Powered by Rock Convert

Ter um veículo implica em diversos gastos. E um deles, em meio a tantos outros, é o IPVA. Todos que possuem um automóvel estão sujeitos a esse custo, mas sabe o que significa IPVA?

A sigla IPVA se refere ao Imposto sobre Propriedade de Veículos e Automotores. Esse imposto é uma forma do estado arrecadar capital, para que seja investido nas necessidades da população.

Imposto deve ser pago anualmente por quem tem ou outro tipo de veículo.

Como é calculado o IPVA

O valor devido do IPVA é calculado conforme o tipo de automotivo. Para se chegar ao valor do carro, os estados devem se basear na tabela FIPE (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas).

A tabela leva em consideração o valor venal do veículo, ou seja, o valor pelo qual ele pode ser comercializado. A fixação do valor venal leva em conta características do automotor, como: ano de fabricação, marca, modelo, se é nacional ou importado, dentre outras variáveis.

Já a alíquota que incide sobre o valor devido do IPVA, como já vimos, é variável. Geralmente esse índice fica entre 1 a 4% do valor venal do veículo. A Alíquota que recai sobre o IPVA varia de estado para estado.

Vamos tomar como exemplo os estados de São Paulo e do Rio de Janeiro, onde a alíquota considerada é de 4%.

Suponhamos que o seu carro tenha valor venal, de acordo com a Fipe, de R$ 40 mil. Utilizando-se a alíquota de 4%, o IPVA a pagar, nesse caso, será de R$ 1,600.

Powered by Rock Convert

A conta relativamente simples. Multiplicamos o valor venal do veículo pelo valor da alíquota e dividimos por 100%.

Já outros estados utilizam-se de alíquotas mais baratas, como no Paraná. O mesmo veículo, caso fosse emplacado nesse estado, teria IPVA devido de R$ 800 – já que a alíquota usada é de 2%.

Caso você não conheça o valor venal do seu carro para calcular o IPVA, saiba que é possível ter acesso a tabela Fipe pela internet. Os valores são reajustados anualmente e traz dados de carros fabricados a partir de 1985.

Como eu pago o IPVA?

Quem controla a cobrança do IPVA são os Detrans de cada estado. Os proprietários dos veículos costumam receber o boleto no mês de dezembro de cada ano, devendo pagar a taxa no mês de janeiro.

Caso você não receba o carnê, é importante se dirigir ao Detran da sua cidade para que a situação do carro fica regularizada.

O imposto pode ser pago à vista ou em parcelas.

Há algum tipo de isenção do IPVA?

Alguns estados podem isentar alguns proprietários do pagamento do imposto.

  • Normalmente, ficam isentos da taxa;
  • Automotivos que realizam atividades filantrópicas;
  • Proprietários portadores de deficiência física;
  • Taxistas;
  • Proprietários que tiveram, naquele ano, perda total do veículo ou foram vítimas de roubo;
  • Carros fabricados a mais de 20 anos;
  • Veículo pertencentes a fundações ou autarquias públicas;

O que acontece se o IPVA não for pago?

O IPVA do seu veículo deve estar sempre em dia. Caso a parcela não esteja quitada, você não poderá realizar o licenciamento do automotivo.

Caso o seu veículo seja pego com esse imposto em aberto, você corre o risco de levar multa ou mesmo ter o seu auto apreendido. é muito importante manter-se atento ao prazo do pagamento, assim é possível evitar transtornos.

Powered by Rock Convert

Escrever comentário