Considerar empréstimos financeiros é sempre uma preocupação para empresários que buscam respiro nas contas dos seus negócios, já que a busca por crédito geralmente é vista como sinônimo de dívida. 

Se feito de maneira planejada e consciente, porém, o crédito empresarial pode ser instrumento estratégico para estratégias de crescimento, como ampliação de comércios, compra de sede própria, aquisição de matéria-prima e equipamentos, contratação de pessoal. 

São inúmeras as possibilidades para fazer do aporte financeiro um caminho de crescimento e de alcance de objetivos da empresa, inclusive como saída para situações mais difíceis. 

O que observar na hora de avaliar empréstimo para empresas

Para que o crédito se transforme em benefício e não cause dor de cabeça para o empreendedor, se informar é fundamental. Três questões podem ajudar a entender o momento certo de optar por um empréstimo que realmente garanta saúde financeira à empresa. 

Análise detalhada das necessidades do negócio

Muitas vezes, o aporte de recursos externos parece óbvio diante das dificuldades do dia a dia da empresa. Mas uma avaliação criteriosa dos processos de trabalho e do fluxo de capital irá mostrar se realmente é necessário buscar esta alternativa.

Por exemplo, entender exatamente no que o dinheiro será aplicado e se o retorno previsto será realmente o esperado. Verificar se outras iniciativas como pequenos remanejamentos de horário de funcionamento e de atuação da equipe podem atender melhor e atrair mais clientes, aumentando a receita. 

Vale também considerar se o ajuste temporário de gastos flexíveis pode gerar caixa suficiente para uma reorganização das contas e  ainda se é viável negociar prazos e otimizar entregas de fornecedores para economizar. 

O fato é que é preciso fugir das respostas fáceis, mapeando e mergulhando nos problemas para entender quais soluções são mais adequadas a cada um. 

Pesquisa de mercado

Após analisar criteriosamente e confirmar que a empresa precisa de um empréstimo, é necessário pesquisar sobre linhas de crédito disponíveis no mercado para pessoas jurídicas.

Bancos, financeiras, fundos de investimentos e fintechs prestam este tipo de serviço, e é preciso estar atento a todos os detalhes para fazer a melhor escolha.

É essencial entender os diferenciais de cada linha, considerando o volume do aporte, melhores prazos e taxas de juros para pagamento e garantias disponíveis. O mercado oferece opções para  empréstimo com garantia de imóvel, por exemplo, que costumam apresentar taxas mais atrativas. Vale ainda verificar se há facilitadores para o caso de liquidação da dívida em menor tempo e incentivos específicos para o ramo.  

Neste processo é preciso também considerar como está o momento da economia. A variação atual da taxa Selic (Sistema Especial de Liquidação e Custódia) – geralmente utilizada para definir os juros cobrados em empréstimos –  e da inflação, que impacta para mais ou menos a Selic.  

Para conseguir avaliar todos esses critérios antes mesmo de iniciar um processo de empréstimo, é possível fazer simulações em sites das próprias instituições ou por meio de ferramentas gratuitas disponíveis na internet. 

Ainda há a opção de contar com o apoio profissional de empresas que fazem a intermediação entre clientes e instituições, e ajudam a visualizar e a comparar previamente as possibilidades existentes, de maneira imparcial.

Também é importante verificar a documentação obrigatória para a concessão do empréstimo, pois podem ser necessárias regularizações e atualizações prévias para que o pedido seja aceito pela instituição financeira.

Planejamento para se organizar ao máximo

Com uma proposta de empréstimo no horizonte, o próximo passo é fazer um planejamento para confirmar se o negócio tem porte para arcar com a nova despesa. 

Deve-se incluir no controle mensal o pagamento do valor das prestações no prazo estipulado para visualizar os gastos reais, e não se esquecer de considerar todos os custos embutidos na operação.

Com base na previsibilidade de períodos mais estáveis, é possível decidir por iniciar incorporar as parcelas no momento mais adequado. É o momento para visualizar quando o capital do investimento começará a trazer retorno e planejar ações estratégicas para potencializar o ciclo positivo.

Ter clareza antecipada da diversidade de fatores que se desdobram de um empréstimo e precisam ser gerenciados pode parecer um bicho de sete cabeças, mas é a melhor maneira de conduzir uma decisão assertiva e com potencial de expansão dos resultados.  

Cumpridas essas etapas, é hora de garantir o investimento para prosperar a empresa.

Comentários