Os meios de transporte fazem parte da nossa vida há muito tempo. Eles proporcionam uma viagem mais rápida e confortável para o trabalho, escola ou lazer, facilitando a nossa rotina. 

Como toda conveniência, isso tem um custo e ele precisa ser bem administrado para que não falte dinheiro para outras necessidades, por exemplo, a alimentação, os estudos e as contas da casa. 

Por isso, é muito importante conhecer e colocar em prática algumas ações sustentáveis para que seu trajeto seja mais seguro e tranquilo e suas finanças fiquem mais equilibradas.

5 práticas sustentáveis para o trânsito e o seu bolso 

1. Faça a manutenção regular do veículo

Não é barato arcar com a troca de óleo, pneus, filtros e demais itens de um carro ou moto. Mas investir nisso é muito importante para garantir a sua segurança, a segurança de terceiros e evitar gastos maiores com reparos complexos no futuro.

Se o veículo quebrar por falta de manutenção em alguma peça, com certeza o preço do conserto será maior que o valor de reposição ou troca da peça em questão. 

Isso sem falar nos riscos de ficar parado em uma avenida ou rodovia e no período em que o veículo ficará indisponível para uso.

Além do alto custo, a falta de manutenção pode causar acidentes sérios. Por isso, não deixe de revisar seu veículo com frequência.

2. Tenha um seguro auto

Imagine perder milhares de reais em apenas alguns minutos. Essa é a triste realidade de muitas pessoas que não tiveram o cuidado de contratar seguro para seus veículos. 

Por serem bens de alto valor agregado, a maior parte dos veículos necessita de seguro. Nas grandes cidades, onde o índice de acidentes, roubos e furtos é elevado, fica ainda mais clara essa necessidade.

Para não ficar suscetível a gastos consideráveis com reparos, socorro mecânico ou ter que assumir grandes prejuízos pela perda do patrimônio, vale muito a pena fazer um seguro veicular.

Considere os valores a serem pagos, os itens que estarão sob cobertura e os serviços oferecidos pela seguradora antes mesmo de comprar seu veículo. Dessa forma, será mais fácil identificar se os gastos realmente cabem no seu orçamento.

3. Respeite as normas de trânsito

Guiar com prudência e dentro das normas é mais que dar exemplo de civilidade. É um ato que preserva vidas e evita gastos desnecessários.

Ao acelerar demais o seu veículo você aumenta o consumo de combustível, gera o desgaste precoce de várias peças e ainda pode levar multas.

Segundo dados da Secretaria Municipal de Obras e Infraestrutura (Smobi) de Belo Horizonte*, somente entre janeiro e novembro de 2021 os motoristas da capital mineira gastaram mais de R$ 88 milhões com infrações de trânsito.

A condução imprudente aumenta também a chance de acidentes e, com eles, além da preocupação vêm os gastos com atendimento médico, indenizações, honorários advocatícios, entre outros.

4. Aposte em transportes alternativos

Possuir um veículo próprio tem suas comodidades, mas também implica em uma série de gastos com combustível, manutenção, taxas e impostos, estacionamento, seguro e lavagem.

E para reduzir esses custos com transporte devemos estudar novas formas de locomoção.

Veículos elétricos

Há quem troque o automóvel à combustão por modelos elétricos ou mesmo por motocicletas que têm uma autonomia de rodagem muito maior. 

Tudo depende da distância a ser percorrida, do tipo de pista a ser utilizada e do conforto desejado pelo condutor.

Vá a pé ou de bike

Pequenos trajetos podem facilmente ser feitos a pé ou de bicicleta. Além de não custar quase nada (no caso da bicicleta você só precisa ter ou alugar uma), você se exercita e ainda contribui com o meio ambiente. 

Ao deixar o veículo em casa para caminhar até a padaria, o pouco dinheiro que se economiza poderá se tornar uma quantia interessante ao longo dos anos, se for aplicado em uma opção de investimento sem muito risco. 

Distâncias maiores podem ser realizadas pelo transporte coletivo em sua totalidade ou fazendo apenas parte do caminho com o veículo próprio. 

Também vale pesquisar os valores do transporte por aplicativo. Nesses casos, o ideal é sempre fazer as contas. Se as outras alternativas de transporte custam menos, não hesite em deixar seu carro ou moto na garagem.

Com a expansão do trabalho remoto nos últimos tempos, muita gente está, inclusive, abrindo mão de ter um veículo próprio, pois percebeu que a redução de custo é significativa. 

Aproveite caronas quando se sentir à vontade

Uma outra maneira de economizar é lançar mão de caronas solidárias. Colegas de trabalho podem se revezar como motoristas da turma e, assim, todos diminuem seus custos. 

É uma opção interessante financeiramente e que ajuda na redução da poluição e do tráfego. Isso sem contar na viagem, que certamente será mais animada.

Nos tempos modernos é praticamente impossível abrir mão dos transportes motorizados. Entretanto, cabe a cada um de nós usar a criatividade e buscar soluções que atendam nossa necessidade de locomoção sem prejudicar nossas finanças.

5. Faça um planejamento de gastos com transporte

Independente de qual a sua opção de transporte é fundamental que você insira os valores gastos e previstos em seu Planejamento Financeiro.

Muitas pessoas entram em dívidas infindáveis porque acreditam que podem comprar um carro novo somente com as sobras do salário. 

Porém, depois que assinam o contrato, percebem que fizeram um péssimo negócio ao não considerar os custos para manter essa compra.

Valores de compra e manutenção de veículos próprios, assim como os valores de uso do transporte coletivo ou por aplicativo devem fazer parte do seu planejamento. 

É importante escrever exatamente quanto você irá gastar em cada período e acompanhar esses gastos de perto para poder fazer ajustes sempre que for necessário.

Quando o valor é planejado, previsto, fica muito mais simples adaptar o orçamento para lidar com possíveis variações de preço ou enfrentar situações em que é preciso alongar o trajeto ou aumentar o número de viagens. 

Pequenas ações fazem a diferença

Seja no trânsito ou no orçamento pessoal, as pequenas mudanças fazem toda diferença. 

Criar situações para melhorar a sua própria rotina e das pessoas ao seu redor, contribuir para a conservação do planeta e ainda trazer ganhos financeiros, é algo possível e cada vez mais necessário. 

O planeta se mantém vivo, a sociedade evolui e você ainda usa seu dinheiro com mais sabedoria.

Comentários