Powered by Rock Convert

A cada dia que passa o trânsito ganha mais carros e inevitavelmente acidentes acontecem, por isso andar com o automóvel protegido contra possíveis imprevistos é mais necessário do que nunca. E na hora de fazer o seguro é fundamental que você saiba as diferenças entre a franquia reduzida e normal.

Abaixo explicaremos como cada uma funciona.

Franquia normal ou reduzida? Veja qual melhor se encaixa ao seu perfil.

Franquia normal

Neste tipo, você paga menos no valor total do seguro, mas em caso de sinistro terá que arcar mais com a franquia. É a modalidade mais utilizada pelos (as) motoristas.

Franquia reduzida

Você paga mais pelo valor total do seguro, mas, como o próprio nome diz, tem uma franquia reduzida em caso de sinistro. Esse tipo de franquia é ideal para motoristas que correm mais riscos de colisões, capotamentos e demais sinistros.

O que significa sinistro e franquia?

Sinistro é todo tipo de ocorrência imprevista que pode ocorrer com o seu carro. Exemplos: roubo, acidente, furto, incêndio.

Já franquia é o valor que você deve pagar em caso de sinistro que não seja necessária a indenização integral do prejuízo. Exemplo: você sofreu um colisão e o sinistro deu R$ 4 mil reais, mas sua franquia é de R$ 2 mil reais. Então, você vai arcar com metade do valor a ser pago pelo conserto e a outra metade ficará por conta da seguradora.

Powered by Rock Convert

É bom você saber também que a seguradora só tem responsabilidade de pagar por consertos que tenham valor igual ou superior ao da franquia estipulada na apólice (contrato), afinal você mesmo não vai querer pagar uma franquia de R$ 2 mil reais para consertar um amasso no parachoque que vai custar R$ 100 reais. Nesse caso, você arca com o conserto sozinho.

Casos que não se paga franquia

Além do exemplo apresentado no parágrafo acima, há vários casos que você não precisa pagar a franquia. Confere abaixo os principais.

  • Perda total do carro;
  • Roubo ou furto do veículo sem a sua localização;
  • Danos causados por terceiros;
  • Relâmpagos;
  • Incêndios;
  • Assistência 24 horas.

Atenção: na hora de fechar o contrato (apólice), observe direito o que o seguro cobre e o que a franquia paga ou não. Faça isso para evitar dores de cabeça no futuro.

Fique sabendo

As seguradoras consideram perda total, quando o montante gasto nos reparos do veículo corresponde a 75% do seu valor ou mais.

Agora vamos supor que devido um erro mecânico ou buraco na pista, você sofra um capotamento dando perca total no carro. Nesse caso, a franquia não será cobrada.

Franquia reduzida e normal. Qual escolher?

Essa é uma escolha que para você fazer deve levar em consideração vários fatores, como renda da família, habilidade do (a) motorista, local onde mora (se é tranquilo ou perigoso), trânsito da cidade, usa o carro para viajar com frequência, tem filhos que tiraram carteira recentemente, veículo dorme na garagem, dentre outros.

Feita essa análise é só decidir o que compensa: pagar um pouco mais por uma franquia menor (reduzida) ou pagar um pouco menos por uma franquia maior (normal). Abaixo, colocamos um exemplo só para ilustrar a diferença entre esses tipos de franquias em números.

Seguradora X Seguradora X
Franquia Prêmio (prestação do seguro)
Franquia Normal R$ 3 mil reais R$ 1.900 reais
Franquia Reduzida R$ 1.500 reais

R$ 2.100 reais

Conforme apresentado na tabela ilustrativa acima, o valor cobrado pelo prêmio (prestação) do seguro na franquia reduzida é um pouco maior, no entanto, o valor da franquia, em caso de sinistro, pode cair pela metade. Vale salientar que esses dados são fictícios e foram criados apenas para mostrar melhor a diferença entre os tipos de franquias. O ideal é que você sempre procure uma seguradora para fazer uma cotação personalizada de acordo com o seu perfil.

Tem alguma dúvida ou sugestão? Envie para a gente e seja sempre bem-vindo(a)!

Powered by Rock Convert

Comentários

Shares