Pensando em financiar uma moto, mas não sabe quais passos seguir? Conhecer as etapas necessárias é de total importância para se planejar e não ficar endividado.

Quando feito com cautela, o financiamento de moto pode ser uma excelente opção para adquirir esse bem.

Caso você queira comprar uma moto, mas não possua dinheiro o suficiente para adquiri-la à vista, uma excelente alternativa é o financiamento. Porém, para fazê-lo, é necessário possuir um bom controle financeiro, para evitar cair em dívidas e acabar perdendo o veículo.

Por isso, trate o financiamento como um investimento do seu dinheiro, cujo trará como retorno a própria moto. Mas, pode trazer prejuízos, quando mal realizado. Confira as dicas do Juros Baixos para você realizar um excelente financiamento.

O que é o financiamento?

Financiar uma moto significa pegar o dinheiro emprestado com o banco ou empresa para comprar esse bem, e pagar esse valor em parcelas (com os juros). Além, para que isso seja feito, o banco precisa se certificar que você irá realizar os devidos pagamentos.

Por isso, a moto saíra em seu nome no momento da compra, mas estará alienada ao banco. Caso você deixe de pagar, a instituição bancária pode pegar o seu veículo de volta, e você perderá todos os valores já pagos.

Mas, como esse processo demanda movimentações judiciárias e muitos gastos, não é de interesse do banco fazer isso. Assim, se você estiver com dificuldades para realizar os pagamentos das parcelas, o ideal é entrar em contato com a instituição para renegociar a dívida.

Todos os bancos fazem financiamento de moto?

Nem todas as instituições bancárias fazem esse tipo de negociação, mas não são apenas os bancos que podem realizar financiamento. Muitas montadoras de veículos também o fazem.

O ideal é que você verifique quais bancos e montadoras possuem o tipo de financiamento que mais se encaixa em seu perfil, além de quais têm as menores taxas de juros. Ao fazer essa análise, já estará no caminho para encontrar o melhor financiamento para você.

Como simular o financiamento de moto?

Realizar e comparar simulações são excelentes alternativas para ver as diferenças entre os bancos e empresas que fornecem o financiamento. Saiba que cada um possui taxas de juros diferentes e, por esse motivo, as simulações podem sair com preços bastante diferentes.

As simulações podem ser feitas comparecendo nos bancos e empresas que fornecem o financiamento de motos e solicitando as mesmas. Assim, você poderá saber as taxas de juros e o valor total que o seu financiamento terá.

Vejamos um exemplo prático:

Suponhamos que você financie o valor de R$6 mil para comprar uma moto através da Caixa. Assim, como o banco oferece taxa de juros de 1,24% e prazo de pagamento de cinco anos, o valor de cada parcela será de R$142,36, e o gasto final com o financiamento será de R$8.541,60.

Powered by Rock Convert

Ou seja, você estará pagando R$2.541,60 de juros. Ao final, você terá pagado 42,36% a mais que o valor original da moto.

Porém, caso financie a mesma moto através da Yamaha, que possui taxa de juros de 2,25% (bem mais alta que a da Caixa), e consiga prazo de pagamento de cinco anos no banco, o valor de cada parcela será de R$183,21, sendo o valor total de R$10.992,60.

Assim, você estará pagando R$4.992,60 de juros e, ao final, terá pagado 83,21% a mais que o valor original da moto (quase o dobro do valor).

Analisando a situação, percebe-se que 1,01% a mais de taxa de juros causou um aumento de R$2.451,00 no valor total, quando comparados os valores do financiamento na Yamaha e na Caixa.

Por isso, é recomendável que se verifique as taxas de juros em todos os bancos que melhor se encaixam no seu perfil, para não ser pego de surpresa com valores de juros muito altos.

Quais documentos levar para conseguir financiar a moto?

Quando for realizar as simulações, pergunte à pessoa que está te atendendo quais documentos são necessários para fechar o contrato, para ter certeza do que o banco ou empresa solicita. Essa documentação pode variar de local para local, ou seja, alguns fornecedores de financiamento podem exigir mais documentos que outros.

Em resumo, os que são mais solicitados: Identidade, CPF (Cadastro de Pessoa Física), Comprovante de Residência e Comprovantes de Renda (contracheques, extratos bancários, declaração de Imposto de Renda, entre outros).

Obs.: Os Comprovantes de Renda são essenciais para que você passe na análise de crédito.

O meu nome pode estar negativado quando solicitar o financiamento?

Verifique como está a situação do seu CPF, já que se estiver com o nome negativado, dificilmente conseguirá a liberação de crédito do financiamento.

Através da análise de crédito, sua situação junto à Receita Federal é averiguada e, caso seja detectado alguma irregularidade, o entendimento é de que você está com orçamento muito apertado para entrar em novas dívidas.

Por isso, é recomendável que você regularize sua situação antes de querer comprar uma moto e solicitar o financiamento.

No que a entrada pode me ajudar?

Poucos são os bancos que financiam o valor total da moto. Além, é interessante que seja dado um valor de entrada, já que quanto maior esse valor, melhor será para negociar redução na taxa de juros e nas parcelas.

Portanto, verifique antecipadamente quanto está sendo solicitado de valor de entrada para realizar o financiamento e comece a juntar dinheiro desde já. Quanto mais conseguir juntar, melhor será para realizar as negociações.

Conseguiu entender todas as dicas para realizar um bom financiamento de moto? Então tire outras dúvidas e acompanhe mais matérias aqui no Juros Baixos.

Powered by Rock Convert

Comentários

Shares