Categoria

Conteúdo para empresas

Categoria

Como melhorar a gestão financeira de uma pequena empresa? Se cuidar das finanças pessoais já é uma missão indispensável, imagine a importância do cuidado financeiro dentro de uma empresa. É preciso acompanhar de perto todas as transações como pagamento de funcionários, gestão das receitas e despesas, quitação dos impostos e, ainda, traçar estratégias para manter o fluxo de caixa no verde. Falando de pequena empresa a atenção deve ser redobrada, afinal, até mesmo um pequeno deslize pode colocar fim no sonho do empreendedor. Prova disso, é que, segundo o estudo Causa Mortis do SEBRAE, uma das principais causas de encerramento de empresas no Brasil são erros de gestão financeira. A boa notícia é que com alguns ajustes de organização e o uso de ferramentas corretas, a gestão financeira de uma pequena empresa pode ser otimizada. Não acredita? Então, continue a leitura e conheça 6 dicas incríveis. Crie uma rotina para gestão financeira…

Um negócio só é considerado pequena empresa quando a receita bruta anual for superior a R$360 mil. A Lei Geral das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte contribui com a atividade financeira de pequenos empreendedores, pois fica muito mais fácil abrir e fechar uma empresa. Entenda o que é o Simples Nacional O Simples Nacional é um regime tributário para que empresas se inscrevam e aumentem a alíquota de imposto. Não é obrigatório que as empresas participam, mas ele possui algumas vantagens: Redução de custos trabalhistas Facilitação do processo de contabilidade CNPJ para inscrição da empresa A única desvantagem do Simples Nacional é que mesmo a empresa estando com prejuízos, terá que pagar os impostos. Empréstimos para pequenas empresas Financiamento: Utilizado para pagar um produto ou investir no negócio. O BNDES oferece um programa específico para máquinas e equipamentos. Linhas de crédito: Ideais para investir em negócios de baixo custo. Conta garantida:…

Você certamente já ouviu falar do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Mas vale frisar que ele não é um banco comercial e, sim, uma empresa pública. Criado em 1952, o BNDES é um instrumento governamental para financiamentos de longo prazo e investimentos, que podem ser de vários segmentos da economia. Por conta disso, ele pode apoiar empreendedores de todos os portes, incluindo pessoas físicas, a fim de incentivar a inovação e o desenvolvimento regional e socioambiental, avaliando sempre o impacto que terá para a economia e para o meio ambiente do país. Posso ser cliente? Podem receber incentivo do BNDES: as empresas com sede no Brasil; empresários individuais (PF ou PJ); microempreendedores individuais (PJ); entidades públicas; fundações e associações privadas; cooperativas; pessoas físicas que residem no país, que exerçam atividades econômicas e que estejam devidamente registradas; consórcios e condomínios que exerçam atividade produtiva; sindicatos; e clubes. É necessário ainda…

Quando se fala de gestão comercial, muitos profissionais ainda não sabem como fazer, e por falta de conhecimento, deixam de exercer esta importante função dentro da empresa. Para fazer uma gestão comercial eficiente é necessário que o profissional tenha conhecimentos específicos, uma vez que, esses conhecimentos proporcionarão experiências novas e consiga de forma simples e rápido aumentar a venda e melhorar a rentabilidade do negócio. Neste momento em que o país está buscando se recuperar de uma das piores crises financeiras, donos de empresas sendo elas de pequeno, médio ou grande porte, precisam estar atentos à uma boa gestão empresarial, uma vez que qualquer falta de planejamento pode levar ao fracasso um negócio promissor. O que é gerenciamento comercial? Gerenciamento comercial como o próprio diz é a gerência dos recursos que fazem parte da atividade comercial de uma empresa, como as vendas e o equilíbrio interno da empresa. O Gestor Comercial é…