Reformar a casa é essencial para seu conforto e bem-estar. Ao contrário do que muitos imaginam, é possível economizar na reforma utilizando materiais de construção de qualidade. 

Com organização e criatividade, você consegue transformar toda a casa sem gerar dor de cabeça e evitar retrabalho. Quer saber como fazer isso? Continue lendo nossas dicas para descobrir!

Rodrigo Fonseca

1. Faça um planejamento

É impossível iniciar uma reforma sem planejamento. Esse é o tópico mais importante entre todos que vamos citar aqui, pois você precisa definir suas prioridades e o tipo de resultado que deseja obter em cada cômodo. 

Sem o devido planejamento, a obra demora muito mais tempo para terminar, o que gera desgastes emocionais e financeiros. Por isso, faça uma lista de todas as reformas que precisam ser feitas na sua casa. Coloque todos os tipos de trabalhos: trocas de pisos, móveis, revestimentos, decoração… tudo isso precisa ser colocado na ponta do lápis. 

Vale a pena colocar esses itens enumerados do mais importante para o que não é tão necessário fazer de imediato, assim você consegue priorizar o dinheiro nas reformas mais urgentes.

Concept Engenharia + Design Amanda Pagliarini Macedo

2. Determine um limite de gastos

A única forma de garantir que os custos da obra não saiam de controle é definir um limite de gastos e acompanhar as despesas de perto. 

Defina quanto você pode gastar no total e quanto pode ser gasto por mês. Isso facilita na hora de contratar os profissionais e comprar os materiais de construção que entregam o melhor custo-benefício para sua obra. 

Dica: deixe uma reserva para imprevistos. É comum que algo aconteça no meio do caminho, portanto, tenha um dinheiro reservado para lidar com eles sem causar gastos desnecessários. 

Karen Pisacane

3. Cronograma de reforma

Além do dinheiro, monitore o tempo de realização da reforma. Esse prazo geralmente é determinado em conjunto com os profissionais. Coloque data para cada etapa da reforma começar e finalizar. 

Janaina Naves Design e Arquitetura

4. Contrate profissionais qualificados

A escolha dos profissionais vai além do preço: é o resultado da sua obra. Uma reforma mal feita gera apenas retrabalho e, consequentemente, mais gastos. 

Portanto, antes de contratar os serviços, procure saber mais sobre o trabalho do profissional, veja se há referências e comentários de outras pessoas que realizaram uma reforma com eles. 

Outro termômetro para saber mais sobre os conhecimentos do profissional é mostrar referências do que você deseja fazer no projeto para ver quais são os comentários do profissional e o conhecimento dele. 

Nathalia Bilibio Schwinn

5. Compare preços

Não compre os materiais na primeira loja que encontrar e muito menos contrate o primeiro profissional. Compare preços, procure promoções e ofertas imperdíveis para aproveitar os melhores valores do mercado. 

O ideal é pesquisar preços por pelo menos um mês antes de comprar os materiais da reforma, assim você consegue monitorar os valores e fazer as melhores escolhas para seu projeto. 

Casacor MG 17

6. Compre materiais de qualidade 

Já ouviu falar que o barato sai caro? Pois é. Isso acontece se você não comprar materiais de qualidade para realizar sua reforma. 

Um piso sem qualidade, por exemplo, vai dar mais trabalho para limpar no dia a dia e ainda pode ter rachaduras em pouco tempo – o que vai fazer com que você gaste novamente para reformar a casa. Então invista em peças de qualidade para evitar o retrabalho e gastos desnecessários. 

A.M Studio Arquitetura

7. Reforme móveis antigos

Caso tenha algum móvel em bom estado, considere reformá-lo para usar na decoração nova, assim você economiza bastante dinheiro na compra de móveis novos. 

Outra ideia é ir até lojas de antiguidades e bazares de móveis para comprar peças usadas. Você só precisa se certificar de que o móvel não tem cupins e outros tipos de pragas na madeira, e reformar com cores lindas para usar na sua decoração moderna. 

Mis Arquitetura e Interiores

8. Mantenha o espaço limpo e organizado 

Pode parecer algo insignificante, mas acredite, faz toda a diferença manter o espaço da reforma limpo e organizado. Isso porque algumas ferramentas e acessórios podem se perder no meio da bagunça. 

Guarde as notas fiscais, embalagens e contratos em uma pasta específica para a reforma. Caso precise trocar algum material com defeito você consegue fazer sem problemas e até pedir reembolso. 

Guardini Stancati Arquitetura

Anotou todas as dicas: Agora é só iniciar seu processo de reforma para deixar a casa do jeito que você sempre sonhou!

Escrito por: Viva Decora

Comentários