Categoria

Tendências

Categoria

Segundo dados da Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais, 70% dos automóveis circulam sem cobertura de seguros no Brasil. Isso significa que, caso algum sinistro aconteça, quem arca completamente com o prejuízo é o dono do carro, salvo exceções. Se este é o seu caso, saiba que você pode resolvê-lo facilmente: basta contratar uma cobertura total de seguros de automóveis. Diz-se que uma cobertura de automóvel é total quando ela vai além da proteção básica oferecida pelas seguradoras. Na cobertura básica de um carro, o segurado fica protegido contra incêndio, roubo ou furto, danos causados por colisão e prejuízos produzidos por terceiros. Quem adere a esse tipo de plano, então, fica coberto contra os sinistros mais simples possíveis para um automóvel. Se o carro sofre o roubo apenas do seu equipamento de som, porém, o seguro não irá cobrir o prejuízo, ficando ele a cargo do consumidor. Logo, a cobertura completa…

Quando adquire um Título Direto, o consumidor empresta determinado valor ao Governo, e em troca recebe rendimento em juros. Dentre todas as opções de aplicação disponíveis no mercado, uma das mais rentáveis e vantajosas é a do Tesouro Selic. A taxa Selic se refere ao Sistema Especial de Liquidação e Custódia, os juros básicos da economia no Brasil. O valor é determinado pelo Comitê de Política Monetária do Banco Central, de modo a conter a inflação, além de impulsionar o cenário econômico. É essa a taxa que determina o rendimento obtido pelo consumidor no Tesouro Selic. Emprestar dinheiro ao Governo é uma opção vantajosa e rentável, independentemente dos valores aplicados. Diz-se que esse tipo de Título Público é um dos mais rentáveis porque geralmente a Selic fica acima da taxa de inflação do ano. De uma forma simplificada, a inflação faz o dinheiro perder valor. Com um rendimento maior que o índice,…

O mercado de franquias vem crescendo ano após ano, colocando-se como uma ótima oportunidade de investimentos. Só de abril a junho deste ano, o avanço foi de 8,4%, em comparação ao ano passado, conforme dados da Associação Brasileira de Franchising. No total, são quase 41 bilhões de reais em faturamento. Com todo esse porte, é necessário que se incorpore aos negócios o conceito de responsabilidade social nas franquias, desde o início da operação dessas empresas. Esse movimento é o que se conhece como franquia 2.0. Dentro dessa noção mais ampla, são abrangidas ações como práticas anticorrupção, uso racional de água e energia, programas de coleta seletiva, combate ao desperdício, em todas as suas formas, entre outras. E além de seu próprio papel social, quem adere a esse tipo de medida está também caindo nas graças do consumidor, uma vez que essas são práticas bem-vistas por esse público, conforme informações dos institutos Ethos…

Quantas vezes você já pesquisou sobre um produto na internet e depois não parou de vê-lo aparecer em outros sites? Sempre com ofertas tentadoras, para que você feche logo o negócio. Provavelmente, foram muitas as ocasiões, não é mesmo? Essa estratégia utilizada pelas empresas é chamada de remarketing. O que é remarketing? O remarketing é uma ferramenta que identifica as pesquisas do usuário, e em seguida dá a ele mais anúncios e visualizações sobre o mesmo tema. Os anúncios aparecem, primeiro, em outros sites, mesmo que eles não tenham nenhuma relação com os produtos. Podem aparecer também no formato de e-mails, como anúncios, ofertas ou convite para o retorno ao carrinho de compras da loja. Tudo isso ocorre devido aos chamados cookies. Os cookies são arquivos de texto gerados a cada visita na web. Eles registram informações sobre o que está sendo acessado, informações estas que são coletados e utilizados pelas plataformas…