CTA para simulação de empréstimo

Nem todo mundo sabe, mas o refinanciamento também é conhecido como empréstimo com garantia. É uma linha que tem crescido muito no Brasil por romper com os juros altos oferecidos por outras modalidades. Porém, existem algumas exigências para refinanciamento de veículo. 

Por exemplo, deixar o bem em garantia para assegurar o pagamento, ter uma idade mínima para solicitar, comprovar renda, entre outros.

Mesmo que esses critérios variem um pouco de uma empresa para outra, no geral são bem parecidos. Entenda melhor essa modalidade de crédito e o que a instituição precisa ao longo do processo de contratação.

O que é e como funciona

Quando uma pessoa tem dívidas ou projetos pessoais muito caros pode recorrer a esse tipo de empréstimo. É chamado de refinanciamento, porque é uma oportunidade de trocar um débito elevado por um com juros menores. Dessa forma, você economiza bastante no valor final.

Para ter acesso aos prazos extensos, taxas reduzidas e quantias altas, a empresa precisa estar segura de que você pagará. Por isso, uma das exigências para refinanciamento de veículo é justamente atrelar o bem à instituição como garantia por meio de um contrato. Sendo que essa é uma das principais exigências do refinanciamento de veículo. Mas, fique tranquilo, o automóvel continua em seu nome e pode ser usado normalmente, inclusive ser vendido. Esse processo é chamado de alienação fiduciária.

O objetivo é diminuir a chance de você ficar inadimplente e a empresa ter prejuízo. Sem contar que, uma vez que a quitação é certificada, a empresa consegue conceder valores maiores.

Porém, a aprovação da sua proposta de empréstimo ainda depende de outros critérios, como a análise do seu perfil financeiro e da situação em que se encontra o veículo.

Quais são as etapas da contratação

Antes de ter o dinheiro na conta, é preciso passar por algumas etapas, além das exigências do refinanciamento de veículo:

  1. Solicitação: hoje em dia é possível fazer uma simulação do empréstimo no site da Creditas. Feito isso, você também pode solicitar pela internet, preenchendo alguns dados, ou pelo telefone, de acordo com cada empresa.
  2. Análise de crédito: nessa etapa é avaliado se a quantia solicitada pode ser emprestada de acordo com a sua situação financeira, que deve estar dentro dos critérios da empresa para ser aprovada. Para isso, busca-se seu histórico de crédito e perfil de consumo.
  3. Análise jurídica e vistoria do veículo: os documentos de quem solicita passam por uma verificação e triagem. Paralelamente o bem é avaliado para então se tornar garantia do pagamento.
  4. Assinatura do contrato: depois de tudo aprovado, é liberado o documento de formalização do empréstimo para assinatura. O contrato deve ser entregue assinado à instituição financeira.
  5. Liberação do recurso: muitas empresas liberam o recurso em menos de 20 dias, mas isso pode variar, dependendo de alguns fatores. Por exemplo, a velocidade com que você entrega os documentos atualizados, quanto tempo leva a análise de crédito, jurídica e a vistoria realizada pelo credor.

Depois de entregar o dinheiro, algumas instituições podem oferecer período de carência: em alguns casos, você tem até 30 dias para quitar a primeira parcela.

Que tipo de veículo pode ser refinanciado?

Existem algumas exigências mínimas para que o veículo seja refinanciado, que se referem especialmente ao seu estado de conservação, titularidade e situação do veículo. Veja a seguir!

O veículo precisa estar quitado? 

Na maioria dos casos, sim. Mesmo as instituições que aceitam carros ainda não quitados exigem que pelo menos uma parte já esteja pago – de preferência acima de 50%. Mas isso não é regra geral, cada empresa adota uma política própria.

Porém, para que a transação seja realmente vantajosa e você consiga melhores condições de pagamento, o ideal é começar a operação com o veículo sendo totalmente seu.

Sem contar que um bem não pode estar alienado em duas empresas ao mesmo tempo. É preciso saldar a dívida e finalizar o contrato na primeira para então ir para a segunda. A nova empresa pode ficar responsável por esse procedimento, por meio do Interveniente Quitante. Ou seja, ela intervém na operação liquidando o débito com a instituição anterior. Esse valor será acrescido ao montante solicitado no empréstimo.

Quais devem ser as condições do veículo?

Ainda que não seja necessariamente obrigatório que o carro seja novo ou com pouco uso, é ideal que esteja em bom estado de conservação, já que será feita uma vistoria do bem para avaliar qual é o seu real valor de garantia.

O veículo pode ter multas ou IPVA em atraso?

Geralmente as empresas aceitam veículos com dívidas acumuladas, mas isso é contado como um ponto negativo. Afinal, se você está inadimplente com o governo e em outras instituições, o credor também corre esse risco. Dessa forma, os custos da operação e as condições de pagamento podem ficar menos vantajosas.

Por isso, o ideal é iniciar a operação com tudo pago, principalmente o débito de IPVA. Isso melhora muito sua situação perante a instituição e aumenta as chances de conseguir um empréstimo melhor, com taxas mais baixas e valores altos. Sem contar que ao deixar de quitar o imposto, você pode ser inscrito na Dívida Ativa do governo, um cadastro que reúne o CPF de inadimplentes. Esse processo dificulta ainda mais sua vida na hora de solicitar empréstimo, cartão de crédito, parcelar uma compra, etc.   

É possível refinanciar veículo com nome sujo?

Se você está com o nome sujo e precisa de um empréstimo, possivelmente as suas opções serão mais limitadas, já que a maioria das instituições realiza uma avaliação de crédito antes de disponibilizar o recurso. 

Quem pode solicitar

Se você precisa de dinheiro e está buscando um empréstimo com garantia de veículo, o seu perfil também deve estar enquadrado nas exigências para refinanciamento de veículo:

  • Possuir 18 anos completos;
  • Possuir um veículo em seu nome. Mas também é possível alienar se for de algum parente de primeiro grau (pais, esposa, marido, filhos, irmãos);
  • Possuir renda mensal comprovada;
  • Dependendo da empresa, é preciso estar com nome limpo, sem acúmulo de dívidas.

É possível ter dois empréstimos ao mesmo tempo?

Sim! É possível solicitar dois ou até mais empréstimos. Porém, isso normalmente vai depender das condições de pagamento do anterior e da instituição financeira. Caso o pagamento do primeiro esteja em dia, é possível tentar no mesmo banco – desde que a soma das parcelas não seja superior a 30% da sua renda.

Vantagens e desvantagens

A principal vantagem do refinanciamento de veículo é a taxa de juros, uma das características mais atrativas desse tipo de crédito, especialmente ao considerar as taxas de juros do empréstimo pessoal ou cheque especial, por exemplo, em que são praticados  juros de até 13,02% ao mês – enquanto no empréstimo com garantia a taxa fica em torno de 1% ao mês.

Isso acontece pois o risco para o banco credor é praticamente zero, com chances mínimas de inadimplência.

Contudo, existe a desvantagem relacionada à alienação do veículo e, em casos extremos de não pagamento da dívida, o consumidor pode perder o seu bem. Vale ressaltar que é considerado inadimplente o cliente que deixa de pagar a partir de três parcelas – e quando isso ocorre, são realizadas várias tentativas de negociação para que a dívida seja quitada de uma forma acessível para o consumidor.

Onde contratar?

Tradicionalmente, você consegue fazer empréstimo em bancos e financeiras. Mas, hoje em dia é possível recorrer a empresas especializadas para realizar um empréstimo com garantia de veículo por meio da internet, sem precisar encarar fila na agência bancária e perder tempo.

O foco dessas companhias é facilitar o acesso ao crédito. A Creditas é uma fintech especialista nessa modalidade e com destaque nos juros baixos e prazos longos.

A quantia máxima concedida é 90% do valor total do automóvel e a taxa mínima é de 1,49% ao mês. O prazo para pagar chega a 48 meses. 

Porém, todos esses fatores vão depender da análise de crédito, do seu perfil financeiro e da situação do carro em garantia. Lembre-se que a empresa leva em conta inúmeros fatores antes de te entregar a proposta final.

Empréstimo com garantia de veículo Creditas

A Creditas é a principal plataforma online de crédito com garantia do Brasil, funciona como correspondente bancária e segue as diretrizes de segurança definidas pelo Banco Central do Brasil, ou seja, cumpre todas as normas estipuladas pelo órgão que gere o mercado financeiro no país. Todas as operações da empresa são regulamentadas pelo Banco Central, incluindo as regras de sigilo bancário.

Além disso, conta com auditorias de segurança frequentes, possui um selo de site blindado e o tráfego dos servidores são criptografados. Isso significa que, além das rotinas recorrentes de segurança, com a criptografia, nenhum interceptor consegue acessar as informações trafegadas. É importante lembrar que a Creditas não solicita pagamentos antecipados em nenhuma de  suas modalidades de crédito, já que é essa é uma prática proibida pelo Banco Central. 

Agora que você conhece um pouco mais sobre o empréstimo com garantia da Creditas, já é possível considerar essa modalidade como opção de crédito para organizar a sua vida financeira ou viabilizar as suas novas conquistas.

Quero simular empréstimo com garantia

Escrito por: Creditas

Comentários

// Adicionar na ultima linha do footer antes do fechamento do