O mês de abril está batendo às nossas portas, e com ele surge um sentimento de apreensão: onde vamos investir no novo mês? Afinal, com a recente volatilidade do mercado de capitais, os famosos “investimentos seguros” estão cada vez mais escassos, e a lista dos gestores que continuam lucrando com seus investimentos está cada vez menor.

Portanto, antes de “sair alocando” ativos para a sua carteira, por que não conferir algumas interessantes ideias de investimento para não sair perdendo no mês?

O que está acontecendo no mercado?

Os investimentos respondem diretamente aos estímulos da economia global. Por isso, grandes crises e movimentos econômicos devem estar na ponta de seu lápis na hora de escolher o melhor rumo para a sua carteira de investimentos.

Atualmente existem dois pontos que você precisa estar atento antes de se jogar no mundo dos investimentos:

  • A tensão Rússia/Ucrânia;
  • A curva de juros.

O conflito na Ucrânia está trazendo uma série de “problemas” para o mercado global em um verdadeiro efeito dominó.

A explosão da demanda por energia levou para a alta dos preços do barril de Petróleo. Além disso, o receio da “quebra” da cadeia de produção de fornecimento de commodities está deixando o mercado à beira da loucura. 

O fato da Ucrânia ser a maior exportadora do mundo de trigo, e a Rússia ser protagonista no mercado de fertilizante não ajuda a amenizar o receio.

A resposta direta para o aumento dos preços veio no bolso. A inflação está subindo ao redor do globo, e os bancos centrais já se mobilizaram para conter o movimento (como a recente alta dos juros americanos e da Selic aqui no Brasil.)

Como usar esta informação a seu favor?

No mundo atual, uma boa informação vale mais do que dinheiro, e isso fica claro quando estamos falando do mercado de ações.

As recentes movimentações trazem desafios para os investidores, como também oportunidades. A disparada das commodities criou um favorecimento da balança comercial brasileira, que viu o aumento da “arrecadação” de moeda estrangeira.

O movimento favorece as empresas do Agronegócio, mas prejudica seus investimentos no exterior, como, por exemplo, as famosas BDRs, que perderam margem com a recente queda do dólar.

Ações diretamente ligadas à cotação das commodities precisam estar no seu radar nos próximos dias. Mas lembre-se, todas as moedas possuem dois lados.

Algumas empresas (como as Petrolíferas) aumentam suas margens com uma disparada do petróleo. 

Entretanto, empresas de aviação, como Gol e Azul terão uma boa dor de cabeça com a explosiva alta dos custos. Você pode conferir algumas empresas para evitar em Abril clicando aqui. 

Ademais, outro ponto de interesse a ser observado pelos investidores mais conservadores é o mercado de renda fixa. 

A recente alta dos juros trouxe ainda mais destaque para os “investimentos seguros” que irão oferecer uma maior margem de rentabilidade. 

O momento também pode trazer um brilho especial a investimentos diretamente atrelados às taxas de juros: CDB, Fundos de Investimentos imobiliários (FIIS) e até mesmo os populares títulos do tesouro terão um destaque especial no próximo mês. 

Afinal, na última ata do Copom, o conselho indica que os aumentos nos juros não devem parar por aí.

Por fim, não deixe de acessar o Guia do Investidor! Onde você encontra guias e recomendações com tudo o que precisa saber para lucrar bastante no mercado de capitais! Para isso, basta clicar aqui!

Autor: Leonardo Pereira | Linkedin 

Graduando em Economia e colaborador do Guia do Investidor

Comentários