Sabemos que para manter uma casa os gastos são dos mais diversos e adversos possíveis. Quando moramos com alguém podemos partilhar estas despesas e assim não parece assustador, mas quando moramos sozinhos todos estes gastos são nossa responsabilidade.

Água, luz, telefone, internet, IPTU, taxa de condomínio, gás, vestuário, alimentação, dentre outras inúmeras contas que, às vezes, nem nos lembramos mas que abocanham nosso salário no fim do mês.

E quando se trata da manutenção de uma empresa? Estes gastos são muito maiores, mas ainda temos os gastos básicos como água, luz, telefone, internet e outros que acabam entrando no lugar dos que teríamos casa, como por exemplo: se a empresa contrata outra empresa para fornecer alimentação para os seus funcionários, ela não precisa se preocupar com gás nem com alimentação no sentido de compra de insumos para prepará-los.

Como se os gastos básicos para a manutenção de qualquer estabelecimento já não fosse suficiente, a empresa, seja ela recém aberta ou com anos no mercado, possui os gastos tributários.

Como sabemos, o Brasil, de acordo com o Banco Mundial, é um dos piores países para o empreendedor e isso se dá justamente devido à sua alta carga tributária e a excessiva burocracia.

Se você está pensando em abrir uma empresa ou tem um contador para cuidar de toda a parte econômica, legal e tributária certamente não conhece nem metade destes tributos que são ou certamente serão pagos por você como empresário. Mas como se não bastasse toda a parte legal e burocrática, a empresa possui ainda outros gastos habituais e corriqueiros.

Vamos conhecê-los?

Pagamento de pessoal

Se você é autônomo e trabalha sozinho certamente esse não é um gasto que te assusta Agora se você possui funcionários certamente terá a folha de pagamento a cumprir.

Manter a linha produtiva tem custos em relação a própria mão de obra, além claro, dos impostos pagos intrinsecamente no pagamento do salário de seus funcionários.

Contratar novos funcionários também demanda custos de treinamento. Todo novo funcionário contratado, dependendo do setor para o qual ele será direcionado e da sua formação ou falta de experiência, precisará ser treinado, o que gera ainda mais custos para a sua empresa.

E a demissão então! A demissão também apresenta altos custos. A empresa que precisa fazer os acertos de seus funcionários dispensados, o que dependendo do tempo de “casa” pode ser um dos mais altos dos três mencionados aqui.

Não há como fugir dos gastos com a folha de pagamento, o que é possível fazer para contorno-lá? É melhor manter a sua equipe. Evite demissões e contratações de novos colaboradores apenas quando excepcionalmente não houver outras opções.

Matéria prima

A sua empresa produz determinado bem para o consumidor final ou para outra empresa? Sim? Então você precisa de matéria prima, os gastos com insumos e matéria prima são gastos fundamentais para sua empresa.

A melhor forma de economizar com os insumos e a matéria prima é estando sempre de olho no seu estoque e em possíveis promoções.

Quando você olha o seu estoque, evita gastar dinheiro que de fato você talvez nem tenha para repor uma matéria primeira que não acabou.

Uma dica valiosa de muitos economistas é que você tente reaproveitar os móveis que tem em casa para a abertura da sua empresa. Por exemplo: você está começando do nada o seu negócio, mas não quer que o seu empreendimento esteja atrelado a sua casa.

Bom, nesse caso você precisará fazer uma espaço só para ele e que tal economizar na aquisição de novos móveis reaproveitando os que você já tem em casa? Pode parecer bobagem, mas quando estamos prestes a abrir uma empresa física e até mesmo virtual, o mobiliário pesa em nosso orçamento.

E por falar em loja física

Outro dos principais gastos de uma empresa é o aluguel, no caso das empresas físicas.

Por exemplo: todo empresário sonha em ter um cantinho só seu na hora de abrir o seu empreendimento, mas será que manter o aluguel de um lugar é a melhor opção?

Chegamos a comentar que às vezes não queremos atrelar o nosso negócio a nossa residência, mas se você está começando, saiba que o aluguel é um dos gastos mais altos que temos ao abrir um negócio. Muitas vezes, dependendo da localização e do número de funcionários, o aluguel supera a folha de pagamento.

Se mesmo assim você busca um local para o seu negócio, que tal um lugar pequeno? Que caiba no seu orçamento? A melhor forma de gerenciar os gastos com aluguel é tentar mudar a localização ou o tamanho do imóvel Se nenhuma das duas opções for possível, tente barganhar com o locatário descontos ou serviços na sua loja.

Com o que nós vamos produzir?

Se você está começando a empresa do zero essa é uma excelente pergunta. Afinal, se você diminui em maquinário para produção precisa aumentar em mão de obra. Qual compensa mais?

Investir em mão de obra ou maquinário?

Com o tempo suas máquinas vão ficar ultrapassadas e a mão de obra em caso de rescisão será mais alta.

Para decidir entre qual escolher leve em consideração o valor gasto versus o tempo de produção de cada modo (manual x industrial).

Você precisa de outras empresas trabalhando diretamente para você para que o seu produto nasça?

Se você não é capaz de produzir sozinho o seu produto, a terceirização de pessoal, máquina, matéria prima ou qualquer outro item indispensável para a sua produção, estes serão gastos que você também terá.

Então sempre avalie se a sua empresa será capaz de produzir sozinha, caso não, lembre-se sempre destes gastos na hora de novos planejamentos.

Uma dica nossa: determine os valores fixos e variáveis do seu negócio

Sabemos que ser um empreendedor em nosso país não é nada fácil. Então gostamos sempre que possível trazer algumas dicas para que a sua jornada se torne mais fácil.

Esse obviamente é apenas uma breve explicação dos principais gastos que uma empresa tem, sem contar os gastos legais, fiscais e tributários mas se você de fato pensa em crescer com o seu empreendimento, deve determinar os custos fixo e os variáveis que terá.

Desta forma, determinar o valor do produto será muito mais fácil.

Valor fixo: é aquele gasto mensal para a produção do seu produto, independente do quão você vier a produzir. Por exemplo: aluguel e a folha de pagamento.

Valores variáveis: os valores variáveis são aqueles que estão diretamente ligados com a sua produção e que sofrem alterações de acordo com a atuação da empresa.

Ex: telefone, luz, água.

Escrever comentário