Powered by Rock Convert

Quando compramos um imóvel não pagamos apenas pelo seu preço, valor financiado, entradas, etc. Além disso, existem outros gastos relacionados a questões legais e que são indispensáveis, por isso eles precisam ser calculados ainda quando se está planejando a compra, dessa forma, o novo proprietário não será prego de surpresa pelas taxas.

Pensando nisso, os corretores muitas vezes sugerem que a pessoa que vai comprar um casa separe algo entre 5% a 8% do valor do imóvel para gastos extras, esses gastos dizem respeito às taxas de registro em cartório, imposto de transferência, pagamento pela vistoria e os custos de mudança.

Conheça as taxas relacionadas à compra de imóveis e outros custos relacionados ao processo.

Se você está planejando comprar um imóvel e deseja saber mais sobre tais gastos, continue lendo, este texto é para você.

A primeira coisa que você precisa saber é que não existe uma regra geral com relação aos custos extras envolvendo a compra de um imóvel, os valores a serem pagos mudam de acordo com o tipo de imóvel, banco, valor e forma de pagamento, mas existem alguns impostos fixos, vamos conhecê-los:

Imposto de Transmissão de Bens Imóveis (ITBI)

O Imposto de Transmissão de Bens e Imóveis (ITBI) é uma taxa que é cobrada pela prefeitura quando alguém realiza a compra de um imóvel, o valor do imposto equivale a algo perto de 2% do valor do imóvel, mas a taxa pode ser menor quando os imóveis custam menos.

Na compra à vista, o ITBI equivale a 3% sobre o valor de negócio. Já para imóveis financiados que custam até R$ 750.000,00, o ITBI é cobrado de forma diferente, saindo mais barato. Nesse casos, é aplicada uma alíquota de 0,5% (meio por cento) sobre o valor financiado, até o limite máximo de R$ 73.256,87

Os que desejam entender como funciona o cálculo do imposto é preciso considerar que existe o valor venal, que é preço de mercado, e o valor de transação, que representa o quanto de fato foi pago pelo imóvel. Dessa forma, se uma casa custa 200 mil reais no mercado, mas foi vendida por 190 mil, o valor, geralmente, será calculado com base no valor de venda.

O pagamento do Imposto de Transmissão de Bens e Imóveis deve ser feito antes da lavratura da escritura, pois, o tabelião deverá conferir se o pagamento foi feito antes de iniciar o procedimento para gerar a escritura.

Powered by Rock Convert

Registro do imóvel

Outra taxa relacionada à compra de um imóvel é o valor de registo. O registro é um documento emitido pelo cartório e que comprova quem é o dono do imóvel. O valor do registro depende da composição de várias outras taxas que são baseadas nos impostos estaduais, considerando, claro, o valor do imóvel. No estado de São Paulo, um imóvel que foi comprado por R$ 150 mil, custa cerca de R$ 2.8000.

Escritura pública

A escritura pública é um documento necessária apenas para os que realizam compra à vista, pois, em casos de financiamento, o contrato que o cliente estabelece com o banco já funciona como uma escritura. O valor da escritura também vai depender do estado no qual está localizado o imóvel.

Consiga um desconto!

Em muitos estados, se a pessoa estiver comprando um imóvel pela primeira vez no Sistema Financeiro de Habitação (SFH) é possível conseguir um desconto de até 50% no valor do registro e da escritura. Embora seja lei, o novo proprietário deve fazer a solicitação do desconto, para isso é necessário levar ao cartório uma declaração que comprove que o imóvel em questão é a sua primeira aquisição.

Vistoria do Imóvel

Quem está comprado um imóvel financiado deve ainda pagar pela vistoria do imóvel, que é uma exigência da maioria dos bancos. O valor da vistoria varia conforme cada instituição financeira, na Caixa Econômica Federal, por exemplo, o serviço sai por R$ 2,2 mil.

Gastos com Mudança

Os gastos relacionados à compra de um imóvel não dizem respeito apenas a gastos com impostos, como já citamos. Quem vai comprar uma casa deve ainda considerar outras questões que custam dinheiro, como o transporte dos seus bens para a casa nova, reparos, etc. E é disso que falaremos agora.

Para garantir que seus pertences cheguem até a sua nova casa intactos, a melhor opção é contratar um serviço de mudança. O valor do frete vai depender da distância entre sua antiga casa e o novo imóvel, do volume de produtos transportados, etc. É comum que uma mudança custe entre 300 e até 1000 reais, isso sem contar o valor pago aos ajudantes que carregam o caminhão de mudança.

Além deste custo, muitas vezes, é preciso pegar pela desmontagem e montagem de móveis.

Condomínio, IPTU e outras taxas

Quem vai comprar um imóvel precisa ainda considerar os custos de manutenção do imóvel, taxas fixas como o condomínio mensal e IPTU, cobrado anualmente. Lembre-se que quanto maior e melhor localizado for o seu imóvel, mais caro serão os impostos. Além disso, apartamentos que ficam em condomínios mais antigos e com menor número de unidades tendem a ter custo de condomínio mais alto, em razão das constantes obras e manutenção.

…Sendo assim, o ideal é que você converse com outros proprietários que moram no mesmo prédio para entender melhor os custos de condomínio, as demandas do prédio em termos de reforma, o valor do IPTU, etc.

Reformas e reparos no imóvel

Mesmo quem compra um casa nova pode acabar precisando fazer alguma alteração, reforma ou reparo. Esses custos devem ser ponderados, principalmente quando se está comprando um imóvel usado, que está mais suscetível a imprevistos. Avalie bem o quanto será necessário investir numa reforma para determinar se a compra será uma boa ideia.

Se optar pela reforma, procure contratar profissionais que possuem experiência comprovada e referenciados por conhecidos, faça cotações, pelo menos três, tanto da mão de obra quanto do material.

Powered by Rock Convert

Escrever comentário