Fazer um curso técnico é ótima oportunidade para entrar ou voltar ao mercado de trabalho. Mais curtos que graduações, e bastante práticos, as disciplinas são cada vez mais procuradas no Brasil – foram 3,4 milhões só em 2014, número registrado em estudo divulgado este ano pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.

Mesmo conhecendo os benefícios da modalidade, 26,8% dos entrevistados do mesmo estudo disseram nunca ter feito um curso técnico. O motivo? A falta de recursos para pagar as aulas. Mas você não precisa ser um destes 26,8% – hoje, existem três grandes tipos de financiamento que podem te ajudar a pagar todos os custos!

Conheça as opções e comece já seu técnico!

PraValer

O PraValer é um tipo de crédito gerenciado por instituições privadas e que permite pagamento parcelado das prestações dos cursos.

Funciona assim: enquanto estuda, o usuário arca com metade do valor das parcelas mensais, e após sua formatura tem o mesmo tempo que durou o ensino para quitar o restante. É o sistema do dobro do tempo, que barateia as prestações mensais.

Muitas escolas técnicas espalhadas pelo Brasil aceitam a alternativa.

Pronatec

O Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) é uma iniciativa gerida pelos governos estaduais, que financia cursos dos Serviços Nacionais de Aprendizagem (Sistema S, como Senai e Senac). A aprendizagem pela opção é gratuita, financiada pelo Estado, e garante aulas também em algumas instituições privadas.

Cursos técnicos do Pronatec são gerenciados pelos estados, e atendem estudantes do ensino médio e pessoas já formadas.

Powered by Rock Convert

Os cursos de qualificação profissional ofertados têm duração mínima de 160 horas (cerca de dois meses), e podem ser iniciados sempre que houver oferta no Senai, Senac ou demais. A seleção é realizada por prova de múltipla escolha elaborada por cada estado.

As vagas são disponibilizadas para alunos que estão cursando o Ensino Médio, preferencialmente em redes públicas; alunos de Educação de Jovens e Adultos (EJA); e para aqueles que já concluíram o Ensino Médio.

Fies

O Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) já virou conhecido dos brasileiros quando o assunto é financiamento da graduação superior. Mas você sabia que cursos técnicos também podem contar com os recursos?

Recentemente estabelecida pelo Ministério da Educação (MEC), a alternativa deverá iniciar suas inscrições no primeiro semestre de 2018. As instituições interessadas em contar com a possibilidade inscrevem seus cursos no site do programa e, logo devem disponibilizar a facilidade de pagamento.

O processo seletivo dos alunos será feito por meio da nota do estudante no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Os interessados deverão se inscrever nos cursos pela página do Pronatec, e assinalarem a opção de financiamento estudantil.

Antes disponível apenas para a graduação superior, Fies vai financiar vagas para curso técnico.

Existem ainda outras formas de financiamento técnico. Os bancos também costumam ter taxas para empréstimos estudantis mais baratas, e condições favoráveis ao pagamento.

Antes de escolher o mais indicado para você, pesquise as opções e os cursos técnicos disponíveis na sua cidade. Assim, os seus gastos serão bem planejados, e seu futuro emprego vai estar ainda mais próximo!

Este texto foi útil? Para ler artigos semelhantes, e ter várias dicas sobre a saúde financeira e boas idéias para garantir suas finanças, acesse nosso blog!

Powered by Rock Convert

Comentários

Shares