Powered by Rock Convert

Documento responsável por registrar toda a trajetória do profissional brasileiro em regime CLT, a Carteira de Trabalho assegura ao trabalhador todos os seus direitos, como salário, seguro desemprego, PIS e férias.

Quem pode tirar a carteira de trabalho?

  • Pessoas com idade acima de 14 anos
  • Brasileiros natos e naturalizados
  • Estrangeiros

Onde tirar a carteira de trabalho?

Várias entidades e órgãos públicos disponibilizam o serviço de retirada do documento, entre eles:

  • Sedes da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego
  • Sede da Gerência Regional do Trabalho
  • Postos de atendimento ao trabalhador (PAT) dos municípios.

Para moradores de São Paulo e Rio de Janeiro, o Poupatempo também presta este serviço. Em Goiás, o Vapt Vupt fornece o atendimento e em Minas Gerais o órgão responsável é a Unidade de Atendimento Integrado.

Vale ressaltar que a retirada e o agendamento do documento é gratuito.

Como agendar a carteira de trabalho?

Pensando na facilidade e comodidade dos cidadãos, o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) desenvolveu uma plataforma online que possibilita o agendamento da carteira de trabalho.

Confira o passo a passo de como agendar:

Acesse o sistema do MTE.

Preencha os espaços com as informações solicitadas. Sendo o tipo de atendimento a “Emissão de Carteira de Trabalho Brasileiro”.

Basta escolher a unidade mais próxima de você e logo depois o dia e o horário desejados.

Finalize informando CPF, data de nascimento, telefone e código de segurança. E pronto!

Para municípios que ainda não possuem o agendamento online, é possível ligar na Central Alô Trabalho, no número 158.

Documentos necessários

Para brasileiros natos ou naturalizados, 1ª via da CTPS:

  • Comprovante de residência com CEP
  • Cadastro de Pessoa Física (CPF)
  • Comprovação do estado civil
  • Carteira de Identidade, CNH ou outro documento que contenha nome, data de nascimento, filiação
  • Foto 3×4 com fundo branco e recente
  • Número do PIS

Para brasileiros natos ou naturalizados, 2ª via da CTPS:

  • Documento que comprove o número da via anterior
  • Boletim de ocorrência (em caso de roubo, perda ou furto)
  • Cadastro de Pessoa Física (CPF)
  • Comprovante de residência com CEP
  • Carteira de Identidade, CNH ou outro documento que contenha nome, data de nascimento, filiação

Para estrangeiros, 1ª via da CTPS:

  • Vistos de Permanente, Acordo MERCOSUL e Residente Refúgio (Cédula de Identidade de Estrangeiro, CPF, Comprovante de Residência, Protocolo da Polícia Federal, Documento com foto, Passaporte ou outro documento)

Para estrangeiros, 2ª via da CTPS:

  • Documento que comprove o número da via anterior, Boletim de ocorrência (no caso de roubo, perda ou furto), CTPS danificada)

Perdeu sua carteira de trabalho e não sabe o que fazer? É simples!

É recomendável que você faça um boletim de ocorrência e recupere os registros. No site do CAGED e da RAIS é disponibilizado o histórico dos registros da CTPS.

Também na plataforma do MTE é possível agendar o atendimento para recuperação do CAGED ou RAIS, basta selecionar a opção “Informações RAIS/CAGED para o trabalhador”.

Via de continuação

A via de continuação deve ser solicitada quando não houver mais espaços em branco disponíveis na carteira de trabalho.

Requerimentos: contribuição sindical, anotações de férias, alteração no salário, contrato de trabalho e fundo de garantia por tempo de serviço.

O documento não pode estar deteriorado e pode ser requerido nos mesmos postos que emitem as primeiras e segundas vias.

Carteira de Trabalho Digital

Disponível em aplicativo Android e iOS, a CTPS digital veio como uma forma mais prática do documento (mas não substitui a original, em papel).

Nela, o profissional pode encontrar todas as suas informações na tela do celular, como as experiências atuais e passadas, além de poder solicitar a primeira e a segunda via da carteira de trabalho física.

Powered by Rock Convert

Escrever comentário

Shares