Powered by Rock Convert

A economia do país vem de uma forte recessão econômica. Alguns índices, contudo, começam a mostrar um cenário um pouco mais positivo, entretanto, podemos dizer que ainda vivemos tempos difíceis. As melhoras econômicas do atual governo se concentraram principalmente no controle da inflação e na baixa da taxa de juros.

O número de endividados e desempregados ainda continua altíssimo, o que impacta diretamente o comércio e, consequentemente, o empresário e toda a sua cadeia produtiva, uma vez que este tem dificuldade de emplacar vendas e posteriormente receber pelo produto comercializado.

A inadimplência é um problema sério no país. Atualmente 25% das famílias estão inadimplentes, com uma ou mais contas em atraso. Quando olhamos o panorama do endividamento temos praticamente mais da metade da população com dívidas (cerca de 60% das famílias brasileiras estão com pendências financeiras).

Para o empresário estes números são extremamente negativos, além das dificuldades para vender há posteriormente a dificuldade em receber. A queda das vendas é sentida e o crescente número de endividados e inadimplentes prejudica o capital de giro e o equilíbrio das contas de pequenas, médias e grandes empresas.

Alternativas

Uma alternativa para tentar atrair clientes sem dúvida é o parcelamento das vendas. Antigamente feito através do famigerado carnê próprio, hoje as empresas vendem seus produtos parcelados por meio do cartão de crédito.

Uma vantagem em detrimento do antigo carnê da loja é em relação à inadimplência. Embora o fornecedor antes pudesse negativar o comprador, a falta de pagamento era completamente uma responsabilidade sua. Com o cartão de crédito você recebe prontamente da financiadora e esta fica responsável por cobrar o cliente posteriormente.

Apesar das vantagens que o cartão trás tanto ao vendedor quanto ao consumidor final, uma grande desvantagem sentida pelo empresário é o tempo de pagamento intermediado pela instituição financeira.

Quando o cliente opta pelo pagamento em cartão, pode escolher entre o pagamento em débito ou crédito.

Quando em débito o valor é diretamente descontado da conta do comprador e em até dois dias úteis, de acordo com o banco emissor do cartão e a maquininha que realiza o pagamento, transferido para o fornecedor do produto.

No caso do cartão de crédito o prazo para esta transferência é pouco maior, o dinheiro é repassado ao fornecedor em um prazo de até 30 dias a datar do momento da venda.

Desta forma, muitas empresas encontram ainda mais dificuldades em manter o seu saldo positivo uma vez que o produto comercializado demora a tornar-se parte do capital de giro. Necessitando que o empreendedor tenha dinheiro extra para manter sua produção.

Adiantamento de recebíveis

Pensando em controlar suas finanças, evitando que tenha de demandar dinheiro extra para a manutenção de sua empresa, loja ou comércio, muitos empresários, embora trabalhem com o pagamento por cartão de crédito e o parcelamento, optam por fazer o adiantamento do valor.

O adiantamento de recebíveis pode ser utilizado para que o comerciante adiante o pagamento feito por meio de cartão de crédito, talões de cheque, duplicatas, parcelamentos e carnês.

Aqui especificamente falaremos do adiantamento do pagamento feito com cartão de crédito que permite que o fornecedor receba a vista pela compra a prazo/parcelada de seu cliente.

Veja como adiantar seus recebíveis de cartão

Quais as vantagens e como antecipar os seus recebíveis

Quando você adianta o pagamento mantém dinheiro em circulação em seu empreendimento, evitando desta forma recorrer a empréstimos para manter a sua linha produtiva

Powered by Rock Convert

O antecipamento dos pagamentos feito por meio do cartão de crédito é uma forma que o empreendedor tem de conseguir dinheiro para o seu negócio de maneira simples e rápida, mas não isenta de taxas e juros.

A burocracia para que você faça a solicitação não é tão árdua como muitos outros processos bancários, como empréstimos ou abertura e fechamento de conta. Isso acontece porque você não está fazendo nada além de apenas adiantando o recebimento de um dinheiro que já é seu, de um bem, produto ou serviço já vendido.

Você pode solicitar o adiantamento tanto junto ao banco quando a administradora da máquina de cartão de crédito. É preciso, entretanto, atenção sobre quando solicitá-la, isso porque como adiantamos, o recebimento antes da data prevista sofre com a incidência de taxas das instituições financeiras, além da cobrança de IOF, Imposto sobre Operações Financeiras. Por isso, é fundamental que você apenas solicite o adiantamento após uma boa análise dos prós e contra,s bem como dos custos reais destas transações.

A instituição responsável pelo adiantamento paga o empreendedor o valor da dívida com desconto das taxas de operação e o IOF, assumindo a responsabilidade de receber do comprador final o valor.

O adiantamento permite que o empreendedor possa arcar com todas as suas obrigações tributárias e ademais pendências financeiras, como o pagamento de funcionários e a manutenção de sua produção, por exemplo.

Quando solicitar?

A regra de ouro aqui é: solicitar o adiantamento apenas quando precisar de fato do dinheiro. Como os valores recebidos sofrem tributação por parte das instituições financeiras, utilizá-la frequentemente pode resultar em perdas significativas de dinheiro.

Utilize o adiantamento apenas quando for estritamente necessário. Essa opção surgiu justamente para empresas que precisam manter o seu capital de giro mesmo realizando o pagamento a prazo, mas também é utilizada por empresas que apresentam gestão estratégica deficitária, que sofrem com a baixa de suas vendas ou possuem uma administração ruim.

Outro exemplo de quando as empresas acabam solicitando o adiantamento é quando o período dado ao cliente para efetuar o pagamento dos bens adquiridos excede o prazo dos pagamentos realizados por aquele empreendimento.

Veja: você vende um determinado produto dando a opção de pagamento parcelado em até 2x ou 3x. Mas você precisa realizar o pagamento da matéria prima, da mão de obra e dos gastos materiais para a sua produção à vista.

O produto que você vendeu cobre plenamente todos estes custos, mas você vai demorar a recebê-lo, o que fazer? É aí que o adiantamento deve ser utilizado.

Quais as taxas?

As taxas para o recebimento antecipado variam de acordo com cada instituição, bem como pode variar de acordo com o valor a ser repassado.

Uma opção para baratear os custos é: caso venha a precisar de um adiantamento, restringir-se a solicitar apenas o valor necessário, deixando que o restante do valor que você teria a receber seja repassado no momento correto. Isso acaba diminuindo as taxas quanto cobradas sob o valor a ser transferido.

No link abaixo é possível ver os valores para antecipação de faturas de Cartão de Crédito em alguns bancos:

Veja a tabela do BCB

Ou você pode simular os valores de acordo com a sua necessidade aqui:

Clique aqui e compare taxas de juros entre vários bancos

Powered by Rock Convert

Comentários

Shares