Powered by Rock Convert

Para se locomover de maneira mais prática e econômica, muitas pessoas optam por uma motocicleta. No entanto, todos sabem dos eventuais gastos com manutenção que uma moto pode exigir, além de imprevistos e até mesmo acidentes que podem ocorrer.

Tendo isso em mente, os proprietários de motos podem considerar (ou não) contratar um seguro para se proteger de futuras perdas. Será que o investimento compensa? Em quais aspectos é preciso prestar atenção para fazer uma boa escolha? Leia este artigo e tire suas dúvidas.

Seguro para motos: o que é?

Ao contratar um seguro para sua motocicleta, você passará a pagar um certo valor anual para garantir a cobertura de gastos resultantes de uma série de danos ou incidentes que seu veículo pode sofrer.

Como há diferentes tipos de cobertura oferecendo ampla proteção aos motociclistas e suas motos, estar bem informado e tomar uma decisão o quanto antes pode significar uma grande economia de tempo e dinheiro. No tópico seguinte, conheça melhor as possibilidades oferecidas pelas seguradoras.

Seguro para motos: Coberturas

Seguro para moto compreensivo
  • Opção mais completa, oferece cobertura ampla;
  • Uma mesma apólice cobre uma variedade de sinistros (incidentes);
  • Caso o veículo sofra danos inferiores a 75%, a seguradora garante apenas a cobertura de uma parte do valor dos reparos necessários.
Seguro para moto não-compreensivo
  • Coberturas não são abrangentes;
  • É preciso escolher que tipo de dano deverá ser coberto pela seguradora – colisão ou roubo e furto, por exemplo;
  • Preços são mais acessíveis devido à abrangência menor;
  • Caso o veículo não seja encontrado ou sofra danos superiores a 75%, a seguradora garante a indenização, cujo valor é firmado com base na tabela FIPE.

É importante conhecer bem as coberturas e valores oferecidos por diferentes seguradoras para fazer uma escolha adequada ao seu contexto e suas possibilidades.

Contratar um seguro para motos pode envolver vários aspectos, mas o motorista decide se os custos e as condições valem a pena ou não.

O que são sinistros?

Essa palavra muito usada quando se fala de seguros está relacionada a incidentes que podem causar danos ou perdas ao veículo, ao proprietário ou a terceiros. É preciso saber quais tipos de sinistro são cobertos pela seguradora escolhida para agir correta e prontamente em caso de problemas.

Seguro para motos: aspectos importantes

Neste tópico, vamos listar uma série de pontos a serem observados na apólice apresentada pela seguradora. Visto que esse documento é cheio de informações relevantes, é preciso ler e entender para se certificar de estar fazendo um bom negócio

  • Cobertura oferecida
  • Procure esclarecer todos os detalhes relativos à cobertura que a seguradora oferece – saiba o que está ou não incluído;
  • Restrições
  • Se informe a respeito dos casos ou condições em que o seguro não cobre
  • Benefícios
  • As seguradoras podem oferecer diferentes opções de benefícios e serviços adicionais para seus clientes, como descontos, assistência 24 horas e serviços residenciais – cada pessoa pode analisar o que se aplica melhor em seu caso;

Tipo e valor da franquia

  • O valor corresponde à parcela que cabe ao proprietário em caso de sinistro;
  • Geralmente são oferecidos quatro tipos: isenta, reduzida, básica e ampliada;
  • Quanto menor o valor da franquia, maior o preço do seguro (e vice-versa).

Destacamos a importância de conhecer a confiabilidade da empresa para poder fechar um negócio com segurança. Procure saber se ela é devidamente fiscalizada e reconhecida pelos órgãos responsáveis. Isso garante a indenização em caso de sinistro e indica que a seguradora trará soluções eficazes ao invés de mais problemas.

Além disso, quando o motorista entende as próprias necessidades, se torna mais fácil deliberar entre as opções. Não se deixe impressionar pelo que as seguradoras oferecem – invista na opção adequada para você, sua moto e seu contexto.

Por fim, tire todas as suas dúvidas a respeito da apólice, da empresa, dos sinistros e das indenizações antes de fechar negócio. Isso eliminará possíveis mal-entendidos por causa de aspectos ambíguos ou não muito claros presentes no acordo feito com a seguradora.

Seguro para motos: custos

Chegou a hora de abordar os valores envolvidos na contratação de um seguro para motos. Veja abaixo alguns fatores que são levados em conta e já podem mostrar se fazer um seguro será bom ou não para você:

  • Valor, modelo e ano da moto;
  • Análise de perfil do motorista;
  • Fatores como idade, gênero, histórico de multas e acidentes de trânsito, etc.
  • Áreas de circulação do veículo;
  • Por meio de dados como o endereço e as áreas pelas quais o motorista mais transita, verifica-se o Índice de Veículos Roubados para calcular o risco de sinistros

Tendo conhecimento a respeito dos fatores mencionados, você pode pedir orçamentos de diferentes seguradoras e avaliar qual representa a melhor opção para seu contexto. Quando tiver as informações em mãos, a recomendação é usar como base o valor do veículo a ser protegido e pesar prós e contras para decidir se vale a pena ou não contratar um seguro.

O seguro é, principalmente, um meio de proteger seu veículo. Como vimos neste artigo, há diversos aspectos envolvidos na contratação de um seguro que você deve considerar antes de tomar uma decisão: custos, benefícios, riscos – tudo deve ser analisado de acordo com a realidade do motorista para garantir uma proteção adequada e correta que não irá resultar em problemas no futuro.

Acho o artigo útil? Tem alguma dica sobre contratar seguro para motos? Fale para nós na seção de comentários!

Powered by Rock Convert

Escrever comentário

Shares