|

Adiantamento sobre contratos de câmbio

Esta modalidade de crédito é destinada a exportadores brasileiros. O banco adianta recursos em moeda nacional (real) para a empresa exportadora, antes da mercadoria ser embarcada ou do serviço ser prestado no exterior.

Operações de antecipação parcial ou total de receitas vinculadas a contratos de exportação, com finalidade de financiar a produção das respectivas mercadorias. As operações de adiantamento de cambiais entregues (ACE) também devem ser classificadas nessa modalidade.

As reclassificações contábeis das operações de adiantamentos sobre contratos de câmbio (ACC), após o embarque da mercadoria, não devem gerar impacto nas informações originalmente prestadas ao Banco Central do Brasil quando da liberação do adiantamento.

Essas operações devem ser consideradas como tendo sido pactuadas com taxas pós-fixadas referenciadas em moeda estrangeira.

Financiamento à Importação

São os financiamentos destinados à compra de bens ou serviços no exterior, vinculados a linhas externas.

Devem ser consideradas as operações pactuadas com taxas pós-fixadas referenciadas em moeda estrangeira.

Financiamentos em moeda nacional relacionados com importação devem ser classificados como capital de giro.

Financiamento às Exportações

São os financiamentos para a venda de bens e serviços ao exterior, e que não se enquadrem na modalidade ACC e ACE. Inclui export notes e operações com Cédulas de Crédito à Exportação (CCE) e Notas de Crédito à Exportação (NCE).

Devem ser consideradas as operações pactuadas com taxas pré-fixadas, com taxas pós-fixadas referenciadas em juros flutuantes, em moeda estrangeira e em outros indexadores.

Repasse Externo

Operações de crédito com recursos captados no exterior por instituição financeira, com base na Resolução nº 3.844, de 23 de março de 2010, contratadas por pessoas jurídicas localizadas no país, e que não se enquadrem nas modalidades ACC e ACE, financiamento a importações e financiamento a exportações.

Devem ser consideradas as operações pactuadas com taxas pós-fixadas referenciadas em moeda estrangeira.

Fonte: Banco Central do Brasil

[RICH_REVIEWS_SNIPPET]