Toda vez que o final de ano chega, é bom refletir: onde podemos cortar gastos e onde podemos investir mais para ter nosso bolso em dia no Ano-Novo que se aproxima?

Seria legal incluir na nossa listinha de desejos – aquela que fazemos pela nossa saúde mental e física – o que faz bem à nossa saúde financeira; afinal, essa também é uma conquista construída com pequenas atitudes que beneficiam o nosso orçamento.

Para dar início a esse plano, nada é mais importante do que iniciar organizando suas contas. O sonho é comprar um carro, construir uma casa nova, mudar-se para a praia, fazer um curso no exterior ou começar um negócio?

É comum que nossos desejos e vontades venham aos pares. Porém,  haja dinheiro para realizar todos os nossos sonhos. A notícia boa é que, com uma boa dose de planejamento, é possível ficar longe das dívidas e chegar lá, conquistando a nossa tão sonhada meta de vida para 2022. Confira: 

Tenha clareza de ganhos e gastos

Anote tudo o que entra de renda ou receita ao longo do mês, incluindo os seus gastos fixos e uma média dos gastos esporádicos. Com isso, é possível ter  uma visão melhor da rota do seu dinheiro. Na internet, você encontra uma série de planilhas financeiras grátis que ajudam nessa tarefa, porém, é possível fazer esse acompanhamento com um simples papel e caneta. 

Quite suas dívidas

Renegocie com seus credores. Peça descontos, mais prazo, juros menores e, se possível, quite o que puder agora, antes da virada do ano. Outra opção é trocar sua dívida por outra menor – pode ser que um empréstimo pessoal para quitar tudo valha mais a pena do que ficar arrastando uma dívida de cartão de crédito, por exemplo, até o início de 2022. Para facilitar, existem as opções de negociação 100% online, como por exemplo, o Feirão Limpa Nome.

Evite dívidas

A taxa Selic, a taxa básica da economia que serve de referência para outras taxas de juros (financiamentos), vem subindo e deve atingir os dois dígitos em 2022. Isso significa que está mais caro pegar dinheiro emprestado e financiar um veículo novo ou um apartamento, por exemplo. Portanto, sempre que possível, feche seus pagamentos deste fim de ano à vista ou planeje a compra para um outro momento, em que consiga dar uma entrada melhor, contornando e evitando o acúmulo de dívidas.

Faça uma reserva

Aproveite o seu 13º salário para isso ou tente guardar pelo menos 15% dos seus ganhos mensais. Não entre na onda das compras de Natal em excesso, saiba administrar o seu dinheiro e evite comprar mais do que é necessário ou possível de ser pago. Assim, pode-se começar o ano de 2022 com uma reserva para algum imprevisto ou emergência.

Avalie seus hábitos

Repensar alguns comportamentos ajuda a entender onde podemos enxugar os gastos. Frequentar restaurantes em todos os fins de semana, pedir carro por aplicativo, lavar o cabelo sempre no cabeleireiro, acompanhar as promoções de aplicativos de lojas e e-commerces ou ainda cair toda hora no cheque especial podem representar um valor expressivo ao final do mês. Será que dá para fazer diferente e mudar algum costume em prol da saúde do seu bolso? Busque ir se adaptando a uma nova rotina aos poucos e ir cortando pequenas despesas supérfluas ao longo dos meses. Com o tempo, sua situação financeira poderá apresentar melhoras significativas. 

Use bem o cartão de crédito

Ele pode ser um parceiro financeiro importante, mas, dependendo da forma que você o utiliza, pode ser também um vilão feroz. Os juros médios do cartão de crédito são os piores do mercado; por isso, manter o pagamento da fatura em dia e evitar cair no rotativo, ou seja, pagar o valor mínimo em fatura, é a melhor alternativa para quem não quer se enrolar em uma bola de neve financeira.

Em 2021, as compras em e-commerces aumentaram muito, dando um salto de 40% em relação ao ano anterior (2020), segundo dados levantados por pesquisa do PayPal e da BigDataCorp. Então vale a pena se atentar aos gastos também no ambiente digital, em que um dos principais meios de pagamento é o cartão de crédito. 

Coloque na conta os gastos extras nesse período

Tem amigo-secreto, festa em família, presentes, IPVA, IPTU, escola de filhos e férias. A lista de extras pode ser grande, e, para não perder o fôlego financeiro com isso, a recomendação é prestar muita atenção nesses gastos típicos do período, para garantir a entrada no Ano-Novo com tudo azul.

Por fim, vale consultar CPF na Serasa para conferir se não há nenhuma pendência no seu nome e se existe alguma condição diferenciada para você, caso tenha dívidas a vencer. Esse tipo de consulta é um hábito essencial para manter a saúde financeira em dia, uma vez que te dá a oportunidade de reorganizar suas dívidas, bem como de planejar como irá pagá-las da melhor forma, sem que restem pendências que possam prejudicar seu saldo no fim das contas mensais. 

Especialmente nesse fim de ano, uma atenção direcionada e acentuada a nossa saúde financeira é uma boa recomendação para qualquer tipo de situação, já que, como antes mencionado, os gastos são inúmeros e podem surgir de surpresa, ao passo que se mostram inevitáveis em meio a tantas festividades como as de Natal e Ano Novo. 

Por isso, o passo principal deve ser o de planejamento, para que nada passe despercebido. Dessa forma, é importante que tal organização seja feita pensando nas possibilidades futuras e possíveis situações adversas que possam necessitar de um foco financeiro maior e inesperado.. Fazendo isso, é muito mais fácil deixar um mês com mais leveza sabendo que as possibilidades de mal estar financeiro nos que estão por vir serão consideravelmente menores.

O fundamental é ter um plano de ação claro, compartilhado com toda a família, negociando prioridades e entendendo que cuidar do dinheiro exige a atenção de cada um com as metas, além de foco aonde se quer chegar. Que 2022 seja de muita saúde física, mental e financeira para todos nós!

Comentários