Você já decidiu onde vai alocar seus investimentos em 2022? O ano promete ser uma verdadeira montanha-russa de emoções para os investidores. No entanto, com o preparo certo, é possível “burlar” as tendências ruins do mercado de capitais para encontrar as melhores ações!

Em 2022, seja o Batman!

A primeira dica para manter seus investimentos rentáveis no ano pode ser um pouco inusitada, mas se você levar a sério, vai tirar de letra as tendências da Bolsa em 2022: seja o Batman!

Quando falamos do mundo dos heróis, o Batman não é mais poderoso que o Superman e nem mais rápido que o Flash, mas se destaca por seu preparo e inteligência para lidar com as situações.

A Bolsa em 2021 mostrou que nem sempre uma empresa com bons fundamentos se sai bem no mercado. Afinal, quem imaginaria que após um 2020 dos sonhos, o Magazine Luiza iria voltar a proximidade de suas mínimas históricas?

No acumulado de 2021, o Ibovespa computa perdas de 10%, refém de uma dinâmica macro brasileira pior e de ruídos originados no exterior.

Para especialistas do mercado financeiro, 2022 não será tão diferente de 2021 no quesito “turbulência”, complicando onde investir em 2022.

Juros x Inflação

Sob a sombra das eleições presidenciais e a expectativa de aumento dos juros e da inflação, a volatilidade do mercado acionário deve se estender para o próximo ano.

A inflação está disparando, graças a um aumento pouco saudável do consumo, que vai corroendo o poder de compra e a qualidade de vida da população.

Para corrigir isso e manter a inflação “na linha”, a última reunião do Copom aumentou a taxa Selic em 1,5%, e sinalizou outro aumento já na primeira reunião de 2022. Ou seja, estamos de volta aos dois dígitos pela primeira vez desde 2015 e trazendo dúvidas sobre onde investir em 2022.

Fonte: Banco Central

Pela leitura de Mauro Morelli, estrategista-chefe da Davos Investimentos, o primeiro semestre deve ser mais turbulento para a Bolsa, visto que a eleição para a presidência da República acontecerá só na segunda metade do ano.

Neste ponto, vale dizer que as volatilidades de eleição dependem muito da definição do presidente. Ou seja, o mercado teme a volatilidade e a incapacidade de fazer análises. Assim, após as eleições, independentemente do resultado, as volatilidades vão diminuir.

Onde investir em 2022?

Pensando nisso, a melhor maneira de “ser o Batman” em 2022, é manter uma carteira de investimentos diversificada, e aliada com as melhores tendências da Bolsa.

O setor de commodities é uma aposta de Matheus Spiess, analista da Empiricus, para 2022. A recomendação é alocar uma fatia da carteira em ativos ligados a aço, minério e petróleo.

Spiess destaca que, diferente do minério de ferro, que é muito sensível à China, o aço é mais resiliente, porque está mais ligado ao mercado americano. O nome favorito dentro dessa categoria é Gerdau (GGBR4). Para petróleo, o especialista gosta da gigante Petrobras (PETR4), mas em menor peso por ser uma estatal e estar suscetível aos ruídos das eleições. Spiess também recomenda outra petroleira, a 3R Petroleum (RRRP3).

A representante de minério de ferro é a Vale (VALE3), o analista entende que a ação está muito barata. Por isso, é interessante carregar o papel ano que vem. No Guia do Investidor, existe um guia das melhores ações do setor de commodities (segundos os analistas) para você comprar! Não deixe de clicar aqui para conferir!

Na dúvida, se proteja

Além das melhores ações, pode ser interessante manter uma parcela de seus investimentos exposta à Prata e, principalmente, ao Ouro. Os metais são reservas naturais de valor e costumam desempenhar bem em momentos de volatilidade do mercado. 

Outra maneira de se manter conservador em 2022 é apostando na Renda Fixa! Não deixe de conferir algumas das melhores opções clicando aqui!

Autor: Leonardo Pereira, graduando em ciências econômicas e redator de conteúdo do Guia do Investidor

Linkedin: Leonardo Bruno | LinkedIn

Comentários