Powered by Rock Convert

Os extratos bancários devem detalhar a movimentação financeira de sua conta, ou seja, tudo que você faz tem de constar nesse documento. Isso pode te ajudar a controlar sua conta corrente, conferir saldos e transações feitas.

Como consultar o extrato bancário?

O cliente tem várias formas de consultar o extrato bancário, pode ser pela internet, pelo caixa automático, pelo telefone ou pelo extrato impresso. Se você quer facilidade e rapidez, a internet é a melhor opção, pois tem a rapidez do acesso ao extrato bancário, para checar os lançamentos em quase tempo real, lembrando que os bancos costumam cobrar pelo demonstrativo.

Todas as informações sobre sua conta bancária e investimentos feitos naquela instituição financeira como, atividades de seus cheques e cartões de débito também podem ser acompanhadas pelo extrato bancário.

Se não reconhecer alguma transação, avise o banco, pois assim você pode evitar prejuízos causados por furos. Confira sempre seu extrato bancário com cuidado!

Entenda seu extrato bancário

Um extrato bancário tem sempre uma data início (saldo inicial no período) e uma data final (saldo final) para o relatório de movimentação de conta corrente, sendo que o principal conteúdo de um extrato é a movimentação de entrada e saída de dinheiro.

Nele, constam todas as operações realizadas num mês, desde compras no crédito ou no débito, transferências bancárias, saques feitos com o cartão de débito, cobranças de tarifa bancárias, entre outras.

As informações virão em ordem cronológica, de acordo com as datas de cada movimentação. No topo do extrato estarão as transações mais antigas feitas pelo cliente e na parte inferior estarão os dados mais recentes.

Fique atento! Cuidado para não considerar como dinheiro disponível o saldo final, que inclui os valores de linhas de crédito disponíveis, mas sim o saldo sem os empréstimos.

Tipos de extrato bancário

  • Extrato comum: é o demonstrativo solicitado pelo cliente, referente a um determinado período, que pode ser consultado a qualquer momento em caixas eletrônicos ou pela internet. O banco cobra quando o limite de impressos for ultrapassado.
  • Extrato mensal consolidado: é a versão impressa com todas as transações mensais realizadas enviadas pelo correio.
  • Extrato anual consolidado: é um demonstrativo com as movimentações realizadas pelo cliente durante o ano, com todas as taxas cobradas. O envio desse tipo de demonstrativo é obrigatório e não pode ser cobrado.

Principais siglas presentes em um extrato bancário

Todas as movimentações são dadas em códigos e letras impressas neste documento marcadas com letras. A seguir, confira algumas das principais siglas que geralmente estão presentes em um extrato bancário:

Saldo positivo e negativo:

  • C: significa crédito e é utilizado para determinar todas as movimentações de depósito em conta, entrada de dinheiro.
  • D: significa débito e determina todos os valores retirados ou descontados de sua conta, seja por meio de saques, compras no cartão de crédito, pagamentos de contas, etc. também podem incluir na frente do valor do saldo um sinal de (-).

Conta corrente ou poupança:

  • C/C: conta corrente.
  • C/I: conta investimento, ou conta poupança.

Recebimentos:

  • (Dep. Ch.): depósito em cheque.
  • (Dep. Dinh.): depósito em dinheiro.
  • (TB): transferências bancárias.
  • (TBI): transferências bancárias via internet.
  • (TED’s ou DOC’s): transferências entre bancos diferentes, ambos eletronicamente.

Pagamentos:

  • PGTO, PAG, PAGTO ou PG COBRANÇA: pagamento de boletos bancários (despesas pessoais, tarifas federais, faturas de cartão de crédito, etc.
  • DA: débito automático.

Cobrança de tarifas:

  • IOF: imposto sobre operações financeiras.
  • TRF ou TAR: tarifa mensal de serviços.
  • ENC: quando as tarifas são lançadas como encargos.

Outros:

  • Datas: consiste no período, ou seja, a data inicial e a data final dos lançamentos que estão no extrato, detalhando qual foi o dia e horário em que a transação foi feita.
  • CCF (Cadastro de Emitentes de Cheques Sem Fundo): cadastro mantido pelo Banco do Brasil, em nome do Banco central, no qual são armazenadas informações sobre emitentes de cheques sem fundos.
  • Cheque Prescrito: cheque que foi apresentado após o prazo de prescrição (6 meses após o prazo de apresentação). Nessa situação, o beneficiário perde o direito de execução, sendo possível apenas ação comum na justiça para reaver o crédito.

Dica!

Uma dica interessante é identificar todas as tarifas cobradas por seu banco e negociar descontos ou cancelar serviços que não lhe interessam. Assim você consegue poupar um pouco!

Powered by Rock Convert

Escrever comentário

Shares