Powered by Rock Convert

Avaliou todas as possibilidades e decidiu que o melhor caminho para você é o empreendedorismo? Parabéns pela escolha! Mas, além de uma boa ideia e muita determinação, abrir o próprio negócio requer uma série de medidas comportamentais e também burocráticas. Levantamos as principais recomendações e listamos para você a seguir o que é preciso para abrir o próprio negócio. Confira!

Antes de partir para a prática, é necessário entender as etapas que envolvem a abertura do próprio negócio:

1. Entenda se está pronto:

Tirar os planos do papel exige muita coragem e força de vontade. Saiba que nem sempre tudo vai sair conforme o que você espera. Esteja aberto para flexibilizar o seu negócio conforme as necessidades do mercado e fique e olho nas diferentes oportunidades.

2. Prepare-se para trabalhar muito:

A via do empreendedorismo muitas vezes é buscada por quem deseja horários mais flexíveis. Isso pode acontecer, mas não significa que vai ter jornadas menores, especialmente no início, em que a mão de obra disponível pode ser apenas a sua.

3. Persevere e seja resiliente:

Quem dera se todos os negócios engrenassem de primeira. Na prática, para ter sucesso, é preciso insistir, mantendo o ânimo para transpor os obstáculos que possam aparecer.

4. Defina e entenda o seu público-alvo:

Não adianta querer agradar a todos. É preciso definir quem será o foco das suas atenções. Seu produto ou serviço deve atender a uma fatia específica do mercado. Uma vez, definido, é preciso saber quais são as dores, preferências e hábitos de consumo dessa parcela da população.

5. Faça uma pesquisa de mercado:

Diminua as incertezas, por meio da investigação. Nessa etapa, você consegue entender melhor as oportunidades e possibilidades de melhoria no seu negócio, garantindo mais chances de que ele dê certo. Dados quantitativos e qualitativos proporcionam um resultado mais preciso.

6. Cuide das questões burocráticas:

Regularize a empresa junto aos órgãos municipal e estadual.É importante providenciar documentos como Contrato Social, registro na Junta Comercial, Alvará de Funcionamento, Inscrição Estadual, além de licenças ambiental e sanitária, a depender de sua atividade, e vistoria de atendimento às normas de segurança (controlada pelo Corpo de bombeiros). Se precisar de ajuda, considere a possibilidade de contratar um advogado e/ou um contador para prestar suporte nesse início.

7. Reúna capital para investimento:

Seja com recursos próprios ou por meio de financiamento bancário, recursos financeiros são fundamentais para colocar a sua empresa para funcionar, contratar pessoal e garantir um capital de giro. Mas é importante definir um montante máximo e procurar trabalhar apenas com ele, evitando novas dívidas.

8. Faça um planejamento estratégico:

Defina o objetivo que quer alcançar e elenque as principais etapas táticas e operacionais que precisará percorrer, colocando todo o seu plano de negócios no papel. Dessa maneira, a empresa consegue se preparar melhor para as questões que venham a acontecer. Rever esse planejamento de tempos em tempos também é importante.

9. Dê um passo de cada vez:

Por mais empolgante que seja a possibilidade de abrir o próprio negócio, é fundamental manter os pés no chão, estruturando a empresa aos poucos, para garantir a sua sustentabilidade e também sua satisfação pessoal. Além disso, busque o conhecimento e crescimento sempre.

Viu só? Abrir o próprio negócio envolve muitas atividades, mas, com disciplina, é possível colocar cada uma delas em ação. Tem mais alguma recomendação para o início de uma nova empresa? Conte nos comentários!

Powered by Rock Convert

Escrever comentário

Shares