Author

Pedro Ribeiro

Browsing

O conselho administrativo do Banco do Brasil informou nesta quinta-feira, 24, a venda de sua participação na Neoenergia, atualmente controlada pelo grupo espanhol Iberdrola. A venda será feita por meio de uma IPO (sigla em inglês para oferta pública inicial) ainda neste semestre .  A Neoenergia obteve aumento de 69,5% no lucro líquido no primeiro trimestre do ano, comparado ao mesmo período de 2018. O lucro total foi de R$ 509,7 milhões, conforme balanço divulgado nesta terça-feira, 23. O Banco do Brasil possuía 9,35% do capital da empresa. A participação da estatal era detida por sua controladora, BB Banco de investimentos, mas por novas diretrizes que visam a diminuição de investimentos, o banco optou pela venda das ações. “Já está acertado com os sócios da Neoenergia. O IPO será no primeiro semestre se Deus quiser”, destacou o presidente do banco, Rubensm Novaes, durante a sexta edição do Bradesco BBI BrazilInvestmentForum. Mais conteúdo como este: Banrisul terá bloco…

As ações da financeira operaram em forte queda no Ibovespa durante esta quinta-feira, 18. Motivo da desvalorização: a Rede, do grupo Itaú Unibanco, zerou a taxa de antecipação do cartão de crédito à vista. A medida atraiu a atenção de investidores que apostavam suas fichas na Cielo. “A iniciativa da Rede faz parte do processo de corte de preços pelo qual a indústria vem passando. Continuamos cautelosos com a Cielo e os adquirentes puros em geral, uma vez que os grandes bancos têm espaço significativo para abrir mão de receita nesse segmento a fim de reter e atrair clientes PMEs para sua base”, comentaram os analistas da XP Investimentos.  Os clientes da Rede devem receber em até dois dias os valores pagos via cartão de crédito e essas alterações devem começar no início de maio.  Uma possível saída para os concorrentes é oferecer não só novos produtos, mas serviços que possam fazer frente à novidade. Enquanto…

O banco faz testes em uma nova funcionalidade da sua conta digital, a NuConta. A nova ferramenta permite que clientes guardem dinheiro de maneira separada da conta corrente. A intenção é que o usuário possa separar os gastos diários das contas fixas, ou reservas de emergência. O dinheiro reservado no aplicativo terá o mesmo rendimento dos valores deixados na conta corrente, 100% do CDI (Certificado de Depósito Interbancário) – são títulos emitidos pelos bancos como forma de captação ou aplicação de recursos excedentes. O rendimento é maior que o de poupanças. Como resgatar? No site oficial, o Nubank informa que o dinheiro fica livre, caso o cliente queira recorrer a ele, mas é preciso mover a quantia desejada para a conta corrente. Não existe nenhum custo ou imposto para essa movimentação. O cliente pode separar uma quantia inicial e adicionar a ela mais valores, quantas vezes quiser. Na hora de resgatar o…

Nesta semana, diversos clientes relataram o cancelamento de seus cartões de créditos e/ou de suas Nucontas – conta digital do Nubank. Segundo usuários, a informação chegou por e-mail e sem aviso prévio. A ação foi feita mesmo que eles não tenham sido incluídos no Serviço de Proteção ao Crédito (SPC).   Na comunidade oficial, um dos atendentes do banco informou que sempre estão avaliando o perfil de uso dos clientes e que os cancelamentos continuam acontecendo, segundo critérios internos de segurança do Nubank.  Abaixo segue a informação passada pelo atendente.  “Sempre estamos avaliando o perfil de uso dos nossos clientes, e o processo de cancelamento de contas continua acontecendo como sempre, segundo critérios internos de segurança. Por uma questão de segurança, caso algum cliente tenha dúvidas quanto à conta, deve entrar em contato com o nosso atendimento, uma vez que cada caso é analisado de forma individual. Fiquem tranquilos. Não estamos fazendo nenhuma ação de cancelamento…

Nesta segunda-feira, 8, a empresa anunciou a criação da primeira rede de conexão aberta criada por um banco. A plataforma se chama NuCommunity e, assim como a maioria dos serviços oferecidos pelo Nubank, será gratuita. A iniciativa surgiu a partir de pedidos dos próprios clientes. Eles estão acostumados a receber atendimento direto pelo aplicativo do cartão, além do e-mail outras plataformas. Vale lembrar que a empresa já contava com o “Fala, Nubank”, um blog interno com o objetivo de divulgar ações e novidades do banco. Agora, a nova rede social promete ser mais interativa e livre para qualquer pessoa.   A comunidade vai funcionar em quatro estágios aos quais os usuários poderão evoluir de acordo com a sua interação na plataforma. Os níveis são: NuTalker, NuLover, NuMentor e NuLeader. Quem atingir este último, receberá, em primeira mão, possíveis novidades do Nubank.   “Quem entra e já interage com o conteúdo vai para o estágio NuTalker. Conforme responde dúvidas, comenta ou posta, a pessoa pode chegar a NuLeader.”…