrisul

Banrisul

R$ 920,80 /mês

1,57 % ao mês (20,56 % ao ano)

Não tá online ainda =(
Itau

Itau

R$ 935,17 /mês

1,82 % ao mês (24,16 % ao ano)

Não tá online ainda =(
Bradesco

Bradesco

R$ 940,96 /mês

1,92 % ao mês (25,64 % ao ano)

Não tá online ainda =(
Sicoob

Sicoob

R$ 945,02 /mês

1,99 % ao mês (26,68 % ao ano)

Não tá online ainda =(
Santander

Santander

R$ 963,10 /mês

2,30 % ao mês (31,37 % ao ano)

Não tá online ainda =(
Caixa

Caixa

R$ 1.009,42 /mês

3,08 % ao mês (43,91 % ao ano)

Não tá online ainda =(
Fonte: Foram usadas as taxas de juros médias obtidas no site do Banco Central. Para Biva, Captamoney, Kavod, IOUU e Nexoos foram utilizadas as taxas do menor Custo Efetivo Total possível, divulgadas em seus respectivos sites. Para CrediPronto foi usada a taxa de juros média informada pela empresa.
Última atualização: 25/04/2020
Observação: As taxas apresentadas não representam compromisso dos bancos ou certeza de obter um empréstimo, e podem ser alteradas a qualquer momento sem aviso prévio. As taxas podem variar de acordo com o seu risco de crédito.

Empresas MEI são abertas unicamente por pessoas que trabalham sozinhas e tem um faturamento de até 81 mil por ano. A vantagem do empréstimo para este tipo de empresa está na taxa de juros. As instituições financeiras concedem o crédito quando o empreendedor comprova que será para o benefício do seu negócio.

Antes de solicitar o empréstimo para as instituições, lembre-se qual é sua necessidade principal, analise a opção de crédito mais apropriada para o seu caso (microcrédito, capital de giro, antecipação de recebíveis ou financiamento), além de ficar atento com prazos e taxas.

Formalização do MEI

  1. O primeiro passo é se cadastrar no Portal do Empreendedor. Não é necessário anexar nenhum documento, apenas preencher as lacunas com CPF, data de nascimento e outros dados importantes.
  2. O próximo passo é informar o nome da sua empresa.
  3. Agora, preencha as atividades que você irá exercer e onde irá atuar (em casa, endereço comercial ou internet).
  4. É necessário colocar o CEP da sua residência e o CEP de onde você irá atuar.
  5. Nesta etapa, leia tudo com atenção e concorde com as declarações disponíveis.
  6. Digite o código enviado via celular e pronto, você é oficialmente um MEI!

Lembre-se:

Após o cadastro, lembre-se de imprimir e guardar os documentos para comprovar sua formalização. São eles: Certificado da Condição de Microempreendedor Individual, Boleto de Pagamento Mensal (contribuição devida a todo MEI, por débito automático ou pagamento online) e Relatório Mensal de Receitas Brutas.

Opções de crédito para MEI em Valparaíso de Goiás

Microcrédito

Com a intenção de atender os pequenos empreendedores, com faturamento de até 120 mil ao ano, o microcrédito é concedido após a averiguação do negócio pelos agentes.
Não é necessário comprovar renda, no entanto, é preciso apresentar algum imóvel ou fiador, como comprometimento pelo empréstimo.
Focado no mercado local, o microcrédito fornece empréstimos crescentes baseados em retornos bem-sucedidos e oferece interações com os clientes, aspecto que contribui para o sucesso do negócio.
Apenas alguns bancos oferecem essa linha de crédito, incluindo o BNDES, Caixa Econômica e Banco do Brasil.
Reguladas por lei, as taxas não podem ultrapassar 4% ao mês.

Capital de giro

Utilizado para financiar as operações de uma empresa, manter estoques e pagamento aos fornecedores, além dos demais custos como salários e despesas, o capital de giro está atrelado com todas as contas financeiras que movimentam a rotina da empresa.
Através do capital de giro e de um controle eficiente das finanças, a empresa poderá manter as contas do ativo e do passivo em um equilíbrio adequado, suprir suas necessidades nas atividades operacionais e conhecer o melhor momento para comprar.
Sem burocracia excessiva ou garantias exigidas, essa opção de crédito conta com desvantagens como prazos curtos e taxas mais altas.
Os principais bancos do país (BNDES, Caixa, Bradesco, Santander, Itaú) oferecem empréstimo para o capital de giro.

Antecipação de recebíveis

Nesta opção de crédito, as instituições adiantam os valores, levando custos para a empresa (taxas cobradas pelo serviço).
É imprescindível montar um plano financeiro, uma vez que se o cliente não honrar com o compromisso, o banco poderá aplicar restrições ao seu negócio.
É possível comprometer somente o dinheiro esperado de um ou mais clientes e pagar de uma vez.
Diferente do empréstimo, que há mais risco de endividamento da empresa, na antecipação quem paga é cliente, que já tem o controle dessa pendência.
Os recursos utilizados não são de terceiros e sim da própria empresa. Com taxas em média de 3% a 12%, a antecipação de recebíveis é mais comum em empresas que precisam de capital de giro para seguir com sua operação.
Inter, Bradesco e Caixa são algumas das instituições que oferecem o serviço.

Financiamento

Para quem tem dúvidas se MEI pode comprar veículo, a resposta é: SIM! O microempreendedor ainda consegue desconto emitindo nota com CNPJ.
A desvantagem é que o desconto vale apenas para carros 0km e o tempo de espera costuma ser um pouco longo, porque há toda uma documentação especial para expedir sua compra e seu pedido.

Taxas e outras tarifas

Além da contribuição obrigatória, como ICMS, INSS e ISS, o MEI também deve ficar atento às taxas dos bancos e instituições. Com variações de 2% a 4%, pensadas para desenvolver a atividade do empreendedor, elas são menores do que as taxas de crédito convencional.

Há três opções de tarifas, que devem ser pagas virtualmente: R$ 47,85 para comércio e indústria, R$51,85 para atividades de prestação de serviço e R$ 52,85 para prestação de serviço e atuação concomitantemente com comércio.

Documentos necessários

  • Cada banco contém sua lista específica de documentos, mas há alguns que são exigidos por todos, como: RG, CPF, comprovante de residência e certificado do MEI.
  • Detalhar as razões para a solicitação do crédito e onde será aplicado.
  • É necessário ter em mãos o comprovante de renda, a fim de comprovar estabilidade e capacidade de cumprir com o compromisso.

Cancelamento do MEI

Após 12 meses de inatividade, é feito o cancelamento do MEI.

Não há nenhuma taxa para cancelar o MEI. É importante que esse processo seja feito formalmente, para evitar acúmulo de débito, uma vez que o empreendedor deverá pagar tudo o que estiver em atraso.

Como dar baixa?

  1. Na página do Portal do Empreendedor, você deve inserir o código de acesso (que caso você não possua, pode ser gerado um novo na própria página). Tenha em mãos documentos como CPF, CNPJ e Título de Eleitor.
  2. Confira se seus dados estão atualizados.
  3. Leia o formulário e a declaração de baixa
  4. Com o processo correto, o CCMEI (Certificado da Condição de Empreendedor Individual) será disponibilizado, confirmando que a baixa do registro foi efetuada. Lembre-se de guardar este documento.

Lembre-se:

O processo de cancelamento do MEI é permanente. É obrigatória a entrega da DASN – SIMEI de Extinção, que refere-se ao período que você atuou.

Caso queira voltar como MEI, um novo processo de inscrição deverá ser feito novamente.