Anda pensando em contratar um seguro auto mensal? Pois a opção pode ser uma ótima opção, se você souber como e quando escolher!

Para ajudar nisso, produzimos este conteúdo com tudo que você precisa descobrir sobre o assunto.

Acompanhe como funciona, as vantagens, desvantagens, como contratar e mais sobre o seguro auto!

Como funciona o seguro auto mensal?

Um seguro auto mensal funciona como um seguro comum, que protege o carro contra vários sinistros. A diferença é que um seguro tradicional é anual; já o mensal, precisa ser renovado a cada 30 dias. Do contrário, o carro ficará sem cobertura.

Então, se por exemplo, você se esquecer de renovar o seguro mensal e sofrer um sinistro, a seguradora não irá cobrir os custos e você vai precisar pagar os prejuízos sozinho com o carro.

Falando assim, até parece uma péssima ideia, não é mesmo? Mas o seguro mensal pode ser vantajoso em várias situações. Continue lendo para saber quais são!

Quanto custa um seguro auto mensal?

O seguro auto mensal tem preço variado. Ele vai depender do seu modelo de carro, das coberturas que você quer contratar, do seu histórico de sinistros e outros fatores.

Assim, para saber quanto você vai pagar, é importante fazer uma simulação. Informando dados simples para cotação, você vai descobrir o valor para o seu caso e se ele vale a pena.

De qualquer forma, é importante dizer que o seguro auto é bem mais barato que o seguro tradicional. Afinal, ele protege por um tempo menor.

Porém, vale a pena comparar os dois se você usa muito o carro. Nesse tipo de situação, proteger o carro o ano todo pode ser mais em conta.

Como funciona a cobertura do seguro auto?

A cobertura de um seguro auto é simples. Ao contratar o serviço, você fica protegido nas situações em que tem cobertura. 

Por exemplo, em caso de batida, incêndio, queda de raios e roubo. Essas são as coberturas mais comuns, mas você pode inserir várias proteções no seu seguro.

Quando um sinistro coberto acontece, a seguradora paga pelo conserto do carro. Assim, você não terá custos muito altos.

Mas algo importante é que, no sinistro parcial, você também vai arcar com parte do prejuízo.

O sinistro parcial é aquele em que os danos ao carro correspondem a, no máximo, 75% do valor do veículo. Neste caso, ele será consertado, e você vai pagar a franquia do seguro.

Ou seja, vai pagar por parte do conserto, enquanto a seguradora vai quitar o restante. O valor da franquia fica estabelecido no contrato do seguro.

Já quando acontece um sinistro total, não há franquia. No sinistro total, o carro sofre danos superiores a 75% do seu valor. Ou então, é furtado ou roubado, e não recuperado.

Se for essa a situação, a seguradora vai pagar para você a indenização integral, para a compra de um novo veículo.

Quais as vantagens do seguro auto mensal

A maior vantagem de um seguro auto mensal é economizar quando você não usa muito o carro.

Pode ser uma boa opção, por exemplo, se você trabalha viajando e só usa o seu carro pessoal algumas vezes por ano. Nos meses que você fizer isso, pode contratar o seguro para ficar mais tranquilo.

Além disso, o seguro mensal pode ser cancelado a cada mês, ajudando nas contas da casa. Se o valor apertar seu orçamento, você vai poder suspender o serviço sem precisar negociar com a seguradora.

E quais as desvantagens?

As desvantagens do seguro auto mensal são duas principais. Primeiro: o carro não fica protegido o ano todo.

Então, se você se esquecer ou optar por não fazer a renovação, ficará desprotegido. Se um sinistro acontecer neste período, você vai precisar arcar sozinho com o prejuízo.

A segunda desvantagem dessa opção é que ela pode se tornar cara se contratada por vários meses.

No seguro tradicional, é comum que o valor total da proteção seja dividido em 12 vezes. Então, as parcelas ficam menores para o consumidor.

O que costuma acontecer é o seguinte: o valor do seguro tradicional dividido por 12 resulta, por exemplo, em parcelas de R$ 100,00.

Em contrapartida, pode ser que o seguro mensal custe R$ 120,00. Esses são valores fictícios, mas servem para mostrar que o seguro por mês costuma ser mais caro.

Claro, se você for contratar a proteção por apenas alguns meses, o seguro mensal faz sentido. Será melhor pagar um seguro apenas pelos 3 meses do ano em que você usa o caso, custando R$ 360,00, do que quitar os R$ 1.200,00 do seguro anual e não precisar dele.

Mas a coisa muda de figura se você usar o seguro por muitos meses, concorda? Contratar o seguro mensal por 10 meses, por exemplo, custaria o mesmo que contratar o seguro tradicional neste nosso exemplo.

Por isso é tão importante analisar sua situação e comparar as opções de seguro disponíveis.

Veja como escolher o melhor seguro auto mensal

Na hora de contratar seu seguro auto mensal, você precisa avaliar, primeiro, o preço do seguro. Afinal, você não quer pagar muito por ele.

Além disso, é importante conferir as coberturas do serviço. É importante que elas atendam tudo que você precisa.

Cuidado para não fazer uma economia “boba”, eliminando uma cobertura importante. Se a situação acontecer e você estiver descoberto, terá que arcar sozinho com o prejuízo depois.

Confira ainda a opinião de outros clientes sobre o serviço. Você pode fazer pesquisando nas redes sociais ou em páginas de reclamação na internet. É essencial ter essa segurança em um bom atendimento, para você não ter problemas depois.

Onde encontrar seguro auto mensal

Para contratar um bom seguro mensal, você pode usar um simulador de seguro e conferir o quanto vai pagar.

O simulador vai mostrar várias opções e facilitar a sua comparação. Assim, você vai conseguir pagar um valor mais em conta por uma proteção vantajosa.

Considerações finais

O seguro auto mensal pode valer bastante a pena, mas é importante parar e analisar a opção com cuidado.

Como dissemos ao longo do texto, contratar o serviço por vários meses pode sair menos em conta.

Além disso, você precisa ter controle das suas finanças. Assim, não terá problemas para contratar, nem vai se esquecer de renovar a proteção.

Comentários